sexta-feira, 29 de abril de 2016

GALO E COELHO SÓ PENSAM AGORA NA PRIMEIRA PARTIDA DA DECISÃO MINEIRA


Após conseguirem resultados expressivos em competições diferentes e importantes - o Atlético empatou com o Racing, em Buenos Aires por 0 a 0 e o América classificou-se na Copa do Brasil ganhando por 3 a 2 do Red Bull Brasil, no Horto,- os dois times voltaram suas atenções à primeira partida da decisão mineira, domingo, às quatro horas no Independência.ortoHorto Ho

Coelho está na segunda fase da Copa do Brasil e enfrenta o Bahia no próximo jogo


BORGES MARCA

O time comandado por Givanildo Oliveira não teve dificuldades na etapa inicial. Depois do empate por 1 a 1 em Campinas, o Coelho jogou para buscar a vitória em casa. E a tarefa ficou mais fácil com o gol de Alisson, no primeiro minuto. Na etapa final, Borges marcou pela primeira vez pelo América, mas o gol de Edmilson, logo depois, deixou os nervos à flor da pele dos americanos. Osman, com um belo chute, aliviou a situação. Willian Magrão, de falta, marcou um golaço e novamente pôs fogo no jogo. Mas o time alviverde segurou a pressão para garantir a classificação. 
O América enfrentará agora o Bahia, que eliminou o Globo, do Rio Grande do Norte, na primeira fase. As datas dos confrontos ainda não foram definidas pela CBF.

NO TROCO UMA GOLEADA

O troco que o time atleticano tem que dar no goleiro Saja, do Racing, que deu declarações absurdas antes do jogo em Buenos Aires, é enfiar uma goleada nos argentinos aqui no Independência e depois afirmar que eles se borram todo quando jogam em Beagá, a esburacada capital do doutor Lacerda.

Antes de a bola rolar no El Cilindro, o goleiro do Racing, Sebastián Saja, apostava que os jogadores do Atlético sentiriam a pressão de jogar fora de casa. Em discurso motivacional para os companheiros de equipe na saída do vestiário para o campo, o arqueiro, que já defendeu o Grêmio em 2007, usou tom agressivo ao se referir aos brasileiros. As imagens foram feitas pela Fox Sports.

"São brasileiros, se borram. Não deixemos eles crescerem. Vamos mostrar a eles como se joga o futebol na Argentina e no campo do Racing. Se não mostrarmos, eles crescem. Então, não vamos deixar que cresçam. Metamos a porrada neles futebolisticamente", esbravejou Saja.

As palavras de Saja, entretanto, não surtiram o efeito desejado pelo goleiro. Em seu campo, o Racing não conseguiu fazer valer o mando de campo e empatou com o Atlético por 0 a 0, no primeiro jogo do confronto pelas oitavas de final da Copa Libertadores.

TRINCHEIRA - As palavras motivacionais do goleiro Saja foram agressivas, porém fazem parte atual da preparação pra qualquer decisão. Felizmente ele falou em "porrada futebolisticamente".

CHINA AZUL QUER O CHILENO SAMPAOLI


                        Abel ganhou de Jorginho na preferência da China Azul, mas perdeu pro Chileno Sampaoli. 


Bem avaliado pelo presidente Gilvan de Pinho Tavares, Jorginho não goza de prestígio semelhante entre os torcedores do Cruzeiro com relação à possibilidade de ser o substituto de Deivid. Pelo menos é o que apontou a enquete realizada pelo Superesportes nos últimos dias. Apenas 8% dos quase 60 mil votos escolheram o treinador do Vasco, finalista do Campeonato Carioca e invicto na temporada'2016, como novo comandante.

O preferido dos cruzeirenses foi o chileno Jorge Sampaoli, com 31%, seguido por Marcelo Oliveira, bicampeão brasileiro no clube celeste, com 23%, e Adilson Batista, com 14%. Completaram a lista Abel Braga (8%), Renato Gaúcho (5%), Falcão (4%), Ney Franco (4%) e Ricardo Gomes (3%). Desses, apenas Ricardo Gomes está empregado - é técnico do Botafogo.

Em entrevista à Rádio Itatiaia, o diretor de futebol Thiago Scuro deu a entender que não há pressa para definir o novo comandante. Certo é que o profissional terá uma sequência de trabalho, com planejamento para trabalhar na Toca II até dezembro de 2017.

TRINCHEIRA - Nesta enquete eu inverteria tudo: Ney Franco seria o primeiro; Abel o segundo; Jorginho, o terceiro; Marcelo Pacote, o quarto;  Falcão, o quinto; Sampaoli, o sexto; Renato Gaúcho, o sétimo; Adilson Batista, o oitavo; e o Ricardo Gomes, o nono.

ROBINHO JÁ TÁ NA TOCA

Robinho e Lucas foram apresentados na Toca com a camisa azul


Os bocudos fazedores de crise e onda que plantaram informações mentirosas com declarações do meia Robinho, negando-se a transferir pra Toca, preferindo continuar no Palmeiras e agredindo o Cruzeiro com críticas pesadas, estão de queixo caído. O meia já está em Belo Horizonte, fazendo exames médicos.


Os novos reforços do Cruzeiro para temporada, o meia Robinho e o lateral-direito Lucas, negociados em uma troca com o Palmeiras, já estão em Belo Horizonte. Os dois realizam exames médicos na manhã desta sexta-feira, na Toca da Raposa II, e se aprovados, deverão ser apresentados oficialmente na próxima segunda-feira. 

A negociação com o Palmeiras envolveu a ida dos laterais Fabrício e Fabiano para o clube paulista. Robinho ficará na Raposa até dezembro de 2017, mesmo período de Fabrício no Palmeiras. Já a troca de Fabiano por Lucas valerá até o fim de 2016.

