sábado, 10 de setembro de 2016

RAPOSA ESPERA MINEIRÃO CHEIO NESTE DOMINGO CONTRA BOTAFOGO

Com a vitória sobre o América por 2 a 0, nessa quinta-feira, no Independência, o Cruzeiro embalou de vez no Campeonato Brasileiro e mostrou que pode sonhar com posições melhores na competição. Sem perder há seis partidas (quatro triunfos e dois empates), o clube celeste contará novamente com o apoio de sua torcida para continuar subindo na tabela. Neste domingo, às 16h, a equipe do técnico Mano Menezes receberá o Botafogo, no Mineirão, pela 24ª rodada da Série A. 

Pouco depois do clássico com o América, o Cruzeiro utilizou seu perfil oficial no Twitter pra divulgar a parcial da venda de ingressos do próximo confronto. Até agora foram vendidos 20.126 ingressos de sócios do futebol.Como a comercialização na bilheteria comum começou nesta sexta, às 10h, e vai até o intervalo do jogo de domingo, a expectativa é que o Mineirão receba público superior a 40 mil torcedores. Tal possibilidade foi bem recebida por Mano Menezes.

Há quem diga que o melhor jogador do elenco é o fator casa. Se havia algo errado, nós recuperamos. O torcedor entendeu também, voltou e nós o esperamos em número grande no domingo. Queremos fazer um grande jogo e precisamos que ele nos ajude, sempre com muita compreensão. Assim podemos fazer valer o fator casa”, destacou o comandante.

TRINCHEIRA - Serei bem franco. O Cruzeiro venceu, mas não me convenceu. O América não mereceu tal placar, pois jogou melhor na média geral. Só não teve Arrascaeta e Ábila, autores dos gols e das assistências. O Cruzeiro só melhorou na briga pelo meio-campo com as entradas de Alisson e Lucas Romero.

O jogo do Cruzeiro com maior número de torcedores foi na vitória por 2 a 0 sobre o Santa Cruz, no dia 28 de agosto, pela 22ª rodada do Brasileiro. Nessa ocasião, 46.591 pagantes proporcionaram renda de R$ 1.445.435,00. Outra partida com grande presença de público foi o empate por 2 a 2 com o Vitória, em 3 de julho, pela 13ª rodada: 43.821 espectadores e arrecadação bruta de R$ 1.318.807,00.

De modo geral, o Cruzeiro tem média de 23,2 mil pagantes por partida na Série A, ficando abaixo somente do líder Palmeiras (32,1 mil) e do quarto colocado Corinthians (31,9 mil). É preciso ressaltar que os cruzeirenses têm comparecido em massa ao estádio mesmo com a campanha modesta do time – 12º lugar, com 29 pontos.

DOUGLAS COUTINHO DEIXA CRUZEIRO
  
 Burrice, Cruzeiro dispensa Douglas Coutinho (foto), ótimo atacante.
Douglas Coutinho assinou na última quarta-feira a rescisão contratual com o Cruzeiro. Apresentado pelo clube celeste no início de 2016, o atacante vinha sendo pouco aproveitado pelo técnico Mano Menezes e perdeu espaço após contratações de outros atletas para a posição. Quem ficará na reserva do goleador Ábila?

Cobiçado por Porto e Benfica na última temporada, ele deve seguir para Portugal. O destino, no entanto, será o Braga, como informa o portal O Jogo.O acordo entre Douglas Coutinho e o clube português deverá ser formalizado em breve. A janela de transferências para o futebol europeu se encerrou às 23h59 de quarta-feira.

Após boas atuações no Atlético-PR, o atacante foi parte de uma troca que envolveu o zagueiro Paulo André no final de 2015. Aos 22 anos, Douglas Coutinho chegou ao clube celeste com status de promessa, mas não conseguiu se firmar com nenhum dos três treinadores que o comandaram nesta temporada: Deivid, Paulo Bento e Mano Menezes. Em 16 partidas disputadas com a camisa do Cruzeiro, marcou quatro gols.

TRINCHEIRA: - Pior ainda, Mano Meneses ficou sem o zagueiro Paulo André, experiente e xerifão, mantido pelo Furacão.


PACOTE JÁ TEM GALO NA CABEÇA, DE NOVO MUDADO

O técnico Marcelo Oliveira comandou neste sábado coletivo na Cidade  do Galo e começou a montar o time visando ao jogo de segunda-feira contra o Fluminense, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro. Uma das novidades é a volta de Lucas Pratto à equipe titular. O atacante estava na Seleção Argentina. Com isso, o quarteto ofensivo Maicosuel, Robinho, Pratto e Fred tá refeito.
Na zaga, ainda sem Erazo, que segue em tratamento de lesão, Marcelo Oliveira optou por Edcarlos ao lado de Leonardo Silva.
O goleiro Victor e o volante Júnior Urso, recuperados de contusão, treinaram entre os reservas neste sábado. Giovanni e Lucas Cândido foram mantidos como titulares nas posições.
 


