sábado, 5 de novembro de 2016

GALO GUARDA COBRAS CONTRA COXA DOMINGO  EM CURITIBA PRA FICAR INTEIRO NA DECISÃO DA COPA DO BRASIL COM O GRÊMIO. JÁ A RAPOSA, FORA DE TUDO, POR QUE MEXE TANTO NO TIME SE NEM RESERVA BONS TEM?

Enquanto Marcelo Pacote Oliveira tem motivo pra preservar os craques do time, desgastados com tantos jogos corridos e muito disputados no Brasileiro, a fim de ter o time titular todo contra o  Grêmio na final da Copa do Brasil, qual é o motivo forte que exige de Mano Menezes mexer mais uma vez, como faz em todas as rodadas, no time do confronto com o Fluminense, neste domingo, no Mineirão? 

Esta é a chama que, atualmente, vem queimando o filme do técnico azul na Toca da Raposa II. Parece que o bicho da inquietude mexe e remexe na cabeça de Mano, tirando-lhe o sono e impondo-lhe medo e insegurança na retinha final do Brasileiro

Esta insegurança, ou medo, ou nome que quiserem dar à fase de incompetência de Mano Menezes após voltar da China não tem peso pra segurar a vaga do Cruzeiro em 2017 na Série A. Convém lembrar que será o último ano da desastrosa administração de Gilvan do Pinho Tavares, que a cada dia abre os espaços necessários pro arrasa-terra ZZ Perrela e seu irmão Alvimar, reocuparem as posições de destaque no clube que tinham antes da chegada de Gilvan. 

A mudança, no início, foi boa: Gilvan recuperou às duras penas as finanças do clube, ganhou dois títulos Brasileiros, com Marcelo Pacote e em seguida só fez lambança.
Gilvan terá seu último ano de mandato em 2017. O desafio será retomar os bons momentos vividos no primeiro mandato, quando o Cruzeiro venceu dois Campeonatos Brasileiros. Se em 2015 e 2016 ele se preocupou em economizar e enxugar as contas, pelo menos no discurso, na próxima temporada a função será manter os bons jogadores e investir em reforços desde o início do período. 

Além de ter que se concentrar no time e nos títulos que precisa voltar a conquistar, o mandatário 
terá a função de escolher um candidato bom pra apoiar nas próximas eleições do clube, no fim do próximo ano. Gilvan poderá ter que enfrentar os irmãos Perrella, antigos aliados, no pleito que ainda não tem data marcada, mas deverá acontecer em outubro de 2017.

MARCELO MAIS CAUTELOSO

 PACOTE VAI PRESERVAR MUITOS TITULARES EM Curitiba, visando a decisão da Copa do Brasil com o Grêmio, sua prioridade no momento.

Bem no seu estilo de valorizar o conjunto, sem desvalorizar os valores individuais, que são decisivos nos momentos fatais, Marcelo Pacote Oliveira diante dos últimos resultados no Brasileiro, decidiu priorizar a Copa do Brasil. Se vencer o Grêmio, o Galo assegura uma vaga na Libertadores do ano que vem e conquista mais um título. E por isso quer preservar alguns titulares como Robinho, Donizete e um dos centroavantes. No Brasileiro pode usar Fred, mas na Copa do Brasil não, pois ele já jogou por outro time - o Fluminense - neste torneio.

Então em Curitiba, neste domingo, contra o Coxa Branca deve entrar com Fred e guardar Lucas Pratto para a decisão. No lugar de Robinho usa Cazales e no de Donizete volta com Carioca.  Robinho e Leandro Donizete estão entre os que mais jogaram pelo time na temporada. O camisa 7 atuou em 51 partidas, enquanto o volante jogou 43. Mesmo se poupar os jogadores, Marcelo sabe que terá substitutos à altura.

Agora que a gente vai poder fazer uma avaliação e ter uma referência maior do cansaço no jogo contra o Inter. Neste sábado teremos os dados e conversar com os jogadores. Robinho e Donizete estão jogando frequentemente e têm substitutos à altura, casos de Carioca e Cazares.”, disse.

CRISTALEIRA DA TOCA

Olhe bem no texto abaixo a quantidade de atletas que o Cruzeiro tem no DM. O time parece depósito de canelas de vidro, de gente de músculos de barbante que arrebenta à toa. Esse Robinho, que no Palmeiras era astro do time, na Toca virou arremedo de jogador. Machuca até em jogo de baralho.
   Robinho do Cruzeiro machuca até em jogo de baralho. Céus!

A dois dias de enfrentar o Fluminense, o Cruzeiro perdeu uma peça importante de seu meio-campo. Com lesão no músculo adutor da coxa esquerda, o armador Robinho foi vetado pelo departamento médico e não entrará em campo no domingo, às 17h, em jogo válido pela 34ª rodada do Campeonato Brasileiro.

De acordo com o DM do clube, a lesão foi classificada como “grau um”. A recuperação do atleta dependerá de evolução no tratamento.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, o técnico Mano Menezes lamentou a ausência do camisa 19, responsável por três gols e seis assistências na Série A de 2016.
Sem Robinho, é provável que Mano mude toda a estratégia da equipe - se é que tem alguma. Lucas Romero, que atuou na lateral direita diante do Grêmio pela Copa do Brasil, pode retornar ao meio. Assim, Ezequiel seria novamente acionado na ala, já que Lucas parece ter perdido espaço no time após atuações irregulares.
Com 41 pontos, o Cruzeiro está em 13º lugar no Brasileiro e precisa de pelo menos mais duas vitórias para se afastar de vez do risco de cair à Série B. O primeiro clube do Z4 é o Vitória, 17º colocado com 36 pontos.

América pode chegar a feito inédito na Série A

Coelho busca terceira vitória seguida, contra o Santa Cruz, no domingo, no Recife
América venceu as duas últimas partidas na Série A contra Atlético-PR e São Paulo no Horto.A temporada do América na Série A deste ano tem sido uma desilusão aos torcedores .Campeão Mineiro, o Coelho passou a maior parte do Brasileiro na última colocação e só nas últimas rodadas tem conseguido um desempenho satisfatório. Ainda sonhando com a permanência na elite nacional e com o objetivo de terminar a competição de maneira honrosa, os comandados de Enderson Moreira enfrentam o Santa Cruz, no domingo, no Recife, para tentar algo inédito no torneio e igualar a melhor sequência na história do clube mineiro no formato de pontos corridos.

Se bater o Tricolor pernambucano, o América irá conquistar três vitórias seguidas pela primeira vez no Brasileiro de 2016 - a primeira fora de casa na competição. Na única oportunidade que teve de alcançar o feito, após os triunfos sobre Internacional e Botafogo (26ª e 27ª rodadas), o Coelho foi derrotado pelo Coritiba na confronto seguinte.

No entanto, se contarmos os empates contra Ponte Preta e Figueirense (24ª e 25ª), a invencibilidade alviverde no período chegou a quatro jogos. Os oito pontos conquistados nessas quatro partidas, porém, não significam o melhor aproveitamento americano em uma sequência invicta na história dos pontos corridos.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.