Robinho já foi pretendido pelo Cruzeiro quando defendia o Coritiba, indicado por Marcelo Oliveira, então técnico do time, mas acabou indo para o Palmeiras. Vestindo a camisa do clube paulista marcou 11 gols em 73 jogos disputados. Já Lucas marcou quatro vezes em 75 jogos no Palmeiras.

quinta-feira, 28 de abril de 2016

GALO DEPENDE DE VITÓRIA AQUI NO HORTO PRA PASSAR Á OUTRA FASE DA LIBERTADORES

Há uma eterna discussão no futebol e nas decisões em duas partidas se o melhor resultado fora de casa, no primeiro jogo, não é empate sem gols, porém de um gol pra cima. Portanto, os empates do Galo contra o Racing, em Avellaneda em 0 a 0, e do Corinthians, pelo mesmo placar, em Montevidéu, diante do Nacional, foram apenas razoáveis. Desta forma, os dois brasileiros necessitam apenas de vitórias simples pra passarem às quartas de final.

Contudo, os demais resultados ajudam bem os visitantes no segundo jogo. Um novo empate sem gols, provoca a decisão por pênaltis. Além de vitórias simples, Racing e Nacional se classificam com novos empates de gols, pois aí entra o critério de desempate por causa dos gols anotados fora de casa. Presidente do Galo, Daniel Nepomuceno, após a partida de Buenos Aires informou que o segundo jogo será mesmo no Independência.

ARBITRAGEM DE FORA NO CLÁSSICO DE DOMINGO

Os árbitros mineiros não serão contemplados nas finais do Campeonato Mineiro. Em entendimento entre a Federação Mineira de Futebol (FMF), o América e o Atlético ficou decidido que as duas partidas serão mediadas por um juiz de outro estado. Faz bem a FMF porque seus árbitros e auxiliares são bem fraquinhos. O sorteio para o primeiro jogo será realizado nesta sexta-feira..A primeira partida da decisão será disputada neste domingo, às quatro da tarde, no Independência. A finalíssima terá como palco o Mineirão, no dia 8 de maio, também às quatro horas, porém há controvérsias que apontam o Independência como palco do segundo jogo.

COELHO NA COPA DO BRASIL

O América recebe o Red Bull Brasil nesta quinta-feira, às 19h15, no Independência, pela partida de volta da Copa do Brasil. Por ter empatado em 1 a 1 jogando em Campinas, na última quarta, a equipe americana leva vantagem e pode se classificar à próxima fase da competição com um empate sem gols. 

Pensando na final do Campeonato Mineiro, diante do Atlético, no domingo, Givanildo Oliveira deve poupar jogadores para a partida. No entanto, o técnico não comandou nenhum treino para mostrar uma provável equipe titular. Osman e Alison, que se recuperaram de lesão recentemente, podem ser preservados. Já o zagueiro Adalberto e o meia Rafael Bastos seguem no departamento médico. 

MUDANÇAS DAS REGRAS SÓ EM 2017

A CBF pretende adiar pro próximo ano a implantação de mudanças nas regras do futebol aprovadas pela International Football Association Board (IFAB), órgão responsável pelo tema, no mês passado. A FIFA estabeleceu que as mudanças passam a valer em 1º de junho, quando o Campeonato Brasileiro já estará em sua quinta rodada.

As mudanças incluem punições mais duras pra determinados lances - uma tentativa de agressão no rosto, por exemplo, deverá ser punida com expulsão, enquanto que uma falta fora de campo na linha de fundo será considerada pênalti -, e uma mudança em meio ao Brasileirão ou à Copa do Brasil poderia gerar confusão.

"Faremos uma reunião para decidir se utilizaremos. Já ouvi os outros e sei que a tendência é que não seja aceito (este ano)", a
firmou Sérgio Correa, presidente da comissão de Arbitragem da CBF, durante o seminário Somos Futebol - Semana de Evolução do Futebol, que é realizado na sede da entidade.

Já a utilização do Árbitro de Vídeo (AV) ainda não está garantida pra este ano. Inicialmente, a ideia da CBF era implantar o sistema já no início do Brasileirão, mas a IFAB apontou pra necessidade de treinamento e aquisição de equipamentos e pediu pelo menos cinco meses de prazo - o que jogaria o uso do AV pro returno. Agora, o órgão já cogita deixar pro próximo ano. A CBF deverá pleitear, pelo menos, o uso em alguns jogos, pra teste.
O Cruzeiro acertou na noite desta terça-feira uma troca de jogadores com o Palmeiras. Vão por empréstimo para o clube paulista o lateral-direito Fabiano e o lateral-esquerdo Fabrício. À Toca da Raposa II chegam o lateral-direito Lucas e o armador Robinho. A informação foi repassada à imprensa pela assessoria de comunicação do clube celeste.

TROCA/TROCA CRUZEIRO E PALMEIRAS

De acordo com a diretoria mineira, a oficialização das negociações será feita após a realização de exames médicos e assinatura dos contratos. Robinho ficará na Raposa até dezembro de 2017, mesmo período de Fabrício no Palmeiras. Já a troca de Fabiano por Lucas valerá até o fim de 2016. Com relação a Fabiano e Fabrício, ambos eram contestados pela torcida do Cruzeiro. Ex-Chapecoense, o primeiro deixa a Toca II com 11 jogos disputados em 2016. O segundo, contratado ao Internacional em abril de 2015, despede-se da equipe com 12 partidas na atual temporada.

