quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

GRÊMIO É PENTA CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL; DECISÃO TORNA-SE HISTÓRICA PELO GOL ANTOLÓGICO DE EMPATE MARCADO POR CAZALE DO GALO; E PAPEL FEIO DOS TIMES - BRIGAS EM NOITE DE HOMENAGENS À CHAPE - SUJOU O CONFRONTO .


Grêmio e Atlético jogaram no Estádio Olímpico, em Porto Alegre, um clássico com as nuances de uma decisão. Fizeram o enorme público que lotou a Arena chorar de tristeza e emoção nas homenagens à Chapecoense; os amantes do bom futebol lamentarem a ausência de tal virtude durante o jogo e a chorarem pelas interrupções motivadas por agressões e brigas, naquela ambiente de respeito à memória de um clube irmão destruído no desastre aéreo.
Por fim, fizeram o torcedor gremista vibrar com o gol de Marinho, na etapa final, aumentando a vantagem do Grêmio e todo estádio aplaudir o aparecimento da arte no futebol com o gol antológico de Cazares, que entrara no lugar de Donizete e chutou da intermediária do Atlético por cima do goleiro gremista que havia saído da meta pra jogar de líbero e não retornou a tempo.

O Galo não foi bicampeão da Copa do Brasil, mas seu prejuízo ficou aí, visto que sua vaga na Libertadores do ano que vem já estava garantida pela ótima colocação no Brasileiro. O Grêmio venceu seu quinto título no torneio e superou o Cruzeiro que tem quatro. Após o apito do árbitro Luiz Flávio de Oliveira parte dos dois times se engalfinharam no gramado, encerrando com um papelão a programação prevista, também, em homenagem à Chape. Destaque neste episódio pra Robinho, envaidecido com seu histórico forjado de craque na Cidade do Galo e agora de machão da equipe. Cruzes!!!

KALIL APRESENTA A SUA EQUIPE DE TRABALHO NA PBH

 Bebeto de volta e agora na Prefeitura com Kalil. De novo, Urso Bravo?


Minha  expectativa  quanto o sucesso da Alexandre Kalil na PBH continua só crescendo, Porém se elogiei a atitude do Urso Bravo em diminuir o número de secretarias de 40 para 26 foi digna dos maiores elogios, o mesmo não faço quanto aos escolhidos nas ex-administrações de Kalil no Galo. A presença dos arrogantes Bebeto de Freitas e Adriana Blanco, esta como seu braço direito, cria perspectivas pessimistas, pra alguns admiradores do trabalho de Kalil, entre eles está este filho de Sodico e dona Geralda.

Fiquei decepcionado, pois imaginei que Kalil já tivesse cortado, pra futura administração de BH, tais nomes, que lhe criaram feridas enormes no seu passado na diretoria do Atlético. Bebeto e Adriana se julgavam superiores e professores dos repórteres esportivos de Minas. Tive uma discussão veemente com Bebeto na minha época de Minas Esportes da Band exatamente por este motivo. Arrogante, Bebeto criticava a Imprensa a AMCE na minha bancada. Troco no meu estilo  na hora e aí o pau quebrou.

Na administração, posterior, antes de tomar posse Kalil encontrou-se comigo na FMF e me comunicou que voltaria com Bebeto de Freitas e pediu-me compreensão e paz com ele. Respondi que o ignoraria por completo desde que ele fizesse o mesmo. Se abrisse guerra contra a Imprensa mineira, eu como presidente da AMCE, responderia em mísseis teleguiados bravos. Ficou nisso. Agora não há nenhum perigo. Não mexo com política, não gosto e meu negócio continua no futebol apenas.

O prefeito eleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), anunciou, nesta quarta-feira, seu novo secretariado para início de seu mandato, em janeiro de 2017. E três pessoas ligadas ao esporte estão entre os indicados pelo novo mandatário da cidade: Daniel Nepomuceno, Adriana Branco e Bebeto de Freitas.

