segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Libertadores é sonho possível para o Cruzeiro? Especialista analisa reta final do Brasileiro
O Cruzeiro passou por altos e baixos no Campeonato Brasileiro deste ano. O time chegou a figurar na zona de rebaixamento, por causa de um planejamento mal feito pela diretoria e pelos fraquíssimos diretores de futebol; teve uma ligeira melhora com a  chegada do técnico Mano Menezes, em julho. Esta melhora foi 
suficiente, com bons resultados e atuações consistentes, principalmente da defesa, para livrá-lo da possibilidade de queda à Série B. Subiu pro 11º lugar, com 47 pontos. A cinco pontos do sexto colocado Atlético-PR, a equipe passou a sonhar com uma vaga na Copa Libertadores de 2017.

O meia Robinho,( Foto)do Cruzeiro, está com os dias contados na Toca da Raposa. O Palmeiras pediu sua volta e mandará de novo., ao Cruzeiro, aquele lateral cabeça de bagre, Fabiano.
( Continuação) A tarefa não será fácil. Especialista em cálculos de probabilidades do futebol, Tristão Garcia, criador do site Infobola, fala sobre a chance de o Cruzeiro se classificar pro torneio continental. Segundo suas contas, a Raposa tem 1% de chances de terminar o Brasileiro no G6; 3% no G7; e 4% num eventual G8. Isso, claro, se vencesse o Santos (deu empate em 2 a 2 , neste domingo, às 17h, no Mineirão –e mais o Internacional e o Corinthians.

“O Cruzeiro evoluiu com Mano Menezes e vem fazendo jogos com menos oscilações do que outros times. Nos últimos seis jogos, o Cruzeiro conseguiu uma média de 1,83 pontos por partida. Nem o Palmeiras, líder da competição, tem essa média. Só não é melhor que a do Santos, que, sem dúvidas, é o melhor time desse momento. Eles têm 2,87 por jogo. A média de um campeão, por exemplo, é de 2 pontos por jogo”, disse Tristão.

Desde que a Conmebol aumentou para 44 o número de participantes da Copa Libertadores, o Brasil ganhou duas vagas no torneio, e o antigo “G4” passou a ser denominado “G6”. Os três primeiros do Campeonato Brasileiro vão diretamente para a fase de grupos. O quarto, o quinto e o sexto colocado entram na preliminar da competição continental, dividida em duas etapas.

O G6 pode virar G7 se o Atlético, já garantido entre os seis melhores (está em quarto, com 61 pontos, e não pode mais ser ultrapassado pelo sétimo Corinthians), conquistar a Copa do Brasil sobre o Grêmio. O mesmo vale caso o time gaúcho vença a competição eliminatória e fique em sexto na Série A. Em oitavo, o Tricolor soma dois pontos a menos que o Atlético-PR (50 a 52).

Existe ainda uma chance de G8: semifinalista da Copa Sul-Americana, torneio que dá ao campeão uma vaga na Libertadores de 2017, a Chapecoense precisaria levantar o troféu internacional e ficar entre os seis primeiros no Brasileiro. Atualmente, o time catarinense está em 10º lugar, com 49 pontos.

Mano Menezes: “Chances remotas”

 Mano Menezes ressaltou que não quer iludir os torcedores. De acordo com o treinador, as chances de o Cruzeiro se classificar pra Copa Libertadores são remotas e o objetivo da equipe, no momento, é terminar bem o Campeonato Brasileiro. Com uma boa campanha sob o comando do gaúcho, o clube ocupa o quinto lugar no returno, com 28 pontos
.

“A chance é remota, mas em momento algum eu disse que não acredito. Há outras equipes com chances maiores que as nossas. Temos que fazer os nove pontos. Se fizermos os três já no domingo e os outros times perderem, a chance passa a ser remota e um pouquinho. Volto a dizer que não quero iludir o torcedor, pois tínhamos o objetivo inicial de sair do rebaixamento, que era uma coisa palpável. Claro que não é algo que me satisfaz – nem ao torcedor –, mas era a situação que tínhamos de fazer no momento. Portanto, o pensamento é esse: terminar bem a temporada e começar bem o ano que vem”,
DISSE MANO.

Apenas uma vez

Com mais três jogos pela frente, o Cruzeiro chega a no máximo 56 pontos no Campeonato Brasileiro. Conforme o Departamento de Matemática da UFMG, uma equipe que chegar a essa marca teria 36,2% de probabilidade de se qualificar para a Copa Libertadores.

Desde que o Brasileiro passou a ser disputado por 20 clubes (2006), apenas uma vez o sexto colocado terminou as 38 rodadas com pontuação inferior à que o clube celeste ainda pode atingir. Em 2008, o Internacional somou 54.
 

SEVILHA ENCHE COFRE PRA BUSCAR PRATTO, A PEDIDO DE JORGE SAMPAOLI

0  bom momento de Lucas Pratto, titular da Seleção Argentina e destaque do Atlético, chamou a atenção dos espanhóis do Sevilla. Segundo o jornal espanhol As, o atacante argentino é um pedido do técnico Jorge Sampaoli.

De acordo com a publicação, o fato de Pratto ter passaporte italiano é um ponto favorável, uma vez que o Sevilla não precisará abrir mão de seus jogadores extracomunitários.

O Sevilla procura um atacante para chegar na janela de transferências de janeiro. Lucas Pratto seria opção para o ataque do time espanhol, formado por jogadores leves e jovens, casos do argentino Vietto, 22 anos, e do francês Ben Yedder, 25 anos.

Sampaoli busca jogadores com o perfil de Pratto para poder ter variantes táticas durante os jogos. E o técnico conhece bem o argentino, já que trabalhou por muito tempo na América do Sul e também entende como poucos do futebol brasileiro.

