segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

SITE ALEMÃO POE CRUZEIRO COM ELENCO MAIS CARO DO PAÍS

Isso não estabelece o Cruzeiro como o melhor time do Brasil, nem lhe dá a condição de primeiro favorito
à conquista de todos os títulos que disputar. Porém, nos dá uma boa perspectiva, pois o reconhecimento é alemão.

A permanências de jogadores importantes que estavam no time em 2016 (Ramón Ábila, Robinho, Rafael Sobis e outros) e as contratações de reforços pontuais – casos de Diogo Barbosa, Thiago Neves e Lucas Silva – garantem ao Cruzeiro o elenco mais valioso do futebol brasileiro em 2017. Os dados são do site alemão Transfermarkt, especializado em calcular valores de mercado de atletas do futebol mundial.

De acordo com o Transfermarkt, o grupo da Raposa está avaliado em 77,25 milhões de euros. Convertido em reais, o montante chega a R$ 253,4 milhões.

O jogador mais caro do elenco é o argentino Ramón Ábila, orçado em R$ 19,68 milhões. Depois vêm Arrascaeta (R$ 18 milhões), Manoel (R$ 14,76 milhões), Thiago Neves, Henrique e Dedé – os direitos econômicos dos três últimos estão estipulados, cada um, em R$ 13,12 milhões.

Em compensação, Ezequiel é o atleta mais barato entre os que estão nos planos do técnico Mano Menezes. O preço pelo lateral-direito é de 984 mil reais.

Com relação à equipe, a vantagem do Cruzeiro sobre o segundo elenco mais caro é considerável. Mesmo com a contratação do atacante Lucas Pratto, o time do São Paulo custa R$ 22,3 milhões a menos que os mineiros (R$ 231,1 milhões). Em seguida aparecem os conjuntos de Atlético (R$ 227,9 milhões), Palmeiras (R$ 207,5 milhões) e Flamengo (R$ 187,5 milhões).

O investimento feito pela diretoria é esperança de títulos para 2017. O Cruzeiro começou bem as competições em disputa – é vice-líder do Campeonato Mineiro, com 10 pontos; ocupa o primeiro lugar do Grupo C da Primeira Liga, com seis pontos; e chegou à terceira fase da Copa do Brasil sem sustos. Os comandados do técnico Mano Menezes ainda terão pela frente a Copa Sul-Americana e o Campeonato Brasileiro.
Valor de mercado de 7 times da Série A 2017:  

                       Arrascaeta é o segundo mais caro do elenco

1- Cruzeiro: R$ 253,4 milhões
2- São Paulo: R$ 231,1 milhões
3- Atlético: R$ 227,9 milhões
4- Palmeiras: R$ 207,5 milhões
5- Flamengo: R$ 187,5 milhões
6- Grêmio: R$ 177,7 milhões
7- Corinthians: R$ 160,4 milhões


As permanências de jogadores importantes que estavam no time em 2016 (Ramón Ábila, Robinho, Rafael Sobis e outros) e as contratações de reforços pontuais – casos de Diogo Barbosa, Thiago Neves e Lucas Silva – garantem ao Cruzeiro o elenco mais valioso do futebol brasileiro em 2017. Os dados são do site alemão Transfermarkt, especializado em calcular valores de mercado de atletas do futebol mundial.

De acordo com o Transfermarkt, o grupo da Raposa está avaliado em 77,25 milhões de euros. Convertido em reais, o montante chega a R$ 253,4 milhões.
O jogador mais caro do elenco é o argentino Ramón Ábila, orçado em R$ 19,68 milhões. Depois vêm Arrascaeta (R$ 18 milhões), Manoel (R$ 14,76 milhões), Thiago Neves, Henrique e Dedé – os direitos econômicos dos três últimos estão estipulados, cada um, em R$ 13,12 milhões.

Em compensação, Ezequiel é o atleta mais barato entre os que estão nos planos do técnico Mano Menezes. O preço pelo lateral-direito é de 984 mil reais.

Com relação à equipe, a vantagem do Cruzeiro sobre o segundo elenco mais caro é considerável. Mesmo com a contratação do atacante Lucas Pratto, o time do São Paulo custa R$ 22,3 milhões a menos que os mineiros (R$ 231,1 milhões). Em seguida aparecem os conjuntos de Atlético (R$ 227,9 milhões), Palmeiras (R$ 207,5 milhões) e Flamengo (R$ 187,5 milhões).

O investimento feito pela diretoria é esperança de títulos para 2017. O Cruzeiro começou bem as competições em disputa – é vice-líder do Campeonato Mineiro, com 10 pontos; ocupa o primeiro lugar do Grupo C da Primeira Liga, com seis pontos; e chegou à terceira fase da Copa do Brasil sem sustos. Os comandados do técnico Mano Menezes ainda terão pela frente a Copa Sul-Americana e o Campeonato Brasileiro.

LADRÕES AGRIDEM AMOROSO

Este é o País do Carnaval, da alegria, dos ladrões de gravata e dos pés de chinelos, covardes, que batem com ferro e outras armas nas vítimas e as levam para os hospitais em estado de pré morte.

O atacante Rafael Amoroso,(foto)de 27 anos, com passagens por Palmeiras, Juventude-RS, São Caetano e ABC-RN, está internado em estado grave na UTI do Hospital das Clínicas de São Paulo.
Rafael estava em um bloco de carnaval, no último sábado, em São Paulo, acompanhado de amigos, quando viu um homem roubar o celular de uma mulher. O jogador foi atrás do assaltante e recuperou o aparelho. O suspeito fugiu, voltou com um grupo de cerca de 15 homens e espancou o atacante usando barras de ferro.

