terça-feira, 19 de abril de 2016

CRUZEIRO ESTREIA NA COPA DO BRASIL E TRAZ LUCAS SILVA DE VOLTA À TOCA



Com este time, a China Azul estaria feliz e tranquila, sem medo de qualquer Campinense e da Copa do Brasil. Timaço: Pedro Paulo, Piazza, Neco, Vavá, Procópio e Raul; agachados: Natal, Tostão, Evaldo, Dirceu Lopes e Hilton Oliveira. Pelo que sei, três já morreram: Pepê, Vavá - recentemente - e Hilton. 

 EM CAMPINA GRANDE

O Cruzeiro não poderá contar com o lateral-direito Fabiano em sua estreia na Copa do Brasil, nesta quarta-feira, contra o Campinense. por causa de lesão muscular na coxa direita e não poderá viajar pra  Paraíba.

Fabiano não participou dos dois últimos treinamentos do Cruzeiro na preparação para a partida contra o   América, pela semifinal do Campeonato Mineiro. O clube divulgou lista de jogadores convocados com a presença do lateral, mas ele nem sequer ficou no banco de reservas na derrota por 2 a 0, no Independência.

Antes de desfalcar o Cruzeiro contra o América, Fabiano já ficou ausente de partidas contra Guarani e Boa Esporte. O lateral não participou da vitória sobre a equipe de Divinópolis por desgaste muscular. Já no triunfo sobre o time de Varginha, o técnico Deivid optou por poupar os titulares.

Fabiano não joga desde a vitória do Cruzeiro diante do Atlético, por 1 a 0, em 27 de março. Nas três partidas em que ele esteve ausente desde então, Mayke assumiu a vaga na lateral direita. Isso se repetirá na partida contra o Campinense, nesta quarta-feira, às 21h45, em Campina Grande.

TRINCHEIRA - Esta semana poderá definir a vida do técnico Deivid na Toca da Raposa; caso o time tenha resultado negativo em Campina Grande na quarta-feira e no domingo seja eliminado pelo América no Campeonato Mineiro, a diretoria define por sua saída e dois nomes estão na pauta pra substituí-lo: Paulo Roberto Falcão que foi dispensado nesta segunda-feira pelo Sport do Recife e Ney Franco, caratinguense e meu amigo, atualmente descansando sem clube.

BOA NOTÍCIA - Costumo afirmar que o time cruzeirense é ruim porque Deivid não sabe escalá-lo. E quando o escala mais ou menos, desmancha tudo durante a bola correndo com substituições equivocadas. Terá de abrir uma vaga naquele meio-campo cheio de volantes pra Lucas Silva ser titular pois o craque vendido ao Real Madrid e depois repassado ao Mônaco da França por empréstimo ficará um ano emprestado aos azuis. Deivid tem apanhado pra escalar o meio-campo celeste e terá de dar jeito caso continue por lá semana que vem.

GASTAR POR CONTA

Apesar da decepção causada à torcida, no empate de 2 a 2
com a URT, em Patos de Minas, numa atuação ridícula de toda equipe, os jogadores atleticanos podem gastar por conta já o prêmio que receberão pelo título mineiro deste ano. A atuação foi negativa, mas o placar foi benéfico.

O Atlético chegou a levar 2 a 0, mal adaptado no grotesco e ridículo gramado (sic) do estádio da URT, com duas falhas caricatas do goleiro Victor e do pênalti inventado e mal cobrado por Pratto, por cima da meta. Como tem a vantagem, o Galo joga por novo empate no Independência ou a vitória simples.

Deve pegar nas finais o Coelho de Givanildo Oliveira, que deu um nó em Deivid e no Cruzeiro, fazendo 2 a 0 e pode, inclusive, perder por 1 a 0 domingo que se classificará. Não creio que o Cruzeiro reverta tal situação, porque o time não tem entrosamento, não tem jogadas e é mal escalado. No jogo decisivo, Atlético e América, os atleticanos têm a vantagem de dois empates ou dois resultados com placares e saldo de gols iguais.

TRINCHEIRA - O América é freguês de caderno do Galo, no Independência onde serão disputados os dois jogos decisivos.

FALHAS INDIVIDUAIS

(SUPERESPORTES) - Em tarde de falhas individuais, o Atlético escapou da derrota na primeira partida pela semifinal do Campeonato Mineiro, contra a URT, neste domingo, em Patos de Minas. O Galo esteve em desvantagem no Estádio Bernardo Rubinger de Queiroz em duas oportunidades, chegou a desperdiçar uma cobrança de pênalti com Lucas Pratto, mas arrancou o empate por 2 a 2.
Marcos Rocha e Victor erraram nos lances dos gols da equipe do Alto do Paranaíba, marcados por Jonathan Balotelli e Ramos. Já Douglas Santos, em bela finalização de fora da área, e Clayton decretaram a igualdade no placar. 

A URT balançou a rede logo aos 4 minutos de jogo, com Jonathan Balotelli, após ótima arrancada do campo de defesa até a grande área. O Atlético empatou aos 18min, com golaço do lateral esquerdo Douglas Santos, que, de primeira, acertou o ângulo de Folmann.
No início da segunda etapa, o zagueiro Ramos aproveitou falha do goleiro Victor em cobrança de escanteio e ampliou para o time da casa. Titular na vaga de Robinho, Clayton evitou o revés alvinegro aos 31 minutos. 
 
Atlético e URT voltam a se enfrentar no próximo sábado, às 16h, no Independência, em definição da classificação à decisão do Estadual.
O Galo esteve em desvantagem no Estádio Bernardo Rubinger de Queiroz em duas oportunidades, chegou a desperdiçar uma cobrança de pênalti com Lucas Pratto, mas arrancou o empate por 2 a 2. Marcos Rocha e Victor erraram nos lances dos gols da equipe do Alto do Paranaíba, marcados por Jonathan Balotelli e Ramos. Já Douglas Santos, em bela finalização de fora da área, e Clayton decretaram a igualdade no placar. 

A URT balançou a rede logo aos 4 minutos de jogo, com Jonathan Balotelli, após ótima arrancada do campo de defesa até a grande área. O Atlético empatou aos 18min, com golaço do lateral-esquerdo Douglas Santos, que, de primeira, acertou o ângulo de Folmann. No início da segunda etapa, o zagueiro Ramos aproveitou falha do goleiro Victor em cobrança de escanteio e ampliou para o time da casa. Titular na vaga de Robinho, Clayton evitou o revés alvinegro aos 31 minutos.


TRINCHEIRA - O atacante Lucas Pratto tem tanto prestígio no meio da crônica esportiva que ninguém quis falar do pênalti, inventado pela arbitragem, que ele chutou por cima da meta. Disseram apenas que foi o primeiro pênalti que ele errou na vida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.