A respeito dos reforços, vale lembrar que Robinho já foi pretendido pelo Cruzeiro quando defendeu o Coritiba, entre 2012 e 2014. Indicado pelo então técnico Marcelo Oliveira, o versátil meio-campista foi pro Palmeiras, do ex-diretor de futebol celeste Alexandre Mattos.
 Em 73 jogos pelo Verdão, marcou 11 gols. Já Lucas, convocado para a Seleção Brasileira no Superclássico das Américas de 2012 (quando atuava pelo Botafogo), anotou quatro tentos também em 75 presenças pelo alviverde. Os dois foram campeões da Copa do Brasil no ano passado e disputaram a Libertadores em 2016.

Ao mesmo tempo em que se mostra atento ao mercado, o Cruzeiro busca um substituto para o técnico Deivid, demitido no domingo após a eliminação da equipe no Campeonato Mineiro. O preferido do presidente Gilvan de Pinho Tavares é Jorginho, treinador do Vasco. Marcelo Oliveira, bicampeão brasileiro com o clube em 2013 e 2014, corre por fora.


ANSELMO RAMON É GOLEADOR E ÍDOLO NO FUTEBOL DA CHINA. CÉUS!
Aquele cabeça de bagre, odiado pela torcida azul e por isso o Cruzeiro o vendeu quase de graça ao futebol chinês, desde fevereiro de 2014, quando foi primeiro emprestado ao Hangzhou Greentown, Anselmo Ramon virou sinônimo de gols no futebol chinês.
No primeiro ano, marcou 16 vezes em 28 partidas, desempenho suficiente para que o clube exercesse o direito de compra e depositasse US$ 3 milhões na conta da Raposa, em janeiro deste ano. Na temporada’2015, Anselmo voltou a apresentar bom rendimento: anotou 12 tentos em 25 apresentações. A grande fase no continente asiático o faz pensar em permanecer na China por muitos anos.

É certo que o Hangzhou Greentown não é dos melhores clubes da China. Na “era Anselmo Ramon”, conseguiu lugares bem modestos: 13º, em 2014; e 11º, em 2015. A Superliga Chinesa é disputada por 16 equipes, sendo duas rebaixadas à Segunda Divisão. Apesar das campanhas irregulares de sua equipe, o ex-cruzeirense mostra adaptação total ao país mais populoso do mundo (mais de 1,3 bilhão de habitantes) e garante: “o povo chinês é muito apaixonado por futebol”.

Não foi muito difícil, até porque já havia passado pelo Japão. É uma cultura muito diferente da nossa, mas nos acostumamos rápido. Claro que sentimos saudades do Brasil e do nosso calor humano, mas aqui eles nos deixam muito à vontade. Já estou bem adaptado a tudo no país. O povo chinês é muito apaixonado pelo futebol, principalmente pelo Brasil. É impressionante como eles apoiam e dão força aos jogadores o tempo inteiro. Isso deixa qualquer profissional animado. Os estádios recebem um bom número de público e isso vem crescendo a cada temporada”, conta.



terça-feira, 26 de abril de 2016

GALO ESTÁ CONFIANTE QUE VENCERÁ RACING EM AVELLANEDA NESTA NOITE DE QUARTA.


CARATINGA - O Racing é o terceiro time em torcida no futebol argentino. Está localizado na cidade de Avellaneda, na Grande Buenos Aires e não vence há cinco jogos. Contudo,só teve uma derrota no seu estádio.

O treinador atleticano, Diego Aguirre, conhece bem a equipe argentina e sabe que não será partida fácil.O Galo pra enfrentar o Racing às sete e meia da noite, no Estádio El Cilindro, pelas oitavas de final da Libertadores, não terá nenhuma  surpresa na escalação, segundo Aguirre. -"Vou mudar um jogador e outro, escalando uma equipe forte e com intenção de vitória.", informou.

A dúvida está no meio-campo do Atlético. Se Aguirre continuar com três volantes em campo, resta saber, entre Cazares e Dátolo, quem será o titular. Caso a opção seja por tirar Leandro Donizete, os dois meias podem jogar juntos ou até mesmo um deles deixar o time para a entrada de Clayton.

No entanto, o mais provável é que o time titular seja o mesmo que venceu a URT no último sábado, no Independência. Na vitória por 2 a 0, o Galo entrou em campo com Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Júnior Urso e Dátolo; Robinho e Lucas Pratto.

CBF PÕE NOVOS HORÁRIOS NO CAMPEONATO BRASILEIRO,MAS NÃO MUDA PORCARIA DE ATENDER À TV GLOBO
A CBF desmembrou as primeiras 11 rodadas do Campeonato Brasileiro deste ano com datas e horários definidos. Os jogos de sábado às 21h e de domingo às 11h foram mantidos pela entidade, que colocou um novo horário no calendário: sábado às 16h. Os jogos mais tarde do meio de semana, da TV, não serão mais 22h, e sim 21h45. Palmeiras x Atlético-PR e Flamengo x Sport são os jogos que abrem o Brasileirão no sábado à tarde, dia 14 de maio. Confira: 
1ª rodada 
Sábado - 14/5 
16h - Palmeiras x Atlético-PR - Allianz Parque 
16h - Flamengo x Sport - A definir 
18h30 - Atlético-MG x Santos - Independência 
21h - Coritiba x Cruzeiro - Couto Pereira 
Domingo - 15/5 
11h - Botafogo x São Paulo - A definir 
11h - Santa Cruz x Vitória - Arruda 
16h - Corinthians x Grêmio - Arena Corinthians 
16h - Figueirense x Ponte Preta - Orlando Scarpelli 
16h - América-MG x Fluminense - Independência 
18h30 - Internacional x Chapecoense - Beira-Rio 