Rafael Amoroso está em coma induzido e respira com ajuda de aparelhos. O atacante está sem clube desde o início da temporada.

JORNALISTA LEOPOLDO OLIVEIRA FALA DO CANTOR VITOR

Faça o que eu falo e não faça o que eu faço.

A frase antiga está sempre na moda quando se trata ou de figurões tanto do meio artístico, político ou do fanatismo religioso. Hoje, dia 24 de fevereiro/2017 a imprensa mineira nos dá conta de que Poliana, mulher com quem o cantor Vitor da dupla Vitor e Léo é casado registrou queixa crime contra ele na policia de Belo Horizonte porque foi jogada no chão e chutada por ele sendo socorrida por vizinhos que ouviram os gritos dela no bairro Luxemburgo em BH.Poliana,segundo a imprensa, está grávida e teve que passar por exames médicos.


Vexame para um cantor tão famoso e de destaque no Brasil inteiro.É a tal história: muitas vezes a mulher se encanta com os belos olhos do homem, da posição social ou de seu prestigio profissional e embarca numa canoa furada.A propósito o ex- goleiro Bruno do Flamengo do Rio foi solto da cadeia esses dias depois de sete anos de prisão por ter mandado matar a companheira dele Eliza Samudio desaparecida em 2010.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

  
GALO SECA A LAGOA DO JACARÉ, MAS VENCE APERTADO

Não teve gramado ruim, nem temperatura alta, calor exagerado, que impedissem Democrata Jacaré e Atlético de fazerem uma partida bem disputada, corrida e igual, no Estádio Mamud Abas, em Governador Valadares e que só não terminou empatada porque a arbitragem anulou um gol lícito dos locais. No apito final, com 3 a 2 pró Atlético no placar, a torcida que lotou o estádio apesar de ser sábado de carnaval saiu às ruas sambando motivada pelo espetáculo que acabara de assistir.

O Atlético manteve a liderança isolada do Campeonato Mineiro, com a quinta vitória consecutiva. Mas o Galo teve dificuldade e só conseguiu atingir o objetivo de continuar com o aproveitamento de 100% graças aos centroavantes. Neste sábado de carnaval, quem comandou a folia alvinegra foi a dupla Fred e Rafael Moura, responsável pela vitória de 3 a 2 diante do Democrata, em Governador Valadares.

Em mais uma atuação decisiva, Fred balançou as redes em duas ocasiões, enquanto Rafael Moura, o He-Man, foi importante ao recolocar o Galo em vantagem, depois que a Pantera chegara ao empate. Márcio Diogo e Esquerdinha marcaram para o time da casa. Pela primeira vez sob o comando do técnico Roger Machado, o Atlético sofreu dois gols, o que deixou o comandante aborrecido depois da partida.

De qualquer forma, o Galo alcançou o objetivo de manter a liderança. Com a quinta vitória seguida, o time alvinegro foi a 15 pontos, aproveitamento de 100%, e garantiu a ponta em mais uma rodada. O Democrata, por sua vez, vive situação delicada e briga contra o rebaixamento ao Módulo II, com apenas três pontos – é o primeiro time fora da zona de descenso.

O Atlético volta a campo, pelo Estadual, no próximo sábado, dia 4, quando receberá o Villa Nova no Independência. Antes, o Galo terá compromisso pela Primeira Liga, diante da Chapecoense, no interior catarinense, na Quarta-Feira de Cinzas. O Democrata-GV sairá para encarar o Tombense, no sábado que vem, em Tombos.

O Democrata foi premiado pela insistência. E aproveitou erro na saída de bola do Galo para empatar, aos 16min. Márcio Diogo recebeu livre na área e tocou na saída de Giovanni: 1 a 1. Do lado atleticano, a saída de Robinho foi ruim para o lado esquerdo do ataque, principalmente pelo fato de Cazares não ter entrado bem. A última cartada de Roger foi mandar a campo mais um homem de área, Rafael Moura, já que Fred não recebia bolas e estava isolado.

Tão logo entrou, o He-Man mostrou mais uma vez ter estrela. Aos 28, Marcos Rocha cobrou escanteio pela direita, Rafael Moura cabeceou duas vezes para mandar a bola para rede, na base da insistência: 2 a 1. E comemoração característica, como a do personagem do famoso desenho animado.

O Democrata manteve a postura atrevida, só que Fred estava em mais um dia de artilheiro. Aos 35, ele recebeu de Cazares, deu um ‘chapéu’ no marcador e completou de primeira: 3 a 1. Um golaço para consolidar a liderança isolada e os 100% de aproveitamento no Estadual. A Pantera ainda diminuiu, aos 43. Esquerdinha entrou livre e tocou sem chance para Giovanni: 3 a 2. A reação dos anfitriões, no entanto, parou por aí.

De olho no marketing, time da Série B do AM confirma interesse por Bruno




O goleiro Bruno(FOTO)mal saiu da Apac de Santa Luzia, em Minas Gerais, onde cumpria pena desde 2015, e já vê seu nome circulando no mercado da bola. Um dos clubes que confirmou interesse pelo atleta, atualmente vinculado ao Montes Claros-MG, foi o Penarol-AM, equipe que disputa a Série B do Campeonato Amazonense, mas que já garantiu acesso à elite estadual.

