sexta-feira, 24 de março de 2017

TITE TIROU BRASIL DO BURACO: GOLEADA SOBRE URUGUAI MOSTRA QUE ESTAMOS, DE NOVO, ENTRE AS MELHORES SELEÇÕES DO MUNDO.


Céus, o que a Seleção Brasileira sob o comando de Tite aprontou na noite desta quarta-feira, no Estádio Centenário de Montevidéu, goleando o Uruguai com incrível facilidade e técnica por 4 a 1 recuperou em definitivo nossa crença e certeza em dois fatos: entramos, de novo, no páreo dos melhores do mundo, e que, finalmente, a CBF acertou na escolha do treinador pro escrete.
Desta vez convocou alguém que conhece do riscado e que demonstrou em várias oportunidades nos times onde trabalhou que é forjado na mesma têmpera de Telê Santana e, portanto, historicamente, no momento, o nosso futebol e comanda a briga por vaga na lista dos melhores do mundo.
Em qual time você, meu amigo, que acompanha o futebol de perto, viu o apoiador na função de segundo volante fazer três gols num jogo como Paulinho marcou diante os uruguaios? No primeiro, tudo bem, chutou da intermediária uma bomba de 100 kms no ângulo de meta de Martim, goleiro do Vasco servindo à Seleção Uruguaia.

No segundo e no terceiro gols, Paulinho apareceu na situação de centroavante matador, pois trocara no andamento do jogo de posição no campo com Firmino. Neymar deixou sua marca, também, em alto estilo,  aplicando lençol no goleirão. Além de tudo, a goleada foi de virada, o Brasil começou levando 1 a 0, gol de pênalti cometido pelo nosso goleiro Alisson e cobrado por Cavani.

MANO MUDA CRUZEIRO NO PARQUE DO SABIÁ CONTRA UBERLÂNDIA

Depois de mais de um mês em espera, Ramón Ábila enfim ganhará nova oportunidade entre os titulares do Cruzeiro. No treino preparatório para o jogo contra o Uberlândia, Mano Menezes utilizou- o como centroavante.

Precisou mudar outras peças: Rafael Sobis, que era a referência no ataque, foi recuado para a função habitualmente de Arrascaeta, que na Seleção Uruguaia. Já  Thiago Neves substituirá Robinho e será invertido pro direito do meio-campo.

Os cinco jogos recentes de Ábila pelo Cruzeiro foram na condição de suplente. Ele marcou um gol – na vitória por 2 a 0 sobre o Murici-AL, dia 8 de março, pelo jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Wanchope também balançou a rede na última vez como titular – empate por 1 a 1 com a URT, no Zama Maciel, pela quarta rodada do Campeonato Mineiro, em 18 de fevereiro.

Contando jogos oficiais e amistosos, Ábila tem sete gols em 11 partidas pelo Cruzeiro na temporada 2017. O duelo com o Uberlândia – segunda-feira, às 20h, no Parque do Sabiá, pela nona rodada do Estadual – será o 40º do centroavante defendendo o clube celeste. Ele soma 19 tentos.

COELHO TERÁ OUTRA CARA CONTRA TRICORDIANO NESTE SÁBADO

O atacante Rubens será a novidade do América na partida deste sábado, contra o Tricordiano, às seis e meia da noite, no Independência, pela 9ª rodada do Campeonato Mineiro. No treinamento desta sexta-feira, no CT Lanna Drumond, o técnico Enderson Moreira manteve o jogador na equipe titular, com o experiente Hugo Almeida entre os reservas.

Durante a semana, Hugo reclamou de dores na coxa.
Promovido ao time profissional do Coelho no fim de 2014 pelo ex-técnico do time, Givanildo e Oliveira, Rubens disputou cinco partidas em 2017, mas não marcou gol.Ele vai formar dupla de ataque com Mike. 
O zagueiro Rafael Lima, que foi poupado da atividade de quinta-feira, participou normalmente do treino desta sexta e está confirmado na equipe. O América deve encarar o Tricordiano com João Ricardo; Alex Dias, Rafael Lima, Messias e Pará; Gustavo Blanco, Juninho, Christian e Renan Oliveira; Mike e Rubens.

SAMPAOLI  QUER GANSO FORA DO SEVILHA

Paulo Henrique Ganso voltou às manchetes nesta sexta-feira. E de forma negativa. O jornal "Marca" afirma que uma das condições impostas por Jorge Sampaoli para renovar com o Sevilla é a saída do meia brasileiro.
Com poucas chances na equipe de Andaluzia, Ganso não está nos planos de Sampaoli para a próxima temporada - a última do comandante de acordo com o seu vínculo atual.

