sábado, 26 de março de 2016

BRASIL ENGANA NO INÍCIO E SUAREZ DESEQUILIBRA NO FINAL E EMPATA EM 2 A 2.




     David Luiz perdeu o duelo com Luizito Suarez

Uruguai e Brasil empataram por 2 a 2 na Arena Pernambuco, nesta sexta-feira à noite, mas Suarez foi o vencedor contra de Neymar. O uruguaio fez o gol que evitou a derrota fora de casa, enquanto o brasileiro deu uma assistência, mas não conseguiu aproveitar as oportunidades e ainda levou cartão amarelo, que o tira do confronto com o Paraguai, na terça-feira. E o Brasil deixou Pernambuco debaixo de vaias.

Com o resultado, o Brasil fez 8 pontos e se manteve na terceira colocação nas Eliminatórias Sul-Americanas da Copa de 2018, e o Uruguai continua em segundo, somando 10 pontos. A seleção, porém, tem a mesma pontuação de Paraguai e Argentina, respectivos quarto e quinto colocados nos critérios de desempate por terem saldo de gols inferior ao dos brasileiros. Na próxima terça, pela sexta rodada, enquanto os brasileiros encaram os paraguaios em Assunção, os uruguaios recebem o Peru em Montevidéu.


INÍCIO FULMINANTE


Cheguei a pensar que queimaria a língua pessimista que previa um embate complicado - como foi - pros brasileiros contra os uruguaios e sua boa Seleção. Por causa do gol de Douglas Costa aos 49 segundos, aproveitando uma jogada de William pela direita. Douglas entrou livre pelo meio e de carrinho empurrou a bola pro fundo da meta adversária. Mas desde este início, viu-se, também, que a vida de David Luiz, por sua insegurança, seria complicada por Suarez. Só num único lance Neymar foi Neymar. Aos 25, o atacante carregou a bola pela direita, tocou para Renato Augusto, que deu drible de corpo em Muslera e fez o segundo gol.

Toda empolgação do time brasileiro se foi e o Uruguai, valente, acreditou que poderia evitar a derrota. Aos 31, Álvaro Pereira deu drible em Willian e levantou para Cavani descontar. Se já estava recuado, defensivamente, pra segurar o placar favorável de 2 a 1, o Brasil escancarou-se e os uruguaios tomaram conta da partida.
Assim, logo aos dois da etapa final, o brasileiro deu espaço e pagou caro. Suarez bateu cruzado e empatou. Arena se calou de vez e teve que reverenciar Suarez. A vitória certa se tornou um empate com gosto de derrota.


O Brasil parou de jogar, assustado. O Uruguai cresceu e foi para cima com sua principal característica, a valentia. E só não conseguiu uma virada histórica graças a duas belas defesas de Alisson. Neymar, a estrela de amarelo, correu e não conseguiu resolver sozinho. Suarez também não teve uma atuação de gala, longe disso, mas acabou marcando o gol que permitiu aos uruguaios deixar Recife com gosto de vitória.

BRASIL 2 X 2 URUGUAI

BRASIL - Alisson; Daniel Alves, Miranda, David Luiz e Filipe Luís; Luiz Gustavo, Fernandinho (Philippe Coutinho) e Renato Augusto; Willian (Lucas Lima), Douglas Costa (Ricardo Oliveira) e Neymar. Técnico: Dunga.

URUGUAI -
 Fernando Muslera; Jorge Fucile, Sebastián Coates, Mauricio Victorino e Álvaro Pereira; Arévalo Rios, Matias Vecino Carlos Sánchez (Stuani) e Cristian Rodriguez (Álvaro Gonzalez); Cavani e Luis Suarez. Técnico: Óscar Tabárez.

GOLS - Douglas Costa, a 1, Renato Augusto, aos 25, e Cavani, aos 30 minutos do primeiro tempo; Suárez, aos 2 do segundo.
ÁRBITRO - Néstor Pitana (ARG).
CARTÕES AMARELOS - Suárez, Neymar, Daniel Alves e David Luiz.
PÚBLICO - 43.898 pagantes.
RENDA - R$ 4.961.890,00.
LOCAL - Arena Pernambuco, em Recife (PE).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.