FALA DO CARTOLA

O diretor de futebol do Leão da Velha Serpa, Sérgio Rodrigues, disse que o entusiasmo existe, mas até agora não há nada de oficial. De acordo com o dirigente, o objetivo é elevar o marketing do clube e, para isso, ''não serão medidos esforços''.
- Há cinco equipes interessadas. Aproveitamos que ele está no mercado e não vamos medir esforços para contratá-lo. Flamengo e Vasco comandam o Amazonas, e o nosso objetivo é elevar o marketing do clube. Vamos tentar contar com ele agora, que ainda não está muito valorizado - disse.
Na noite de quinta-feira, o ministro Marco Aurélio concedeu habeas corpus impetrado pela defesa do jogador, e Bruno saiu do presídio ainda nesta sexta-feira. O problema é que o habeas corpus ainda vai ser julgado pelo STF. Se for negado, Bruno terá que voltar para a prisão.
 Rodrigues, no entanto, não dá importância ao imbróglio:
- O torcedor é apaixonado. Quando vê o cara dentro de campo, ele esquece. Podemos colocar 6 mil pessoas em jogos oficiais. Podemos lucrar de outras formas - finalizou.
Bruno não atua profissionalmente desde o dia 15 de junho de 2010, quando defendeu o Flamengo contra o Goiás pela Série A do Brasileiro. O goleiro foi condenado pelos crimes de assassinato e ocultação de cadáver de Eliza Samúdio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho. Eliza, mãe do filho do goleiro, desapareceu em 2010, aos 25 anos. Seu corpo nunca foi encontrado. Bruno foi transferido em 2015 da penitenciária de Nelson Hungria, em Contagem, para o Centro de Reintegração Social da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (APAC), em Santa Luzia.


sábado, 25 de fevereiro de 2017

trincheira gostosa do flavio anselmo

CARNAVAL DE BH SOB CLIMA DE VIOLÊNCIA

SITE: O TEMPO:
 MATÉRIA: BARBARA FERREIRA


Quando a banda para e a festa se dissipa, quem tem entrado em cena no Carnaval de Belo Horizonte é a violência. Segundo foliões da capital, roubos e agressões têm sido comuns após as apresentações de blocos. Bandidos estariam agindo enquanto os foliões seguem para casa. A situação já atraiu a atenção da Polícia Militar, que promete aumentar a vigilância nesses locais. Neste ano, são esperados 2,4 milhões de pessoas nas ruas da cidade.

Na última quarta-feira, após a apresentação de um bloco no centro, um empresário de 32 anos presenciou assalto a uma pessoa, que foi agredida por bandidos. Ele ainda tentou acionar a Guarda Municipal, mas acabou algemado por desacato. O empresário, que pediu anonimato, contou que, antes, teve o celular roubado no bloco.

“É horrível a sensação de impotência, ainda mais quando você está tentando fazer seu dever de cidadão, de tentar ajudar ao presenciar um roubo e uma agressão covarde
”, lamentou.

Outra vítima relatou em redes sociais ter presenciado um grupo de homens agredindo dois jovens que pegavam um taxi na Savassi, na região Centro-Sul, no domingo. Segundo o relato, os assaltantes bateram muito nas vítimas com pedaços de madeira e bastões enquanto roubavam seus celulares.

Ações. Já preocupados com a quantidade de pessoas nas ruas e tentando evitar que a volta para casa seja perigosa, a PM afirma que já está reforçando o efetivo, além de fazer o monitoramento das imediações e dos momentos de dispersão dos blocos.
Segundo o chefe da sala de imprensa da PM, major Flávio Santiago, serão colocados policias especialmente para acompanhar o fim dos eventos. Ele explicou que os militares foram orientados a ficar atentos e atender acenos de pessoas que possam estar sendo alvo de bandidos.

Sobre a detenção do folião, a Guarda Municipal informou que a corregedoria já ouviu a vítima e que a atuação dos agentes está sendo investigada, mas que a possível violência vai contra o modo de atuação da corporação.
Além dos casos de crimes com uso de violência, os furtos também têm sido frequentes desde o pré-Carnaval e têm preocupado os foliões. Normalmente são situações em que a vítima não percebe a atuação dos bandidos e acaba sem conseguir denunciar ou acionar a polícia.

A advogada Cibele de Freitas Santos Dias, 35, foi uma das vítimas. Nessa quinta-feira (23), durante o bloco Roda de Timbau, no centro de Belo Horizonte, ela teve o celular roubado. O aparelho estava dentro de sua bolsa, que foi aberta pelos bandidos.

“Eles fizeram uma rodinha em frente ao bloco. Uma pequena confusão em que as pessoas ficaram muito espremidas. Nesse momento, levaram meu celular. Em seguida, a rodinha se dispersou, mas eu não conseguia distinguir quem foi que levou o meu celular”, contou.
Segundo a mulher, a partir de agora ela não sairá mais com bolsas durante o Carnaval. “Mesmo as fechadas não são seguras. Eles abrem, e a gente nem percebe na hora, lamentou.

   
24 de fevereiro às 17:47

Dr. Flávio Anselmo, o Sr. é um advogado! Lamentável o que escreveu sobre a corretíssima e legalíssima decisão do Ministro Marco Aurélio Melo, a quem rendo minhas homenagens nesta oportunidade!
TRINCHEIRA: Obrigado, Dr. Cláudio, que bom ser acompanhado por um dos delegados mais competentes da Polícia Civil de MG. Respeito sua opinião, porém fico com a minha. Com certeza foi correta, mas botou um PMD (Psicótico, Maníaco, Depressivo) na rua. Que ele comece logo a trabalhar ainda que no Montes Claros.