ABRAM OS OLHOS COM REFORMA DA PREVIDÊNCIA, AVISA CNBB.
A proposta de reforma da Previdência de Michel Temer e Henrique Meirelles, que deixa milhões de brasileiros sem aposentadoria e sem nenhum tipo de proteção social, acaba de receber um duro golpe; em nota, a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) assumiu sua posição contrária à reforma que, além da idade mínima de 65 anos, exige 49 anos de contribuição para o benefício integral, num país que, ontem, decidiu matar a CLT e precarizar de vez as relações de trabalho.
Na nota, os bispos lembram que a previdência "não é uma concessão governamental ou um privilégio", mas sim um direito assegurado na Constituição de 1988; no documento, o cardeal Sergio da Rocha, o arcebispo Murilo Krieger e o bispo Leonardo Steiner convocam os "cristãos e pessoas de boa vontade" a se mobilizarem; "Deus nos abençoe", diz ainda o documento; no último dia 15, mais de 1 milhão de brasileiros foram às ruas contra o fim das aposentadorias.
É MAIS UM GOLPE

Presidente nacional do PSDB aparece novamente nas delações da Odebrecht; segundo o site BuzzFeed, o empresário Alexandre Acioli, dono da academia Bodytech, foi apontado na delação da Odebrecht como sendo uma espécie de laranja de Aécio, ao fornecer uma conta fora do país para o tucano receber propina; caso estaria ligado à construção da hidrelétrica Santo Antônio, em Rondônia; o projeto é de 2007, quando Aécio era governador de Minas Gerais e colocou a estatal Cemig como sócia do negócio; pelo menos dois delatores da Odebrecht falaram da obra; em delação, Marcelo Odebrecht disse ter acertado um repasse de R$ 50 milhões para Aécio, em troca do apoio e da participação da Cemig e de Furnas no leilão de uma das usinas do Rio Madeira
Presidente deposta pelo golpe, Dilma Rousseff repudia aprovação da Lei da Terceirização; ela afirma que projeto retira direitos históricos conquistados pelos trabalhadores desde a época de Getúlio Vargas; "Só esse golpe parlamentar que aprovou meu impeachment sem crime de responsabilidade poderia viabilizar uma legislação neoliberal concebida na época de FHC"; Dilma expõe ainda o artifício usado por Michel Temer para vender a nova lei como algo benéfico para os trabalhadores; "Com a desculpa de proteger 11 milhões de trabalhadores, hoje terceirizados, vivendo com trabalho precário e salários baixos, terceirizam toda a população trabalhadora do nosso País. É mais um golpe"

MARIANO, EX-CRUZEIRO E GALO, CONVOCADO
técnico Tite convocou nesta sexta-feira o lateral-direito Mariano, do Sevilla, para o jogo que a seleção brasileira fará com o Paraguai, na próxima terça, no Itaquerão, em São Paulo, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. O jogador, pernambucano, da cidade de São João, teve passagem de destaque pelo Fluminense, vai ocupar a vaga de Daniel Alves, suspenso por ter recebido o segundo cartão amarelo na vitória por 4 a 1 sobre o Uruguai, na noite de quinta, em Montevidéu.

Mariano tem 30 anos e começou a carreira no Guarani e passou por Ipatinga, Atlético e Cruzeiro. O lateral foi observado pela comissão técnica nos últimos meses, em visitas à Espanha para ver de perto o desempenho do atleta tanto nos treinos como nos jogos, já que ele é titular no Sevilla, onde está há quase dois anos.

O coordenador de seleções da CBF, Edu Gaspar, entrou em contato com a diretoria do clube espanhol para conseguir a liberação do atleta. O procedimento foi necessário porque a Fifa pede que jogadores de clubes europeus sejam chamados até 15 dias antes da data de apresentação. Porém, com o aval do Sevilla, Mariano está liberado e vai se apresentar ao elenco neste sábado, em São Paulo.

TRINCHEIRA: Não me perguntem  o que achei da convocação de Mariano. Não achei nada. Ele é fraco, gostaria mais de ver o lateral direito do Galo, Marcos Rocha, naquela vaga. Tem mais estilo europeu.



quinta-feira, 23 de março de 2017

URUGUAI X BRASIL NESTA QUINTA FEIRA É DE DECISÃO.


DECIDE NOSSA IDA À COPA, POR ISSO ME METE MEDO: CONHEÇO BEM O CENTENÁRIO DE MONTEVIDÉU.

Tudo bem que o Uruguai não vence o Brasil há 15 anos e que o escrete de Tite é líder das eliminatórias da Copa do Mundo na Rússia, precisando tão somente de um empate pra chegar lá.


Mas é nessa hora que os uruguaios fazem medo na gente; quando oprimidos, desacreditados tornam-se mais perigosos e arrancam uma alma nova, vibrante, lá do fundo e trucidam os adversários em qualquer parte do mundo. Que os deuses do futebol estejam do nosso lado esta noite, no estádio Centenário de Montevidéu. Vamos lá, Tite!

quarta-feira, 22 de março de 2017

É CONTRA URUGUAI QUE BRASIL BUSCA UM PONTO PRA CLASSIFICAÇÃO NA COPA DA RÚSSIA.

O técnico Tite mantém escondida a escalação do Brasil pro confronto contra o Uruguai, nesta quinta-feira à noite, no Estádio Monumental de Montevidéu, na busca de bater o martelo como dono de uma das quatro vagas sul-americanas pra Copa da Rússia.  Apenas o empate, mesmo sem gols, classifica a Seleção Tupiniquim.