2ª rodada 
Sábado - 21/5 
16h - Vitória x Corinthians - Barradão 
18h30 - Fluminense x Santa Cruz - A definir 
21h - Cruzeiro x Figueirense - Mineirão 
Domingo - 22/5 
11h - Santos x Coritiba - Vila Belmiro 
11h - Atlético-PR x Atlético-MG - Arena da Baixada 
16h - Chapecoense x América-MG - Arena Condá 
16h - São Paulo x Internacional - Morumbi 
16h - Grêmio x Flamengo - Arena Grêmio 
16h - Ponte Preta x Palmeiras - Moisés Lucarelli 
18h30 - Sport x Botafogo - Ilha do Retiro
3ª rodada 
Quarta-feira - 25/5 
19h30 - Botafogo x Atlético-PR - A definir 
21h - Flamengo x Chapecoense - A definir 
21h - Figueirense x Santos - Orlando Scarpelli 
21h - América-MG x Vitória - Independência 
21h45 - Santa Cruz x Cruzeiro - Arruda 
21h45 - Palmeiras x Fluminense - Allianz Parque 
Quinta-feira - 26/5 (feriado) 
16h - Internacional x Sport - Beira-Rio 
16h - Coritiba x São Paulo - Couto Pereira 
18h30 - Corinthians x Ponte Preta - Arena Corinthians 
21h - Atlético-MG x Grêmio - Independência 

4ª rodada 
Sábado - 28/5 
16h - Cruzeiro x América-MG - Mineirão 
16h - Atlético-PR x Figueirense - Arena da Baixada 
21h - Chapecoense x Santa Cruz - Arena Condá 
Domingo - 29/5 
11h - Ponte Preta x Flamengo - Moisés Lucarelli 
11h - Sport x Corinthians - Ilha do Retiro 
16h - Vitória x Atlético-MG - Barradão 
16h - Fluminense x Botafogo - A definir 
16h - São Paulo x Palmeiras - Morumbi 
16h - Grêmio x Coritiba - Arena do Grêmio 
18h30 - Santos x Internacional - Vila Belmiro 

5ª rodada 
Quarta-feira - 1/6 
19h30 - Botafogo x Cruzeiro - A definir 
19h30 - Internacional x Atlético-PR - A definir 
21h - Coritiba x Chapecoense - Couto Pereira 
21h - Figueirense x São Paulo - Orlando Scarpelli 
21h - Santa Cruz x Sport - Arruda 
21h45 - Corinthians x Santos - Arena Corinthians 
21h45 - Atlético-MG x Fluminense - Independência 
Quinta-feira - 2/6 
19h30 - América-MG x Ponte Preta - Independência 
21h - Flamengo x Vitória - A definir 
21h - Palmeiras x Grêmio - Allianz Parque 

6ª rodada 
Sábado - 4/6 
16h - Atlético-PR x Santa Cruz - Arena da Baixada 
18h30 - Cruzeiro x São Paulo - Mineirão 
20h30 - Chapecoense x Fluminense - Arena Condá 
20h30 - Corinthians x Coritiba - Arena Corinthians 
Domingo - 5/6 
11h - América-MG x Figueirense - Independência 
11h - Santos x Botafogo - Vila Belmiro 
16h - Flamengo x Palmeiras - A definir 
16h - Vitória x Internacional - Barradão 
16h - Sport x Atlético-MG - Ilha do Retiro 
18h30 - Grêmio x Ponte Preta - Arena do Grêmio 

7ª rodada 
Sábado - 11/6 
16h - Ponte Preta x Chapecoense - Moisés Lucarelli 
18h30 - Internacional x América-MG - Beira-Rio 
21h - São Paulo x Atlético-PR - Morumbi 
Domingo - 12/6 
11h - Santa Cruz x Santos - Arruda 
11h - Figueirense x Flamengo - Orlando Scarpelli 
16h - Fluminense x Grêmio - A definir 
16h - Atlético-MG x Cruzeiro - Independência 
16h - Palmeiras x Corinthians - Allianz Parque 
16h - Coritiba x Sport - Couto Pereira 
19h - Botafogo x Vitória - A definir

ONU PREOCUPADA COM SITUAÇÃO POLÍTICA DO BRASIL

Escritório Regional para América do Sul do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH) e a Comissão Econômica para América Latina e o Caribe (Cepal) divulgaram mensagens ao Brasil diante da crise política no País.
O ACNUDH repudiou discursos de ódio e contra os direitos humanos durante a sessão da Câmara dos Deputados que decidiu pela continuidade do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff no último domingo (17). Já a Cepal manifestou apoio à Dilma e preocupação com a democracia brasileira.

O ACNUDH expressou repúdio à “retórica de desrespeito contra os direitos humanos” durante a votação de admissibilidade do processo de impeachment. O escritório condenou as manifestações do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), que homenageou o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, um dos mais conhecidos torturadores do regime militar brasileiro.

O Representante do ACNUDH para América do Sul, Amerigo Incalcaterra, fez um apelo ao Congresso Nacional, às autoridades políticas, judiciárias e a toda a sociedade brasileira “a condenar qualquer forma de discurso de ódio e a defender em toda circunstância os valores da democracia e da dignidade humana”, diz o comunicado divulgado pelo escritório da ONU.

Já a secretária executiva da Cepal, Alicia Bárcena, enviou uma mensagem à presidenta Dilma Rousseff em que reconhece avanços sociais e políticos do Brasil na última década e manifesta preocupação com as ameaças à estabilidade democrática brasileira.