EVERTON LUIZ NOVA VÍTIMA DO RACISMO EUROPEU


Uma das imagens mais lamentáveis presenciadas no futebol mundial ocorreu no último final de semana, quando o brasileiro Everton Luiz saiu de campo às lágrimas após ouvir insultos racistas durante todo o jogo entre Partizan e Rad. As reações dos clubes, no entanto, foram bastante distintas para o caso.

Após as manifestações racistas, a organização do campeonato sérvio rapidamente entrou em cena e suspendeu a realização de partidas no estádio do Rad. O Partizan também emitiu uma nota: “As ações insensatas não são apenas racistas, mas também representam um ato de ódio contra o Partizan e todos os cidadãos da Sérvia”.

Por outro lado, nesta quinta-feira, a vice-presidente do Rad., Jelena Polic, mostrou uma atitude distinta quanto as manifestações racistas ocorridas e ampliou a polêmica do caso.
Por meio de sua conta no Facebook, a mandatária afirmou que Everton Luiz “deveria voltar ao Brasil e mostrar seus dedos escuros”.

Ao que parece, temos que respeitar os demais mais do que nós mesmos, já que o Partizan tem sete jogadores estrangeiros. E logo começam as lágrimas falsas, a história de ‘Amo a Servia e a vejo como minha casa’. Por que não volta ao Brasil e mostra seus dedos escuros?”falou mais a cartola.

EDSON  MOREIRA CONDENA SOLTURA DE BRUNO

O deputado federal Edson Moreira da Silva (PR) afirma que a soltura do goleiro Bruno Fernandes das Dores, de 32 anos, pode encerrar de vez a possibilidade de se encontrar o cadáver da modelo Eliza Samudio, dando a entender que providências para isso poderiam ser tomadas pelo condenado. "Soltando o Bruno é que esse cadáver nunca mais vai ser encontrado. Pode ter certeza disso, ele não vai deixar", afirma. O deputado foi o delegado que construiu o inquérito sobre o sequestro, morte e ocultação do cadáver da modelo.


a) Bruno no dia em que foi posto em liberdade; b) dr. Edson Moreira, deputado federal, indignado com a soltura de Bruno

Moreira não se conforma com a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello, que concedeu ao goleiro Bruno Fernandes das Dores o direito de aguardar o julgamento do habeas corpus contra sua prisão preventiva em liberdade. "Não faz sentido. Isso é uma decisão falha. O réu já foi condenado. Numa condenação em segunda instância já há o entendimento de que o réu deve ficar preso", afirma. O goleiro Bruno foi condenado como mandante do crime a 22 anos e três meses de prisão e cumpre a pena na Apac de Santa Luzia, na Grande BH.

O QUE ACONTECE COM O SENADOR ROMÁRIO:  emagreceu 15 quilos
Baixinho gordo e magérrimo

Em entrevista ao Fantástico, o Baixinho revelou que sofria com as complicações causadas pela diabetes e viu em um método novo a solução para seu problema. "Perdi uns 15 quilos nos primeiros dias. O objetivo não era apenas me deixar magro, é controlar a diabetes", disse Romário ao programa dominical.
Alguns médicos especialistas em emagrecimento se pronunciaram sobre esse tipo de procedimento. O próprio Conselho Regional de Medicina (CRM) explica que só deve ser realizado em pessoas com IMC (Índice de Massa Corporal) maior que 40, o que indica um grau de obesidade. Por isso o procedimento pelo qual passou Romário foi tão arriscado.

Uma opção inovadora- O sucesso da notícia do emagrecimento de Romário não se deve apenas pela imagem diferente do político. A procura por maneiras diferentes de emagrecer segue sendo um dos principais assuntos comentados na internet e métodos seguros para alcançar o corpo ideal são cada vez mais raros.

Nessa vertente, tratamentos orgânicos surgem como opção saudável e, dependendo da fórmula, até mesmo rápida para solucionar o problema da obesidade. Recentemente, chegou ao Brasil uma fórmula inovadora que reúne o poder dos superalimentos com termogênicos naturais.

Sucesso absoluto nos Estados Unidos, as cápsulas de
SlimCaps são a união de sementes de chia, cafeína, óleo de cártamo e outros nutrientes que aceleram a queima calórica naturalmente. Segundo depoimentos de usuários, é possível eliminar até 12kg em um intervalo de 30 dias.

Agindo diretamente no metabolismo, o tratamento de SlimCaps é dividido em duas fórmulas, uma para ser ingerida de dia e outra durante à noite. A primeira, acelera a queima calórica e reduz medidas; a segunda, serve para inibir o apetite e diminuir aquela vontade de comer besteira.

GALO SEM FOLIA NO TERREIRO JOGA EM GV

O sábado de carnaval vai ser também de futebol para o torcedor do Atlético. Em Governador Valadares, o time vai defender a liderança isolada do Estadual frente ao Democrata. O confronto começa às 16h30, no estádio Mammoud Abbas, o Mamudão.

O Galo lidera a competição com 12 pontos. É o único clube com 100% de aproveitamento. O Democrata-GV ocupa a 9ª posição, com apenas três pontos.

