quarta-feira, 16 de março de 2016

CRUZEIRO GOLEIA UBERLÂNDIA E VOLTA À LIDERANÇA DO MINEIRO COM TRÊS PONTOS SOBRE O GALO.


O Cruzeiro teve, enfim, um seu setor  ofensivo em funcionamento, e goleou o Uberlândia no Mineirão por 3 a 0 e desperdiçou várias oportunidades de aumentar o placar. O jogo foi pela sétima rodada do Campeonato Mineiro e os azuis dispararam na liderança com três pontos a mais que o Atlético, vice-líder. O interessante é que nenhum jogador do ataque marcou: os foram de Bruno Rodrigo, Lucas Romero e Ariel Cabral. No próximo domingo, às quatro da tarde o time celeste defenderá a primeira posição contra o Villa Nova, também no Mineirão. Já o Uberlândia, agora quarto colocado com 12 pontos, receberá o Tricordiano  no Parque do Sabiá.

Antes do jogo, foi feita homenagem a um dos maiores ídolos da história do Cruzeiro: o ex-zagueiro argentino Roberto Perfumo, falecido aos 73 anos no último dia 10 em decorrência de traumatismo craniano após queda de uma escada. Houve um minuto de silêncio em memória do antigo jogador das décadas de 60 e 70.. 

No primeiro gol o lateral-direito Rodrigo Dias, do Uberlândia, cometeu, que Alisson colocou na grande área e encontrou Bruno Rodrigo, que voltou a marcar depois de quase dois anos: 1 a 0. Foi o 12º gol do zagueiro em 121 partidas pelo clube. Aos 37min, dois lances de perigo: Alisson acertou a trave em finalização da entrada da área; pouco depois, Rafael Silva teve gol corretamente anulado pelo árbitro Igor Junio Benevenuto.

SEGUNDO TEMPO

Aos 11min, mais uma bola na rede. Em cobrança de falta de Sánchez Miño, Alisson buscou a redonda do lado direito e cruzou de três dedos. Ao tentar cortar, o volante Wendel colocou a mão na bola e cometeu pênalti. O volante Lucas Romero bateu no canto direito e ampliou: 2 a 0.

Mesmo com o jogo sob controle, a Raposa seguiu forte no setor ofensivo na tentativa de transformar a vantagem em goleada. Aos 20min, Rafael Silva chutou cruzado e exigiu boa intervenção de Thiago Braga. Treze minutos depois, o atacante voltou a aparecer ao finalizar de carrinho no travessão. Na sobra, Ariel Cabral pulou de peixinho e, assim como Romero, anotou seu primeiro tento no Cruzeiro: 3 a 0. Quase no fim, o Uberlândia ainda mostrou descontrole por meio de Wendel, que acertou pontapé em Rafael e levou cartão vermelho direto. O quarto gol só não ocorreu porque o lateral-direito Fabiano, o meia Alex e o lateral-esquerdo Sánchez Miño perderam oportunidades.

CRUZEIRO: Fábio; Fabiano, Manoel, Bruno Rodrigo e Sánchez Miño; Lucas Romero, Henrique e Ariel Cabral (Marciel, aos 34min do 2ºT); Arrascaeta (Alex, aos 38min do 2ºT), Rafael Silva e Alisson (Elber, aos 26min do 2ºT) - Técnico: Deivid

UBERLÂNDIA: Thiago Braga; Rodrigo Dias, Rodolfo Mol, Marco Tiago e Rayro; Wendel, Max Carrasco, Coutinho (Alê, no intervalo) e Wellington Melo (Wellington Reis, aos 40min do 2ºT); Mikael (Magalhães, aos 17min do 2ºT) e Caio Dantas - Técnico: Alexandre Barroso
Gols: Bruno Rodrigo, aos 33min do 1ºT; Lucas Romero (pênalti), aos 11min, e Ariel Cabral, aos 33min do 2ºT (CRU)
Cartões amarelos: Lucas Romero, aos 46min do 1ºT. Ariel Cabral, aos 26min do 2ºT (CRU); Coutinho, aos 26min, Rodrigo Dias, aos 32min do 1ºT (UBE)
Cartão vermelho: Wendel (UBE)
Motivo: sétima rodada do Campeonato Mineiro
Local: Mineirão
Data: terça-feira, 15 de março de 2016
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Sidmar dos Santos Meurer
Público: 7.688 pagantes
Renda: R$ 195.711,00


TRINCHEIRA: Este público no Mineirão e esta arrecadação servem apenas pra desmoralizar o Campeonato Mineiro. Por que o Cruzeiro não jogou em Sete Lagoas. Com certeza, renda e público seriam maiores. Acorda, Gilvan!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.