Nos violenta que hoje, sem julgamento ou prova, servindo-se de vazamentos e uma ofensiva midiática que já decidiu pela condenação, tente-se demolir sua imagem e seu legado, ao mesmo tempo que se multiplicam as tentativas de minar a autoridade presidencial e interromper o mandato conferido pelos cidadãos nas urnas.”
CRUZEIRO TÁ NO PREJUIZO
Sem dinheiro pra contratações importantes, o Cruzeiro acertou a troca por empréstimo dois jogadores com o Palmeiras; mandará pra São Paulo o lateral direito Fabiano e o esquerdo Fabrício. Receberá na transação, o lateral Lucas e o meia Robinho.   Por outro lado,o Conselho Deliberativo do Cruzeiro aprovou o balanço financeiro de 2015 na noite dessa segunda-feira.

Mesmo com crescimento expressivo das receitas, o relatório mostra um déficit anual de R$ 25.790.012,48, consequentemente, aumentando a dívida geral do clube. A Raposa reduziu o déficit anual em relação ao exercício anterior. Em 2014, o clube ficou com prejuízo de R$ 38.659.240,68.

As receitas operacionais do clube apresentaram aumento substancial: passaram de R$ 203.173.162,98, em 2014, para R$ 343.896.144,07, no ano passado.

O curioso é que o Cruzeiro gastou mais com futebol no ano passado do que em 2014, ano em que foi campeão brasileiro e que contava com Everton Ribeiro e Ricardo Goulart. Os gastos com atividades desportiva profissional passaram de R$ 193.478.021,86 para R$ 306.365.118,62.

Uma das justificativas do Cruzeiro para o déficit é a “não obtenção de receitas oriundas de patrocínio máster em grande parte do ano”. No relatório, contudo, os números de 2015 e de 2014 são praticamente semelhantes. Mesmo sem o principal patrocínio na camisa, a Raposa arrecadou com patrocínio e royalties R$ 21.263.357,90. Em 2014, os valores foram R$ 21.756.937,61.

A diretoria do Cruzeiro apresentou as principais justificativas para o déficit de R$ 25.790.012,48.

O exercício de 2015 apresentou dificuldades ao caixa do clube com a ausência de recursos gerados pela participação em competições internacionais, assim como a não classificação para a fase posterior à oitava de final da Copa do Brasil e não obtenção de receitas oriundas de patrocínio máster em grande parte do ano e queda significativa de receita com bilheteria e sócios de futebol, que entre outros fatores impactaram diretamente na gestão financeira, uma vez que o fluxo financeiro foi severamente afetado pelos eventos destacados”, destacou a diretoria do Cruzeiro em relatório.

COELHO SACA RAPOSA DO CAMINHO DAS FINAIS E PROVOCA DEMISSÃO DE DEIVID.

Alguns nomes pro lugar de Deivid já foram sondados.
O técnico Deivid já estava com o pescoço na forca e sua saúde no Cruzeiro dependia de resultado positivo diante do América. Deu negativo. O empate sem gols - 0 a 0 - motivou a diretoria correr com Deivid, fazendo média com a China Azul que não aguentava mais a inexperiência e a incompetência do técnico.

O treinador Abel Braga, consultado, não pode vir porque tem contrato vigente com um clube árabe e Jorginho, no Vasco, tá na lista, porém o presidente Eurico Miranda não pretende soltá-lo, ainda mais que seu time foi campeão carioca. E agora, Gilvan?

TRINCHEIRA: Sugiro Ney Franco, disponível na praça.


RICARDO GOMES NA LISTA


A diretoria do Cruzeiro descartou nas últimas horas, depois de vários contatos, a possibilidade de contratar Abel Braga para o lugar de Deivid. Uma das opções, o ex-técnico do Al Jazira tem contrato nos Emirados Árabes até julho e uma questão de “domicílio fiscal”, quando temporariamente declara impostos naquele país, impede que ele tenha renda no Brasil nesse período. Assim, Jorginho segue como preferido para assumir o comando do Cruzeiro.

Conforme apurou o Superesportes, a cúpula do clube celeste aguarda para as próximas 48 horas uma sinalização do técnico do Vasco de ouvir uma proposta e está disposta a aguardar as duas semanas para o fim do Campeonato Carioca. O clima é de otimismo na Toca da Raposa II. Ex-atleta do Cruzeiro e auxiliar de Joginho no cruz-maltino, Zinho poderá ter papel preponderante na mudança.

Do Rio de Janeiro também vem mais uma opção. Nas últimas horas, o nome de Ricardo Gomes ganhou adeptos entre os dirigentes celestes. O comandante do Botafogo, no entanto, também está na final do Campeonato Carioca e não aceitaria uma transferência antes da decisão do Estadual.

Se concretizar o acerto com Jorginho ou Ricardo Gomes, a diretoria do Cruzeiro já decidiu que Geraldo Delamore, auxiliar técnico fixo do clube, comandará o time no jogo decisivo pela Copa do Brasil, diante do Campinense, no próximo dia 4, no Mineirão. Ele também será o responsável pelos treinamentos até a contratação de um novo treinador.


Marcelo em stand by

Conforme noticiou a reportagem nesse domingo, Marcelo Oliveira também é visto como uma opção, mas sofre resistência de alas importantes no Cruzeiro. Além disso, há grande rejeição ao nome de Juvenilson de Souza, preparador físico de sua comissão técnica. Contudo, teria a negociação mais simples, já que está disponível no mercado e tem aprovação de grande parte da torcida pelas recentes conquistas em Belo Horizonte – os Brasileirões de 2013 e 2014.

Depois de oficializar a saída do técnico Deivid, a diretoria do Cruzeiro convocou entrevista coletiva para a tarde desta segunda-feira, na Toca da Raposa II, mas não deverá apresentar novidades em relação às negociações. Como de praxe, o clube não comenta suas movimentações no mercado.