O presidente do Atlético, Daniel Nepomuceno, 
disse que Pratto custa caro.
 “Desde que o Lucas Pratto pisou no Atlético eu escuto essa história. Todo mundo quer comprar e se eu vou vender ou não vou. Se for bom para o clube, se pagarem o valor que ele merece, vamos avaliar e vender. O valor dele fica cada vez mais alto, então esperamos uma proposta boa”, disse o dirigente, antes da partida entre Atlético e Palmeiras, nessa quinta, no Independência.

Lucas Pratto se tornou figura certa nas convocações da Seleção Argentina desde que Edgardo Bauza assumiu o comando. Na rodada passada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, contra a Colômbia, Pratto desbancou Higuaín no time titular argentino. O atleticano marcou o segundo gol da seleção na vitória por 3 a 0.


Orçamento do Galo para 2017 prevê romper barreira dos R$ 300 milhões; confira detalhes
Veja quanto o clube pretende gastar com contratações e a expectativa de arrecadar com venda de diretos de jogadores ao longo da próxima temporada
Desafio, agora, segundo o presidente Daniel Nepomuceno, é alcançar a receita recorde

No próximo dia 28, o Conselho Deliberativo do Atlético vai se reunir para votar o orçamento do clube para 2017. E os números preveem recorde no faturamento: R$ 328.744.000,00. Em 2015, o Alvinegro contabilizou R$ 244,6 milhões, mas com prejuízo de R$ 11,9 milhões - as contas de 2016 ainda não foram fechadas, mas a meta era R$ 253 milhões.

O desafio, agora, segundo o presidente Daniel Nepomuceno, é alcançar a receita recorde: “É uma expectativa do que vai entrar em caixa dos jogos, de venda de jogador, qual será o custo-futebol ano que vem. Nós temos obrigações pesadas para o ano que vem. A gente precisa dessa arrecadação para cumprir os compromissos. Você estima o que precisa buscar. Não estou apresentando o que vou ganhar. Estou apresentando o que eu necessito ganhar, o que preciso correr atrás para pagar minhas contas. É por isso que a gente briga por melhoria de calendário, por novos contratos, novos parceiros. O futebol está caro”, disse o dirigente ao Superesportes.

No relatório enviado aos conselheiros, consta que a principal fonte de renda do Galo continua sendo os direitos de transmissão de TV. Serão R$ 173,7 milhões em 2017. Em relação a 2016, o aumento foi de R$ 74 milhões. Em seguida, se destaca a receita com bilheteria e sócio-torcedor: R$ 54,7 milhões.

Já a venda de direitos econômicos de jogadores deve render ao clube R$ 50 milhões. Os patrocínios para 2017 devem fechar em R$ 25 milhões.

O relatório projeta ainda que o Galo fará 40 jogos como mandante em 2017. A intenção é disputar 12 deles no Mineirão, com expectativa de público de pelo menos 35 mil pessoas. Já o programa Galo na Veia deve arrecadar R$ 27,4 milhões.

O shopping Diamond Mall vai render ao clube R$ 9,7 milhões. O contrato de arrendamento do shopping garante ao Atlético 15% de todos os alugueis e luvas das lojas e estacionamento.

R$ 15 MILHÕES PARA CONTRATAÇÕES


A previsão de despesas é de R$ 327.038.140,00, sendo que R$ 115,3 milhões serão destinados para pagamento de dívidas.

Se pretende faturar R$ 50 milhões com a venda de direitos, o Alvinegro planeja gastar R$ 15 milhões em contratações para 2017.

Pelo relatório que será apresentado aos conselheiros, o Atlético prevê um superávit de R$ 1.705.859,00 em 2017.

AMÉRICA CAIU E ENFRENTA PEDREIRA

Após a confirmação do rebaixamento matemático à segunda divisão, restam ao América três compromissos na Série A do Campeonato Brasileiro. O discurso no CT Lanna Drumond é o de deixar a competição honrando a camisa alviverde e se despedir de cabeça erguida. No próximo ano, o Coelho volta à luta por uma vaga na elite do futebol nacional.

Na próxima rodada, o América irá a Porto Alegre encarar o Grêmio, às 17h de domingo, na Arena. Com o time gaúcho focado nas finais da Copa do Brasil, o técnico Renato Portaluppi já adiantou que vai utilizar o time reserva na partida. Tentando deixar a lanterna do Brasileiro com o Santa Cruz, o Coelho deve torcer para o Atlético. O rival doméstico enfrenta o Tricolor pernambucano no Recife.

No sábado seguinte (26/11), o América recebe o Sport pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O Leão pode chegar a esse confronto somente um ponto acima dos rivais mais próximos na zona de rebaixamento. Caso seja derrotado pelo Atlético-PR, no Paraná, o time pernambucano permanece com 43 pontos. Se Vitória e Internacional vencerem seus jogos, chegam a 42.

A última partida do Coelho na Série A de 2016 será uma verdadeira pedreira. O time mineiro vai à Vila Belmiro encarar o Santos. O Peixe é o segundo colocado na tabela de classificação e, mesmo que até lá o título possa já estar definido, os comandados de Dorival Jr têm um bom retrospecto a manter – além de poderem se vingar da derrota, no Horto, no primeiro turno.

A equipe paulista venceu 14 dos 18 jogos que disputou na Vila Belmiro, empatou dois e perdeu apenas duas vezes. Os 44 pontos conquistados levam o Peixe a um desempenho excepcional em casa, com 81,48% de aproveitamento dos pontos disputados. O alento americano fica por conta dos clubes que triunfaram jogando em Santos – Internacional e Figueirense, na 2ª e 20ª rodadas, respectivamente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.