segunda-feira, 6 de junho de 2016

GALO DEIXA ESCAPAR VITÓRIA NO RECIFE E TRAZ PRA CASA EMPATE DE MUITOS GOLS COM SPORT


 Robinho foi o melhor em campo, lá no Recife e fez, ainda, dois dos quatro gols do Galo

Foi um confronto eletrizante e repleto de gols, o Atlético desperdiçou a chance de conquistar a primeira vitória sob o comando do técnico Marcelo Oliveira. Com atuação decisiva de Robinho no primeiro tempo, o Galo chegou a abrir vantagem de 4 a 2 contra o Sport, na Ilha do Retiro, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. No entanto, o time mineiro permitiu a reação rubro-negra na etapa final e amargou o empate por 4 a 4.

Robinho participou dos quatro gols alvinegros, todos no primeiro tempo. O camisa 7 converteu duas cobranças de pênalti e deu assistências para Junior Urso e Patric. Pelo lado do Sport, Rithelly, Gabriel Xavier, Edmilson e Diego Souza, em cobrança de falta na entrada da área, balançaram a rede.

O Galo soma apenas uma vitória na competição, conquistada contra o Santos, na estreia, ainda com Diego Aguirre como treinador. Nas outras rodadas, já com Marcelo no banco, a equipe empatou com Atlético-PR, Vitória e Fluminense, além do Sport; e perdeu para o Grêmio. Com o resultado no Recife, o Atlético chega a sete pontos, na 14ª posição da tabela. Já o time pernambucano aparece dois lugares abaixo na classificação, com cinco pontos.

AMÉRICA CONSEGUE PRIMEIRA VITÓRIA

Nada como novos ares para a conquista da primeira vitória no Campeonato Brasileiro. E foi o que conseguiu o América, neste domingo, batendo o Figueirense por 1 a 0, com o novo técnico do time, o português Sérgio Vieira, assistindo à partida dos camarotes. O América mostrou muita vontade desde o início do jogo.

O Coelho, dirigido pelo auxiliar-técnico Cláudio Prates, que atuou como interino, pois o novo treinador ficou no camarote acompanhando tudo, contou com Borges e Osman como titulares no ataque. Ambos estavam no departamento médico e se recuperaram para o jogo. Na primeira etapa, mesmo mostrando muita vontade, o América pecou muito no entrosamento, principalmente no início de jogo, com Borges não se entendendo com seus companheiros de ataque.

O Coelho teve mais posse de bola, e encontrou um adversário que, buscando sempre o atacante Rafael Moura, seu artilheiro, como maior referência, tentava esfriar o jogo. O Figueirense parecia não querer buscar o ataque na partida.
A principal jogada do América acontecia pelo lado direito, com o lateral Helder, indo ao ataque e cruzando. Mas Borges não alcançava. O Coelho, assim como o Figueirense, que tentava buscar Rafael Moura, sempre buscava Borges, que era a referência no ataque.

Foi o América que pulou na frente no placar. Aos 25min, o experiente Leandro Guerreiro lançou Osman, na entrada da área. O artilheiro América no Campeonato Mineiro escapou da defesa, escolheu o lado e chutou no canto direito de Gatito Fernandes, abrindo o marcador. Coelho, 1 a 0.

Cruzeiro erra muito, perde pro São Paulo no Mineirão e volta à zona de rebaixamento
Raposa teve maior posse de bola e mais finalizações e, ainda assim, perdeu por 1 a 0 pro Tricolor Paulista. Não foi dessa vez que o técnico português Paulo Bento pode ver seus comandados saírem com a vitória em casa. Com a derrota por 1 a 0, a Raposa perde a chance de subir nove posições na tabela e volta pra zona de rebaixamento à Série B do Campeonato Brasileiro. No fechamento da 6ª rodada, o clube fica na 18ª posição, com cinco pontos, somente à frente de Coritiba e Botafogo, ambos com quatro.

Mesmo com maior posse de bola e muita movimentação dos jogadores, o Cruzeiro não criou muitas chances claras de gol e acabou saindo com a derrota. O São Paulo, com quase um time de desfalques, levou a melhor e venceu com o gol marcado ainda no primeiro tempo por Ytalo.
Com a derrota, a Raposa aumenta o mau retrospecto frente a Tricolor Paulista, jogando no Mineirão. Desde que o Brasileirão passou a ser disputado com o formato de pontos corridos (2003), o time azul perdeu cinco vezes, empatou três e ganhou apenas duas jogando no Gigante da Pampulha.

Aos 10 do 2º tempo', o comandante cruzeirense promoveu duas mudanças no time. Paulo Bento tentou dar mais opções ofensivas à equipe, colocando Alisson no lugar de Robinho e Riascos na vaga de Willian, que saiu muito vaiado pela torcida. De Arrascaeta foi recuado para armar as jogadas do ataque azul. O Cruzeiro se organizou, dominou a posse da bola, finalizou mais e melhorou na segunda etapa.

Torcida ainda dá força pra Paulo Bento, mas quer urgentemente que time se acerte e passe a vencer no Brasileirão (foto)
Na próxima rodada, o clube celeste jogará mais uma vez em Belo Horizonte. Desta vez, porém, no Independência e sem o mando de campo. O Cruzeiro vai enfrentar o rival Atlético, às 16h de domingo, no maior clássico mineiro.
BRASIL VAI PRA ORLANDO ONDE ENFRENTA HAITI QUARTA-FEIRA

 Ganso chega a Orlando cheio de esperança com a camisa titular

A delegação da Seleção Brasileira chegou às 8h45 (de Brasília) deste domingo ao Hotel Ritz-Carlton Grand Lakes, em Orlando, onde ficará concentrada até quarta-feira, quando enfrentará o Haiti. A equipe deixou Los Angeles depois de estrear na Copa América no sábado com o empate por 0 a 0 contra o Equador, pelo Grupo B.
Foram 4h20 de viagem em um voo fretado até Orlando, na Flórida. De acordo com a programação da CBF, a equipe brasileira ainda treina neste domingo.

A presença que chamou atenção foi a do volante Walace, do Grêmio, que está relacionado para o lugar de Luiz Gustavo, dispensado do torneio em função de problemas particulares. O jogador gremista já está integrado à delegação.

O jogo contra o Haiti será na próxima quarta-feira, no Estádio Orlando Citrus Bowl. A partida está marcada para as 20h30 (de Brasília) e será válida pela segunda rodada da fase de classificação da Copa América Centenário.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.