NOMES DA LISTA AZUL

Quem deve ser o técnico do Cruzeiro na sequência da temporada?
Abel Braga
Adilson Batista
Falcão
Jorge Sampaoli
Jorginho
Marcelo Oliveira
Ney Franco
Renato Gaúcho
Ricardo Gomes

DUNGA CRITICA TROCA DE TREINADORES
O técnico da seleção brasileira, Dunga, criticou nesta segunda-feira as constantes mudanças de treinador no futebol do País e defendeu seu trabalho à frente da equipe nacional. Falando a um público formado principalmente por treinadores e dirigentes de federações do País, Dunga afirmou que a cultura da mudança não pode se restringir ao campo de jogo e foi taxativo: "Nós não queremos ter razão, nós queremos ganhar".

O treinador foi o primeiro a palestrar no evento "Somos Futebol - Semana de Evolução do Futebol Brasileiro", que está sendo realizado na sede da CBF. Dunga falou por cerca de trinta minutos, período em que apresentou o trabalho que vem sendo desenvolvido na entidade e, principalmente, à frente da seleção.

Pressionado pela campanha ruim do Brasil nas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2018 - a seleção é apenas a sexta colocada, com nove pontos em seis rodadas -, o técnico fez um paralelo com a fase de classificação ao Mundial de 2010, quando ele também comandou o Brasil. Dunga lembrou
que, daquela vez, o Brasil chegou à sexta rodada com a mesma pontuação de agora. Na ocasião, o time brasileiro acabou se classificando em primeiro.

"A gente gosta de mudar de treinador, mas cadê nossas convicções?", questionou o técnico. "Todo mundo quer mudança, mas só falam de mudança dentro de campo. Todo mundo tem que mudar."

Para ele, a pressão da tabela pode ter um lado positivo. "Você forma um grupo vencedor nas dificuldades. Ele fica cascudo", defendeu, apontando ainda para a falta de experiência do grupo. Segundo Dunga, dos 35 jogadores que já foram convocados para os jogos das Eliminatórias, apenas Daniel Alves, Miranda e Filipe Luís já estiveram em campo por essa fase de classificação anteriormente. "Solução pra hoje não tem. Parece que nós sempre nos classificamos (para a Copa) com facilidade, e não foi assim. Nossas classificações sempre foram com dificuldades."
DEIVID IMPROVISA MUITO

Além da obrigação de vencer por dois ou mais gols de diferença, o Cruzeiro teve de lidar com problemas para definir sua escalação. Com Mayke e Fabiano lesionados, Deivid optou por improvisar o volante Henrique na lateral direita.

O treinador também não pôde contar com o zagueiro Leo e o volante Lucas Romero, que sentiram uma indisposição após o retorno de Campina Grande, onde a equipe empatou com o Campinense, na estreia da Copa do Brasil. Assim, Bruno Viana e Federico Gino foram titulares.

Deivid mudou também a estrutura tática da equipe e optou por formação mais ofensiva. Escalados nas pontas, Elber e Alisson foram os principais responsáveis pelos ataques do Cruzeiro no primeiro tempo. O time celeste dominou a posse de bola, mas de forma infrutífera.

Numa das poucas oportunidades para balançar as redes, Bruno Rodrigo aproveitou cobrança de falta e marcou de cabeça. Porém, um impedimento mal marcado anulou o gol cruzeirense. Ineficiente na tentativa de levar perigo ao América, o Cruzeiro obrigou o goleiro João Ricardo a apenas uma defesa na etapa inicial, aos 38 minutos, em chute de longe de Fabrício.

No segundo tempo, o América se fechou ainda mais, com a entrada do volante Ernandes na vaga do meia Rafael Bastos, que se lesionou. Já o Cruzeiro buscou ainda mais o ataque. Deivid substituiu o volante Ariel Cabral pelo atacante Rafael Silva.

A improdutividade cruzeirense não mudou mesmo com as mudanças de Deivid. E a má atuação do Cruzeiro gerou impaciência da torcida, que ofendeu o treinador e o presidente Gilvan de Pinho Tavares.

O primeiro lance de grande perigo no segundo tempo aconteceu apenas aos 36 minutos, quando Fabrício acertou a trave. No fim, o time celeste ainda manteve a pressão, mas não conseguiu superar a defesa do América, que passou ilesa nos dois jogos da semifinal.


GALO JÁ NA ARGENTINA PRA PEGAR UMA PEDREIRA HOJE

O Atlético tem pedreira pela frente no caminho do bicampeonato da Copa Libertadores: dois jogos contra o tradicional Racing de Buenos Aires, um dos times de maior torcida na Argentina. Por isso, apoiado na força da torcida e num ataque bem ofensivo, o Racing põe à prova a força do Galo em dois confrontos decisivos, que valem vaga nas quartas de final da competição sul-americana. O primeiro duelo já é nesta quarta-feira, 27, às sete e meia da noite, na Argentina. O jogo de volta está marcado pra Belo Horizonte, no dia 4 de maio, às nove e quarenta e cinco da noite.

TRINCHEIRA: Minha bola de Cristal que aponta o Galo como campeão mineiro de 2016, não quis brilhar, ainda, quanto a participação dos atleticanos na Libertadores, atrás do bi. Também pudera, o time deste ano não oferece grandes expectativas.


segunda-feira, 25 de abril de 2016

COELHO ESTÁ NA FINAL DO MINEIRO CONTRA O GALO DEPOIS DE SACAR RAPOSA DO CAMINHO NO MINEIRÃO. POR ISSO DEIVID FOI MANDADO EMBORA.

 -Alguns nomes pro lugar de Deivid já foram sondados.
Abel Braga, e Jorginho, fotos 1 e 2.