Apesar do clima festivo em todo o país, o técnico Roger Dias garante a equipe focada em buscar os três pontos:
Para encarar o Democrata, o treinador vai promover duas alterações na equipe. Na zaga, Leonardo Silva será poupado. O defensor não tem nenhum problema médico, mas vem de recente recuperação de lesão. Felipe Santana vai formar a zaga ao lado de Gabriel.

No ataque, Robinho ganhou a vaga de Cazares. Após se recuperar de uma pequena fratura, Robinho voltou ao time na partida passada, mas entrou apenas no segundo tempo. Agora, vai iniciar o jogo.

OUTROS JOGOS DE HOJE


- A quinta rodada do campeonato mineiro reserva pra hoje, ainda, os seguintes jogos: às 16h, Villa Nova x Tricordiano, sem o técnico Edinho que retornou à prisão em Santos;Cruzeiro x Caldense, no Mineirão, meia hora mais tarde; Tupi x URT, às 17h; América x Tombense, às 19h30; e amanhã, Uberlândia x América-TO, às 16 horas.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

GOLEIRO BRUNO CONSEGUE HABEAS CORPUS E DEVE DEIXAR A CADEIA

Ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu um habeas corpus que permite a saída de Bruno da prisão.




Conforme matéria escrita pelo repórter Guilherme Paranaíba e publicada no superesportes desta sexta-feira, 24, bruno, ex-goleiro do galo, flamengo e Corinthians, será libertado nesta data graças a um habeas corpus do STF, aquele mesmo órgão de justiça que protege os bandidos do lava jato.
Bruno foi condenado pelo sequestro, morte e ocultação do cadáver da modelo Eliza Samudio, vai pra rua com a sua arrogância e perigosa personalidade, antes de cumprir a pena imposta. .

O ministro marco Aurélio Mello, do supremo tribunal federal (STF), concedeu um habeas corpus que permite a saída do goleiro Bruno Fernandes da prisão na noite desta quinta-feira. A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa do STF na manhã desta sexta-feira.

O ministro deferiu o habeas corpus número 139612, que permite que bruno recorra de sua condenação pelo sequestro, morte e ocultação do cadáver da modelo Eliza Samudio em liberdade.

 segundo a assessoria do STF, Marco Aurélio argumentou que o recurso já estava há três anos sem apreciação e, portanto, deu a bruno o direito de continuar esperando essa análise solto.

Ainda segundo a assessoria, o documento é válido apenas se ele não estiver preso por outros crimes que não tenham relação com o caso Eliza samudio. Os trâmites de análise do alvará e liberação do goleiro cabem à vara de execuções penais de santa Luzia, já que bruno está preso na associação de proteção e assistência ao condenado (APAC) da cidade da grande BH.

O advogado Lúcio Adolfo, que representa bruno, disse que já está na APAC aguardando a liberação do cliente. "a expectativa é que ele seja liberado por volta do meio-dia", diz o defensor.

Trincheira: Enquanto isso a sociedade corre pra casa, reforça as fechaduras de portas e janelas, pois outro perigoso assassino está sendo colocado nas ruas pela justiça tupiniquim.

 

Secretário critica atlético por ideia contra à venda de mandos de campo.

A decisão, que partiu de uma sugestão da diretoria do atlético, gerou insatisfação no secretário do df, que disparou contra o clube mineiro: "o atlético, que liderou isso, acredita que só tem torcida em belo horizonte? Garanto que tem muitos no distrito federal, muitos deles meus amigos", disse Jaime recena em entrevista ao portal da ESPN.

A insatisfação do secretário de turismo do distrito federal é explicada pelo fato de o estádio nacional Mané Garrincha só receber jogos de expressão quando há venda de mando ou amistosos da seleção brasileira.

além do Mané Garrincha de Brasília, estádios como a arena das dunas, a arena Amazônia e a arena Pantanal também sofreriam com a nova regra. Jaime recena destacou ainda que a principais vítimas da proibição são as torcidas dos clubes residentes fora do estado de origem, que perderiam a oportunidade de assistir partidas dos times de coração.

Assim como o secretário de Brasília, o presidente do flamengo, Eduardo bandeira de melo, se mostrou contra a decisão dos clubes de proibir a venda dos mandos de campo.

"o Flamengo não votou a favor, tem torcida em todos os lugares. A decisão foi ruim porque inviabiliza três, quatro arenas da copa do mundo, que sobrevivem com jogos dos clubes de fora dos estados, principalmente o flamengo. Fomos absolutamente contrários, mas não tem nada a fazer", afirmou bandeira de Mello, ao fim da reunião na CBF.

Como ficou o galo

Para Daniel Nepomuceno, presidente do atlético, o grande problema é que alguns clubes passaram a se beneficiar tecnicamente com a venda de mandos em fases decisivas do brasileiro. Por isso, a maioria votou a favor da proibição.

"empresários apareceram para comprar os mandos. Santa cruz e América venderam o mando não com a intenção de levar público.e geraram inversão de mando. Isso que somos contra”,

Daniel Nepomuceno ao lembrou-se dos jogos entre América e palmeiras, em londrina-pr, em 9 de outubro, e santa cruz e Corinthians, em cuiabá-mt, em 12 de outubro, já na reta final do campeonato brasileiro do ano passado.




quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

 Secretário do DF critica Atlético por ideia que resultou em veto da venda de mandos de campo.