O time do treino e que deve ser mantido contra o Flu foi de  Giovanni; Carlos César, Leonardo Silva, Edcarlos e Fábio Santos; Rafael Carioca, Lucas Cândido, Maicosuel e Robinho; Lucas Pratto e Fred. .

CAZARES

No final do treinamento, as atenções se voltaram para o equatoriano Cazares, que vem se recuperando de lesão na coxa direita. O armador iniciou a transição pra preparação física e participou de alguns minutos do coletivo na equipe reserva. Ele deve entrar nos planos de Marcelo Oliveira nos próximos jogos. O lateral-direito Marcos Rocha e o zagueiro Erazo fizeram trabalhos físicos no gramado, já em fase final de recuperação. Seguem em tratamento o lateral Patric, o volante Leandro Donizete e os atacantes Luan e Carlos.

FRED AINDA NÃO DECIDIU SE COMEMORA  GOLS CONTRA SEU EX-FLUMINENSE.

                  Fred vai comemorar gol contra o Flu?

Três meses depois, Fred reencontra o Fluminense, onde construiu uma história vitoriosa e cheia de marcas pessoais. Mas o curto período desde a saída do Tricolor serviu também pro atacante já se sentir bem à vontade na nova casa, o Atlético.

     Cazares está voltando pra alegria de Pacote.

O duelo que colocará Fred frente a frente com o ex-clube será nesta segunda-feira, às 20h, no Estádio Giulite Coutinho, em Mesquita, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

Foram sete anos na equipe carioca. Fred conquistou dois títulos brasileiros. Marcou 172 em 288 jogos, tornando-se 3º maior artilheiro da história do Fluminense. O equilíbrio pra rever o Fluminense foi alcançado no Atlético. E rapidamente. Com apenas 15 partidas e sete gols marcados, Fred já tem a confiança da torcida alvinegra. É um dos líderes do time, sendo inclusive capitão no jogo passado, contra o Vitória.

A camisa atleticana já faz Fred se sentir em casa. O bom ambiente na Cidade do Galo e o apoio dos torcedores servem de alicerce pro atacante: “Estou feliz, graças ao elenco que me deixou muito à vontade, graças à torcida que me apoiou bastante desde a minha chegada. Estou em um momento ainda de adaptação, mas já me sinto muito em casa, feliz por Deus ter me colocado no Galo.”

O respeito ao Fluminense existe, mas o momento agora é no Atlético, que briga pelo título do Campeonato Brasileiro. “O carinho existe, mas quando a bola rolar, vou fazer de tudo pra fazer os gols como sempre.Se vou  comemorar os gols que fizer, ainda não decidi".

No reencontro com o Fluminense, Fred não teme por um clima de pressão no Giulite Coutinho. “Não, a gente está no futebol há muito tempo. É natural. Da minha parte, só tem gratidão. Não deu tempo para pensar nada. Sempre tenho o hábito de respeitar os clubes que passei, é uma forma bacana de tratar os torcedores que me deram carinho e o clube que me apoiou.”

TRINCHEIRA: - O jogador não se diz profissional que respeita a camisa que veste? Então, respeite, também, a camisa no momento de comemorar um gol que tenha marcado. Qual é o problema?

ENDERSON PENSA QUE SE O AMÉRICA CAIR NÃO SERÁ O FIM


A quase consolidada queda do América para a Série B deixa o elenco alviverde cada vez mais cabisbaixo. A cada nova derrota, o sentimento é de tristeza total. Ninguém consegue explicar o motivo de tantas atuações ruins no Coelho. Nem mesmo o técnico Enderson Moreira (foto). E o comandante não quer encontrar culpados pra péssima fase vivida pelo clube dentro das quatro linhas.

O cair não será o fim do América, isso já aconteceu em algumas outras situações. Já teve momento de cair até no Campeonato Mineiro e ele se reergueu com ainda mais força. Nós não podemos deixar com que isso faça com que a gente perca a dignidade, a tradição do clube. Que a gente possa, acima de tudo, respeitar, até o último instante. É um clube centenário, que lutou muito para poder se manter vivo em um futebol tão desigual como o que a gente convive hoje. De receitas tão distintas e tendo que ter o mesmo resultado, o mesmo objetivo. O futebol brasileiro só fez com que alguns clubes estivessem cada vez com mais problemas
, completou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.