 
O técnico Deivid já estava com o pescoço na forca e sua saúde no Cruzeiro dependia de resultado positivo diante do América. Deu negativo. O empate sem gols - 0 a 0 - motivou a diretoria correr com Deivid, fazendo média com a China Azul que não aguentava mais a inexperiência e a incompetência do técnico.
 
O treinador Abel Braga, consultado, não pode vir porque tem contrato vigente com um clube árabe e Jorginho, no Vasco, tá na lista, porém o presidente Eurico Miranda não pretende soltá-lo, ainda mais que seu time foi campeão carioca. E agora, Gilvan?

 Cruzeiro virou freguês do Coelho no Mineiro.

  

Eliminação no Mineiro aumentou o prestígio de Perrela que quer voltar a presidir o Cruzeiro e abandonar a política.


TRINCHEIRA: Sugiro Ney Franco, disponível na praça.

Além da obrigação de vencer por dois ou mais gols de diferença, o Cruzeiro teve de lidar com problemas para definir sua escalação. Com Mayke e Fabiano lesionados, Deivid optou por improvisar o volante Henrique na lateral direita.

O treinador também não pôde contar com o zagueiro Leo e o volante Lucas Romero, que sentiram uma indisposição após o retorno de Campina Grande, onde a equipe empatou com o Campinense, na estreia da Copa do Brasil. Assim, Bruno Viana e Federico Gino foram titulares.

Deivid mudou também a estrutura tática da equipe e optou por formação mais ofensiva. Escalados nas pontas, Elber e Alisson foram os principais responsáveis pelos ataques do Cruzeiro no primeiro tempo. O time celeste dominou a posse de bola, mas de forma infrutífera.

Numa das poucas oportunidades para balançar as redes, Bruno Rodrigo aproveitou cobrança de falta e marcou de cabeça. Porém, um impedimento mal marcado anulou o gol cruzeirense. Ineficiente na tentativa de levar perigo ao América, o Cruzeiro obrigou o goleiro João Ricardo a apenas uma defesa na etapa inicial, aos 38 minutos, em chute de longe de Fabrício.

No segundo tempo, o América se fechou ainda mais, com a entrada do volante Ernandes na vaga do meia Rafael Bastos, que se lesionou. Já o Cruzeiro buscou ainda mais o ataque. Deivid substituiu o volante Ariel Cabral pelo atacante Rafael Silva.

A improdutividade cruzeirense não mudou mesmo com as mudanças de Deivid. E a má atuação do Cruzeiro gerou impaciência da torcida, que ofendeu o treinador e o presidente Gilvan de Pinho Tavares.

O primeiro lance de grande perigo no segundo tempo aconteceu apenas aos 36 minutos, quando Fabrício acertou a trave. No fim, o time celeste ainda manteve a pressão, mas não conseguiu superar a defesa do América, que passou ilesa nos dois jogos da semifinal.

Cruzeiro 0 x 0 América

Cruzeiro -
Fábio; Henrique, Bruno Viana, Bruno Rodrigo e Fabrício; Gino e Ariel Cabral (Rafael Silva); Elber, De Arrascaeta (Matías Pisano) e Alisson (Allano); Willian - Técnico: Deivid

América - João Ricardo; Pablo, Alison, Sueliton e Bryan; Leandro Guerreiro, Claudinei, Tony e Rafael Bastos (Ernandes); Osman (Danilo) e Victor Rangel - Técnico: Givanildo Oliveira

Motivo: segundo jogo da semifinal do Campeonato Mineiro
Estádio: Mineirão
Data: 24 de abril (domingo)
Árbitro: Igor Junio Benevenuto
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer e Magno Arantes Lira 
Cartões amarelos: Ariel Cabral, Willian, Pisano e Rafael Silva (Cruzeiro); Osman, Pablo, Bryan e Victor Rangel (América)
Público: 35.214
Renda: R$ 659.308,50

GALO JÁ NA ARGENTINA

O Atlético tem pedreira pela frente no caminho do bicampeonato da Copa Libertadores: dois jogos contra o tradicional Racing de Buenos Aires, um dos times de maior torcida na Argentina. Por isso, apoiado na força da torcida e num ataque bem ofensivo, o Racing põe à prova a força do Galo em dois confrontos decisivos, que valem vaga nas quartas de final da competição sul-americana. O primeiro duelo já é nesta quarta-feira, 27, às sete e meia da noite, na Argentina. O jogo de volta está marcado pra Belo Horizonte, no dia 4 de maio, às nove e quarenta e cinco da noite.

TRINCHEIRA: Minha bola de Cristal que aponta o Galo como campeão mineiro de 2016, não quis brilhar, ainda, quanto a participação dos atleticanos na Libertadores, atrás do bi. Também pudera, o time deste ano não oferece grandes expectativas.


sábado, 23 de abril de 2016

GALO JOGA PRO GASTO, VENCE URT E ESTÁ NA FINAL DO MINEIRO PELA 10ª VEZ

O Atlético vai disputar, a partir do próximo FIM DE SEMANA, a décima final consecutiva de Campeonato Mineiro. O time conquistou a vaga neste sábado, ao vencer a URT por 2 a 0, no Independência (o jogo de ida ficou 2 a 2). Mesmo com a vantagem do empate, o Galo dominou a partida, mas encontrou um bloqueio adversário. Os gols só saíram no segundo tempo, com Lucas Pratto e Rafael Carioca.

Passado esse desafio, o Atlético volta as atenções para a Copa Libertadores. Na próxima quarta-feira, às 19h30, o time enfrenta o Racing na Argentina pela partida de ida das oitavas de final do torneio continental. Antes, neste domingo, o Alvinegro acompanha de "camarote" o confronto entre Cruzeiro e América, que vai definir o adversário da decisão do Estadual. O Coelho venceu a primeira partida por 2 a 0.