Estádio Mané Garrincha não receberá mais jogos dos times de outros estados
O secretário de turismo do governo do Distrito Federal, Jaime Recena, usou as redes sociais para criticar a decisão dos clubes, em conjunto com a CBF, de proibir a venda de mandos de campo nas Séries A e B do Brasileiro. Com a medida, as equipes ficaram impedidas de levar suas partidas para fora do estado de origem e uma das cidades mais atingidas será Brasília.
A decisão, que partiu de uma sugestão da diretoria do Atlético, gerou insatisfação no secretário do DF, que disparou contra o clube mineiro: "O Atlético, que liderou isso, acredita que só tem torcida em Belo Horizonte? Garanto que tem muitos no Distrito Federal, muitos deles meus amigos", disse Jaime Recena em entrevista ao portal da ESPN.

A insatisfação do secretário de turismo do Distrito Federal é explicada pelo fato de o Estádio Nacional Mané Garrincha só receber jogos de expressão quando há venda de mando ou amistosos da Seleção Brasileira. Os clubes da capital federal e do DF levam públicos diminutos a campo. O estádio foi reconstruído para receber partidas da Copa do Mundo de 2014 e se transformou em “elefante branco” apesar dos investimentos na ordem de R$ 1,7 bilhão. Atualmente, o Mané também depende de amistosos e shows musicais para reduzir os prejuízos de sua manutenção.

Além do Mané Garrincha, estádios como a Arena das Dunas, a Arena Amazônia e a Arena Pantanal também sofreriam com a nova regra. Jaime Recena destacou ainda que a principais vítimas da proibição são as torcidas dos clubes residentes fora do estado de origem, que perderiam a oportunidade de assistir partidas dos times de coração.

Secretário lamentou decisão dos clubes
"Essa semana, alguns clubes da 1ª divisão do Campeonato Brasileiro decidiram acabar com a possibilidade da equipe mandante de mudar o local da partida. Essa decisão prejudica principalmente os torcedores dessas próprias equipes que moram em outros estados. O maior patrimônio de um clube são os seus torcedores. Acordem!!! Até quando esses cartolas continuarão com decisões equivocadas como essa?", escreveu nas redes sociais.

Assim como o secretário de Brasília, o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Melo, se mostrou contra a decisão dos clubes de proibir a venda dos mandos de campo.

"O Flamengo não votou a favor, tem torcida em todos os lugares. A decisão foi ruim porque inviabiliza três, quatro arenas da Copa do Mundo, que sobrevivem com jogos dos clubes de fora dos estados, principalmente o Flamengo. Fomos absolutamente contrários, mas não tem nada a fazer", afirmou Bandeira de Mello, ao fim da reunião na CBF.

Posição do Atlético

Para Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético, o grande problema é que alguns clubes passaram a se beneficiar tecnicamente com a venda de mandos em fases decisivas do Brasileiro. Por isso, a maioria votou a favor da proibição.

“A ideia de levar o time para jogar em outras praças é linda, mas o que aconteceu na prática foi que clubes que não tinham mais o que disputar venderam o mando por questão financeira e inverteram o mando. Isso é contra qualquer fair play".

"Empresários apareceram para comprar os mandos. Santa Cruz e América venderam o mando não com a intenção de levar público. Acaba gerando inversão de mando. Isso que somos contra”,

Argumentou Daniel Nepomuceno ao lembrar, por exemplo, dos jogos entre América e Palmeiras, em Londrina-PR, em 9 de outubro, e Santa Cruz e Corinthians, em Cuiabá-MT, em 12 de outubro, já na reta final do Campeonato Brasileiro do ano passado. Nas duas ocasiões, os visitantes tiveram mais torcedores.



terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

MORTE E AMOR NOS VERDES CAMPOS DO VALE
2º Capítulo

o quadro geral era feio, como Lucas teve chance de presenciar lá do alto, mais perto do curral central da Fazenda El Dorado: Janete estava estirada num monte de feno, sendo abanada pelo Pai, de um lado, e pelo capataz do rancho do outro, ambos com toalhas do potro Caibi. O capataz era quem menos abanava, pois parecia muito apavorado, entrando e saindo do estábulo. O pai da moça gritava enquanto abanava, pedindo a presença de um médico urgente ou de uma ambulância. Ou mesmo um carro qualquer que pudesse levar Janete para o hospital da cidade - Ao mesmo tempo, zoava bem alto: "Cadê a veterinária gente, que demora pô!"
Lucas chegou em disparada, pulou da sela antes do cavalo parar, e com incrível facilidade pegou Janete no colo e pediu ao sogro que trouxesse a Caminhonete e entrasse pela porta da direita e sentasse na poltrona do carona. Pelo lado do motorista, entrou com a noiva ainda nos braços, ajeitou-a deitada com  a cabeça no colo do sogro. Tomou conta do volante, colocou as pernas de Janete no seu colo, ligou o carro e partiu cantando pneus.
À saída da Fazenda, cruzou com a PICK UP de Janinha, a veterinária, e trocaram palavras rapidamente. "Vou levar Janete ao hospital e deixei Caibi descansando no estábulo. Ele, também, está mal: foi picado por uma cascavel; tomamos as primeiras providências apenas e aplicamos um antídoto aleatório", falou Lucas.
-"Vá e volte rapidamente depois de providenciar toda assistência médica para Janete. Preciso conversar com você, mesmo não sendo agora o melhor momento" - gritou Janinha
Lucas botou a cabeça para fora do carro e retrucou na mesma altura:

"Cuide de Caibi, estarei de volta em menos de uma hora. Faça o possível e o impossível pra que o potro de Janete sobreviva. O problema é que não deu pra ver qual foi o tipo de cobra que o mordeu."
Encucado com a manifestação de Janinha, o rapaz, enquanto dirigia com calma e atento à estrada, desviando dos buracos, relembrava sua última briga com Janinha e que teria provocado o rompimento do namoro deles. Ainda continuava a taxar a discussão de fútil e desnecessária.
Começou  com a Janinha enviando-lhe uma mensagem pela internet afirmando que ele, Lucas, andava estranho, nervoso, esquecendo-a muito no Menseger, e que não lhe dava a atenção devida. Estava longe do homem que ela esperou por 40 anos, amando-o e na expectativa de torná-lo seu marido, realmente forte, educado e que lhe desse garantia e confiança no resto da vida. Seu atual estilo opressor não a agradava mais e assim preferia romper a relação.
Até naquele remoer de pensamentos negativos, Lucas sentiu-se humilhado quando Janinha falou em marido, macho que a desse apoio e força. O mote da discussão foi este: Janinha avisou Lucas que iria viajar por uns dias a fim de descansar. Iria para uma praia carioca chamada de Praia Seca com alguns parentes. Lucas teve uma crise de ciúmes e respondeu à namorada que conhecia a dita praia, cuja principal atração era um luxuoso motel em quase toda sua extensão.
E em letras maiúsculas, como se estivesse gritando, agrediu verbalmente à ex-namorada: " Tá bom, saia então à cata de homens machos neste carnaval e nesta praia."Bateu forte o telefone, sem chance de Janinha responder.
Interessante que, antes da discussão pegar fogo, Lucas havia concordado com a viagem de Janinha, após ela informar que não iria mais e que preferia atendê-lo. Lucas retrucou: "Não, Menina, não faça isso. Vá sim. Você precisa descansar e muito, fugir desta dura rotina aí de sua casa, cuidando de sua Mãe, e das coisas domésticas. Foi então que Janinha, respondeu sobre precisar de um marido macho, que lhe desse o devido apoio. Sem entender nada, Lucas respondeu agressivamente e bateu de novo o telefone.
(Fim do 2º episódio - na próxima semana, o 3º e último)

PRECISO DE SEU BEIJO -14/2/2017

Não é mero combustível pra minh'alma!
Não é simples carvão que aumente o fogo dos meus desejos.
Mas é como saciar as ansiedades que me corroem,
algo que queima minhas calorias.
O beijo molhado elimina as bactérias de minha boca
Se em ti, fazem-na indomada e quase louca
Em mim, cada instante, alonga meus dias
e como  centenas de tratores na abertura de estrada
me movem aos lados e me moem
Por isso, como viver sem você?
Sai tudo isso e fica tremendo frio,
um mundo sem resposta.
Sem brisa a favor, sem amor enfim.
Se a mesma posta,
sem cama arrumada à nossa espera.
Olho o Céu igualmente vazio,
 sumiram as estrelas
A terra fica quadrada,
Não há mais nada, nada.
Ao meu redor só perfume.
Não das rosas, da natureza, ou os artificiais.
Só o perfume de seu corpo.
Não há a luz de seus olhos,
apenas o multicor de um arco Iris morto
Seus olhos são  cachoeira de lágrimas.
Que rolam e se misturam aos meus pelos
E seus cabelos

ATÉ PORRE DE GALVÃO VIRA MANCHETE
A coluna de Mônica Bergamo na edição de domingo (19) da ‘Folha de S. Paulo’ teve como personagem o produtor de eventos José Victor Oliva, chamado de ‘Rei do camarote’ por comandar um dos espaços mais disputados no sambódromo carioca.
Ouvido pelo repórter Chico Felitti, o festeiro fez revelações a respeito do comportamento de alguns famosos. O principal e mais polêmico narrador esportivo da televisão brasileira foi citado.
 “Teve um Carnaval em que o Galvão Bueno bebeu tanto, mas tanto, que tive que ir pra ambulância com ele”, contou Oliva. “Fodeu meu Carnaval.”
A coluna da ‘Folha’ informa ter feito contato com o apresentador, mas ele não quis comentar o episódio. Vários sites reproduziram o relato da bebedeira na Sapucaí.
O destaque dado a Galvão na matéria e a repercussão imediata na internet reforçam seu status de celebridade. Ele é o mais midiático de todos os narradores.
Foi capa de várias revistas – ‘Veja São Paulo’, ‘Alpha’, ‘Placar’ – e costuma participar de programas de entretenimento como atração principal, como ocorreu na estreia do ‘Adnight’ de Marcelo Adnet, no ano passado.
O apresentador possui um fã-clube mais numeroso do que o de muitos jogadores, assim como coleciona incontáveis desafetos. Seu slogan poderia ser ‘ame-o ou deixe-o’.
Irreverente e passional, controverso e vaidoso, Galvão Bueno se tornou pop. Atrai quem gosta dele e também aqueles que o detestam e fazem questão de assisti-lo na TV para falar mal depois. Ou seja, garantia de audiência.
O lado ‘pai, marido e empresário’ também interessa à mídia. O estilo de vida do narrador já foi mostrado na ‘Caras’ e ‘Contigo’, e até questões pessoais, como um contestado processo por não pagamento de IPTU e uma suposta dívida bancária de 30 milhões de reais, geraram manchetes.
E ele sabe aproveitar essa valiosa visibilidade para promover seus negócios. Os vinhos com sua marca, por exemplo, ganham sempre publicidade espontânea na imprensa.
Galvão Bueno é, ele próprio, a notícia. E quanto mais aparece, mais indispensável se torna para a Globo. Afinal, a imagem dele está indissociável dos grandes eventos esportivos transmitidos pela emissora.