Para assumir a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, Kalil indicou Bebeto de Freitas. O ex-jogador e treinador de vôlei teve duas passagens como gerente do Atlético. A primeira foi entre 1999 e 2001. Trabalhou na gestão do presidente Nélio Brant, atuando em parceria com o então presidente do Conselho Deliberativo e diretor de futebol do clube, Alexandre Kalil.

No clube, foi campeão mineiro e vice-campeão brasileiro, alcançando o 4º lugar no Brasileiro de 2001. Bebeto de Freitas deixou o clube naquele período e se transferiu para o Botafogo, clube do coração.

Quando Kalil assumiu a presidência do clube, em 2009, Bebeto trabalhou como diretor-executivo remunerado. O novo secretário de esportes de BH é um dos nomes mais conhecidos no vôlei brasileiro, sendo ex-jogador e ex-técnico.

TRINCHEIRA - Contudo, todavia, entretanto, porém, a indicação de Chico Maia como Assessor de Imprensa é gol de placa de Kalil e só não é mais bonito que o de Cazares na decisão da Copa do Brasil porque seu cargo teria de ser Diretor de Comunicação e não de Assessor subordinado a Adriana Blanco. Ainda que mocinho de Sete Lagoas goste muito dela.

ARROGÂNCIA DE ADRIANA SEGUE JUNTO

Adriana Branco é a atual diretora-executiva do Atlético, ocupando o cargo desde 2009. Santo Deus, é tempo exagerado, pra tanta arrogância.
Ela assume a Secretaria de Assuntos Institucionais e Comunicação Social. Ela era o braço direito de Kalil, quando ele estava na presidência do Atlético. Atualmente, ela ainda exerce o cargo de diretora-executiva do clube.

Segundo Alexandre Kalil, a Assessoria de Comunicação Social e o Gabinete do Prefeito deixarão de existir enquanto órgãos. Eles serão incorporados à Secretaria de Assuntos Institucionais e Comunicação Social, comandada por Adriana Branco.

Por fim, Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético e vereador em Belo Horizonte,
 assume a Secretaria de Desenvolvimento.

TRINCHEIRA - Os demais secretários estão por aí informados pela Imprensa da Capital. Procurem pela informação e se deliciem. Eu não comentarei nada, pois minha preocupação foi a eleição de Kalil e a derrota de João Leite. Elas aconteceram...

LEMBRANÇA AO COLEGA CAIO JÚNIOR, VÍTIMA EM TRAGÉDIA: 'VAMOS SENTIR MUITA FALTA'
Técnico do Manchester United destacou carreira do brasileiro no futebol português.José Mourinho homenageia Caio Júnior(foto) depois de jogo do United: 'Deixou muitos amigos em Portugal'
Entre as 71 pessoas vitimadas no trágico acidente da última terça-feira envolvendo o avião que levava a delegação da Chapecoense até Medellín, na Colômbia, está o técnico da equipe, Caio Júnior. Ex-atleta com passagens pelo futebol português em sua carreira como jogador, ele foi lembrado por José Mourinho, técnico do Manchester United, logo após a partida dos Red Devils na última quarta-feira.

Mourinho, também jogador de futebol antes de se tornar técnico, atuou em Portugal na mesma época que Caio Júnior. Mais precisamente em 1987, quando o brasileiro era atleta do Vitória de Guimarães, e Mou ainda jogava pelo clube Comércio e Indústria, de Setúbal.

No comando do United, o treinador português se recusou a comemorar devido ao momento triste devido a tragédia, no entanto, sua equipe acabou vencendo o West Ham por 4 a 1 em duelo válido pela Copa da Liga Inglesa.

GILVAN É VAIADO MESMO AUSENTE

O Cruzeiro promoveu um encontro de homenagens com aquele time espetacular de 1966, campeão da Copa do Brasil e no ano seguinte campeão da Libertadores. O presidente Gilvan do Pinho Tavares, que vai deixar o cargo e o clube no fim do ano não apareceu e ainda assim foi vaiado pela omissão em 2016.Eis o time espetacular: 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.