ATLÉTICO 2 X 0 URT - Atlético - V
ictor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Leandro Donizete (Cazares), Rafael Carioca, Júnior Urso e Dátolo (Clayton); Robinho (Hyuri) e Lucas Pratto. Técnico: Diego Aguirre

URT - Follmann; Alex Murici, Mauro Viana, Robinho e 

Rodrigo Crasso; Leandro Santos, Ramos,
Marcos Antonio (Leomir) e Carlos Magno (Rafael Magalhães); Kelvin (Gabriel Davis) e Baloteli. Técnico: Ademir Fonseca

Gols: Lucas Pratto, 26min 2ºT; Rafael Carioca, 47min 2ºT
Motivo: jogo de volta das semifinais do Campeonato Mineiro
Estádio: Independência, em Belo Horizonte
Data: 23 de abril de 2016
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro
Assistentes: Marconi Helbert Vieria e Felipe Alan Costa de Oliveira
Cartão amarelo: Marcos Antonio, Carlos Magno, Mauro Viana (URT); Leonardo Silva, Erazo, Donizete (ATL)
Público: 16.111
Renda: R$ 500.440,00

TRINCHEIRA - Minha previsão de ontem não agradou à torcida cruzeirense, mas o que posso fazer, minha gente? Escrevi que o time do Atlético pode gastar por conta o prêmio do Campeonato Mineiro, ainda que esteja longe de ser considerado pronto pra terminar bem a Libertadores ou pro Brasileiro.
A Massa Azul tem mesmo que virar a metralhadora pros lados da Diretoria incompetente e pro treinador fraco, além do time ruim. Pra mim não adianta nada. Não contrato e nem escalo ninguém, graças a Deus...

CHINA AZUL PROTESTA NA TOCA

Cerca de 60 torcedores do Cruzeiro estiveram na porta da Toca da Raposa 2, na manhã deste sábado. Com faixas, eles protestaram contra a diretoria do clube, chamando o presidente Gilvan de Pinho Tavares de “omisso”, e contra o técnico do time, Deivid, chamado de “medíocre”

TRINCHEIRA - Não há porque condenar a manifestação de repúdio e revolta dos torcedores que foram à Toca. Foi uma manifestação pacífica, sem invasão e, por isso, justa. A diretoria é medíocre e o time horrível. O treinador nada recomendável e ainda diz que é preconceito por ser novo.

Com gritos de protesto, os torcedores se posicionaram na porta do CT cruzeirense, segurando uma faixa. O técnico Deivid, mesmo não admitindo, comanda o time, neste domingo, contra o América, bastante pressionado. Na quinta-feira, o vice-presidente de futebol do clube, Bruno Vicintin, concedeu entrevista, deixando nas entrelinhas que, em caso de uma eliminação no Campeonato Mineiro, o treinador não deve mesmo seguir na Raposa.

Em sua entrevista, Vicintin frisou que a pressão, no futebol, é normal, mas não confirmou uma possível demissão do treinador:

A gente não pode falar sim ou não (se Deivid será demitido caso o Cruzeiro não elimine o América). Todos vivem de resultados, principalmente no futebol profissional. Não esperamos colocar pressão dessa na comissão e em jogadores. É claro que esperamos bom jogo, passar e chegar às finais”, frisou.

O Cruzeiro entra em campo neste domingo, quando enfrenta o América, na partida de volta das semifinais do Estadual, às quatro da tarde, no Mineirão. No jogo de ida, o time celeste foi derrotado por 2 a 0. Para ficar com a vaga, a Raposa precisa repetir o marcador, a seu favor, ou vencer por dois gols de diferença.

Pela Copa do Brasil, o time volta a campo em 5 de maio, para encarar o Campinense, no jogo de volta da primeira fase. Na ida, em Campina Grande, na Paraíba, o Cruzeiro não se impôs e voltou com um empate por 0 a 0, com uma fraca atuação.

AMÉRICA FAVORITO

Não apenas pela vantagem que conseguiu, mas por levar em conta o histórico recente do Campeonato Mineiro, o América tem grandes chances de se classificar à final. Isso porque, desde 2004, quando o torneio começou a ser disputado com a atual fórmula de disputa, nenhum clube conseguiu, no jogo de volta, tirar a diferença do placar adquirido na primeira partida.

No último sábado, o Coelho venceu o Cruzeiro por 2 a 0, no Independência e, agora, pode até perder por um gol de diferença para avançar à grande decisão do Estadual.

Em 12 anos, o América disputou as semifinais do Mineiro em cinco ocasiões. Foi eliminado em 2014 e 2011, pelo Atlético e, em 2006, perdeu pro Ipatinga.

Nos anos de 2004 e 2012 enfrentou o Cruzeiro, rival deste ano.
Deu adeus à competição em 2004, por 2 a 1, no primeiro jogo, e 4 a 1, no segundo. Já em 2012, comandado pelo técnico Givanildo Oliveira, derrotou a Raposa nas duas partidas: 3 a 2 e 2 a 1. Na final, no entanto, perdeu o título pro Galo.

Pra manter o retrospecto da competição, o América enfrenta o Cruzeiro, neste domingo, às 16h, no Mineirão, no jogo de volta da semifinal do Mineiro. O clube celeste, por ter se classificado em primeiro lugar, pode avançar por vitória e derrota pela mesma diferença de gols. Como o Coelho venceu por 2 a 0 na ida, um empate ou um revés por 1 a 0 garantem o Alviverde na final da competição. (Matéria produzida com supervisão de Daniel Seabra)