sábado, 11 de fevereiro de 2017

TORCIDA NÃO ACEITA NOVAS CONDIÇÕES DO CRUZEIRO


 

Cruzeiro tem jogado pra público menor que cinco mil torcedores como não acontece há tempos. Sabem por quê? Por causa das novas condições estabelecidas pela cartolagem pros sócios do futebol e elas não foram bem-aceitas. Pelo menos é o que indicaram os públicos registrados nos jogos contra Tricordiano (domingo, pelo Campeonato Mineiro) e Chapecoense (quinta-feira, pela Primeira Liga). Nessas partidas, o número de torcedores pagantes foi inferior a cinco mil: 4.612 e 4.834, respectivamente.


A justificativa dada pelo Cruzeiro é que o clube perdeu arrecadação com torcedores que abriram mão da renovação do programa e passaram a comprar ingressos de outros sócios. De fato, o time sofreu queda brusca no número de clientes: caiu de mais de 78 mil para cerca de 60 mil, segundo o departamento de marketing. No Torcedômetro do Movimento por um futebol melhor estão cadastrados 50,1 mil sócios cruzeirenses.

Com a estratégia de limitar o benefício para recuperar os sócios perdidos, o Cruzeiro só conseguiu vender quantidade significativa de ingressos no clássico com o Atlético – jogo de grande apelo público disputado em 1º de fevereiro. Na vitória por 1 a 0 sobre o maior rival, 18.648 dos 39.440 bilhetes negociados pelos clubes foram adquiridos por cruzeirenses. Somadas as entradas de camarotes e tribuna, o número foi de 39.811 pagantes.

 

TRINCHEIRA: Tô aqui, mascando a minha goiabinha vermelha de Rio Casca e matutando: o que passou pela cabeça da cartolagem azul pra fazer tal mudança que afastou a torcida? IDEIA de time pequeno?

 

 

FIM DE CASO ENTRE PRATTO E GALO

 

Há dias, ou meses, que Lucas Pratto descobriu a música de Dolores Duran, incrível Dolores, cuja letra diz o seguinte:

Eu desconfio, 
Que nosso caso está na hora de acabar.
Há um adeus em cada gesto, em cada olhar,
O que não temos é coragem de falar.
Nos já tivemos a nossa fase de carinho apaixonado
De fazer verso,
De viver sempre abraçados.
Naquela base do eu só vou se você for.
Mas de repente, 
fomos ficando cada dia mais sozinhos.
Embora juntos,
cada qual tem seu caminho.
E já não temos nem vontade de brigar...
Tenho pensado,
E Deus permita que eu esteja errada. 
Ah, eu estou.
Eu estou desconfiada
que o nosso caso está na hora de acabar
...

 

E chegou ao fim mesmo. Lucas Pratto, ídolo da Massa Alvinegra, goleador do Galo, já apaixonado com o clube e com a torcida, foi embora pro São Paulo negociado por ume pequena fortuna.

Agradou ao Atlético, que reforçou o adversário, e ao atleta que não sairá do Brasil e nem se afundará nas lamas do futebol chinês. Lucas Pratto representa a terceira transação mais cara entre dois times do futebol tupiniquim: para tirar Pratto do Atlético-MG, o São Paulo desembolsou 6,2 milhões de euros (R$ 20,7 milhões) por 50% de seus direitos econômicos. Ele assinou um contrato de quatro anos com o clube do Morumbi. Esta, até o momento, foi a contratação mais cara do Tricolor para o ano de 2017.

 

Após a vitória por 2 a 0 sobre o Joinville, pela segunda rodada da fase de grupos da Primeira Liga, os alvinegros começaram a preparação para o duelo contra o Uberlândia, amanhã, em BH. Os triangulinos são segundos colocados do Campeonato Mineiro. O jogo marca o encontro dos dois times mais bem posicionados na tabela - o Galo lidera a competição por conta do maior saldo de gols.

Apesar do bom momento da equipe, o treino marcou um momento triste para a torcida alvinegra: foi a primeira atividade desde a negociação de Lucas Pratto.

 

TRINCHEIRA- As viúvas de Pratto agora precisam entender que o goleador é página virada: foi embora. No seu lugar ficam Fred e Robinho, duas máquina.

TRONO DE OURO

A fortuna de Michael Jordan, ganha no basquete americano, é de chocar. Tanto que ele vai pros jogos da NBA com uma cadeira especial dourada. A popularidade da NBA está em alta, e com ela, os jogadores de basquete estão ganhando mais dinheiro do que nunca.

Enquanto alguns ganham seus salários, fazendo grandes espetáculos todas as noites, outros lucram com o doce dinheiro garantido do contrato da liga. Isto nem sequer inclui todo o dinheiro que os jogadores ganham com os endossos. É claro que, com este dinheiro, vem o poder de compra para poder-se adquirir umas coisas bem luxuosas.

RODADA DO MINEIRO 

A terceira rodada do campeonato mineiro, além de Tupi x Cruzeiro neste sábado, tem Villa Nova x América-TO, Tombense x Tricordiano; e à noite, em Poços de Caldas, Caldense x América.

No domingo, o Uberlândia que faz bela campanha, enfrenta o Atlético em BH, enquanto URT x Democrata Pantera se defrontam em Patos de Minas.



Livre de vírus. www.avast.com.