sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

VAYA CON DIÓS, QUINZINHO AMIGO DE SEMPRE

O eterno Joaquim Coelho Filho, o nosso Quinzinho

Escrever sobre Joaquim Coelho Filho, o nosso venerável Quinzinho, cujas mãos de Deus resolveram abençoa-lo nesta hora levando-o para o império dos bons no Céu, eu gastaria com prazer um bom tempo de pesquisa e faria um livro cheio de peripécias e saudáveis interjeições. Certa vez, fazendo isso numa crônica eu disse que "A Caratinga moderna começou no Bar do Quinzinho" sob a tutela deste mestre em saber como fazer amizade com qualquer pessoa de qualquer tamanho social ou idade. Basta isso para as pessoas saberem a referência que Quinzinho representa em nossas vidas de caratinguenses.
O jornal A Semana, de Carlos Carraro, que fisguei nos meus arquivos, traz uma matéria sobre a homenagem que a Maçonaria prestou-lhe, em vida e conta um pouco do perfil do Quinzinho. Prefiro encerrar com ela, do que chorar a morte do Mestre, meu amigo, e de seus familiares que, como ele, e sua falecida Marina, construíram um castelo de bondade do qual uma pedra importante desloca-se agora e ao cair causa um estrondo terrível no coração da gente de minha santa Terrinha.

A HOMENAGEM
Durante evento promovido na quinta-feira, 08, o ex-comerciante Joaquim Coelho Filho, o Sô Quinzinho, que durante 40 anos foi dono de um dos mais tradicionais bares de Caratinga, recebeu uma justa homenagem do Grande Oriente do Brasil, que congrega todas as lojas maçônicas do País, com a outorga da “Comenda da Ordem do Mérito de D. Pedro I”, a maior condecoração concedida pela Maçonaria a um de seus membros.
Para ter direito a esta homenagem, é necessário que o maçom já seja possuidor do Título da “Cruz da Perfeição Maçônica” e tenha, no mínimo, cinqüenta anos de efetiva atividade ou trinta e cinco anos de atividade e prestado relevantes e excepcionais serviços à Ordem, à Pátria ou à Humanidade, a juízo da Comissão de Mérito Maçônico. A honrosa condecoração só é concedida por decisão do Grão-Mestre Geral.
Cercado por amigos e seus familiares, sem esconder a felicidade, Sô Quinzinho falou da importância para ele em receber esta homenagem. “Pelos serviços que já prestei à maçonaria e com meus 91 anos de idade, modéstia à parte, acho que foi justo. Eu fiz valer o tempo em que estive aqui, junto a meus amigos tão leais. Eu agradeço às minhas filhas, aos meus filhos, aos meus netos e  bisnetos... Enfim, à toda minha família!”.
A entrega da comenda foi feita pelo Grão Mestre Geral Adjunto, Eurípedes Barbosa Nunes, e pelo Grão Mestre Estadual, Amintas de Araújo  Xavier. Eurípedes Barbosa falou da importância da homenagem. “É um momento de alto nível da Maçonaria, onde um irmão, por direito e não por concessão, recebe a Comenda Dom Pedro I, passando a ser a maior autoridade maçônica”.

NOMES ANTIGOS E JOVENS REVELAÇÕES FORMAM TIME DO GALO NA FLORIDA CUP

Diogo  Giacomini comandará o misto de velhos e novos que o Atlético porá em campo, nos Estados Unidos, na disputa da Florida Cup. Entre eles, Renan Oliveira, revelado na base e que nunca vingou na Cidade do Galo. Outro que veio lá de baixo e estava emprestado pra ganhar experiência é Dodô. O mais conhecido é Rafael Moura, o Heman, reserva de Pratto.

VICTOR PARA TRÊS MESES

Jogador de futebol gosta de cobrar maior atenção dos clubes e dos cartolas, mas não cumprem suas obrigações. O goleiro Victor, xodó da torcida alvinegra, jogando uma partida beneficente entre os amigos de Romário e os de Nenê sofreu luxação no ombro direito e teve que passar por uma cirurgia. Vai ficar no estaleiro por 3 ou 4 meses. Bonito, né São Victor?

URSO POR ELIAS

Por causa do preço pedido pela liberação definitiva de Junior Urso, o Atlético decidiu não renovar o contrato dele e correr atrás do volante Elias, ex-Corinthians. Aí ninguém entendeu nada, pois no mercado Elias está bem mais caro que Urso.

CARTOLA  DA CBF NÃO VEM

Olha que notícia boa. Aquele cartola da CBF que chegou a interessar ao Cruzeiro para o lugar de Thiago Scuro foi descartado. Não por vontade do clube, que insistiu em trazê-lo, porém de uma hora pra outra o cartola decidiu que o melhor mesmo era permanecer quieto na entidade, onde o cacau é bem maior.

UMA CERTEZA: DEDÉ VEM AÍ

Não é a primeira vez que esta Trincheira elogia a confiança e o profissionalismo do zagueiro Dedé. Sua séria contusão foi fruto de sua vontade de servir ao Cruzeiro, sem olhar o seu limite. Por isso, cumprimento ao vice de Futebol, Bruno Vicentin, pela visão ao prorrogar o contrato do Xerifão até o fim de 2018. Mesmo sem jogar, Dedé é um dos melhores do País.

SUA ESTRELA VOLTARÁ

Vicentin comentou: "Renovamos o contrato de Dedé por mais dois anos, pois é um atleta que dispensa comentários. Queremos que ele brilhe muito, como já brilhou com a camisa do Cruzeiro". Pra Dedé o torcedor deve cantar: "Ah que saudade me dá, aquela zaga bicampeã do Brasileiro, com Dedé cercando tudo e o time sem levar tantos gols como aconteceu agora".


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.