Mano completa nesta partida 200 dias da estreia com vitória por  3 a 0 sobre o Equador; e nove meses de oficialização no cargo num dia de trabalho marcado pelo ambiente tranquilo, conquistado com os resultados obtidos desde a sua chegada.

Os treinos que visam as partidas contra o Uruguai, em Montevidéu, na quinta-feira, e o Paraguai, na próxima terça, em São Paulo, começaram onde o treinador se sente mais à vontade. O CT do Corinthians foi o endereço escolhido pro primeiro dia. Tite trabalhou no local durante seis temporadas, fez sucesso, ganhou seis títulos e agora retorna como técnico da Seleção Brasileira.

As seis vitórias consecutivas obtidas nas Eliminatórias e as convocações quase sem surpresas dão respaldo à esta segurança, um contraponto à pressão vivida pela seleção após jogar a Copa de 2014 em casa e, depois, pelos resultados ruins em jogos oficiais da ‘era’ Dunga.

Até agora Tite fez quatro convocações nas Eliminatórias, com 36 jogadores chamados. O número é baixo, afinal, como cada lista contém 23 nomes, a seleção poderia ter explorado nesse último período  quantidade bem maior de opções - 96.

Isso mostra o quanto a equipe inicia o ano que antecede à Copa da Rússia com base definida e poucas surpresas nas convocações. Nesta última, por exemplo, as novidades foram apenas Diego, Diego Souza, Dudu e Éderson.

MANO VERSUS SALDANHA

A equipe titular nas duas próximas partidas guarda apenas uma dúvida. Gabriel Jesus, machucado, deve ser substituído por Firmino, enquanto as dez outras posições já parecem definidas e livres de questionamentos.

Se a Seleção parece tão perto da Copa, Tite tem pelo menos mais um motivo pra mobilizar o elenco. Caso ganhe do Uruguai, a equipe nacional chegará à sétima vitória consecutiva e baterá o próprio recorde em Eliminatórias. A marca atual é dividida entre o elenco de Tite e os comandados por João Saldanha na busca por vaga na Copa de 1970.

TRINCHEIRA - E agora ninguém mais discute quanto à necessidade de a Seleção Brasileira ter treinador experiente e capaz, longe desta mania tola e absurda da CBF de testar ex-jogadores recém aposentados.

CRUZEIRO PRECISAVA DO EMPATE E JOGOU PRA EMPATAR COM O JOINVILLE.

Formado por reservas, o Cruzeiro abusou do direito de perder gols e empatou por 0 a 0 com o Joinville, nesta terça-feira, na Arena Joinville, em Santa Catarina, pela terceira rodada do Grupo C da Primeira Liga. Em entrevista à Rádio Itatiaia, o técnico Mano Menezes mostrou contentamento com o volume de jogo apresentado, porém se chateou com as inúmeras chances
desperdiçadas.

Os tipos de oportunidades que perdemos hoje nem tem explicação; pois os jogadores têm qualidade técnica. Nosso time bateu muito embaixo da bola em alguns lances, o Raniel driblou o goleiro e meteu a bola ao poste, chegamos atrasado com o Elber, o Alex chutou por cima, o Fabrício também teve duas chances cara a cara... não é deficiência técnica, mas há momentos que são mais delicados no futebol e precisamos saber entender”.

Apesar da frustração causada pelo primeiro jogo sem fazer gol em 2017, Mano aprovou a condição de dar ritmo aos atletas pouco aproveitados até aqui.

Mano analisou: “Hoje foi importante para dar ritmo aos jogadores. Logo precisaremos de quem substitua Henrique e Robinho. Queríamos ter vencido pra dar confiança a eles, mas a parte da rodagem foi importante”.

Classificado pras quartas de final da Primeira Liga, que serão disputadas em agosto, o Cruzeiro volta as atenções ao Campeonato Mineiro. Na próxima segunda-feira, às 20h, a Raposa enfrentará o Uberlândia no Parque do Sabiá, pela nona rodada da competição.

CRUZEIRO SONHA COM EVERTON RIBEIRO

O Cruzeiro evita criar expectativa em seu torcedor, mas também não descarta repatriar o meia Everton Ribeiro, de 27 anos, jogador do Al-Ahli-EAU, desde que em condições dentro da realidade do futebol brasileiro. Nesta terça-feira, informações de que o jogador gostaria de retornar ao Brasil e que clubes nacionais já teriam apresentado ofertas agitaram as redes sociais.



segunda-feira, 20 de março de 2017

MUDANÇA DE ESTATUTOS DO CRUZEIRO GANHA OPOSIÇÃO FORTE COM PERRELA CANDIDATO


Enquanto o Cruzeiro colhe bons resultados dentro de campo e começa 2017 de maneira invicta (13 vitórias e dois empates), o cenário político segue agitado em função do ano eleitoral. Depois de o vice-presidente de futebol Bruno Vicintin ter se mostrado favorável à mudança de estatuto que poderia lhe dar condições de concorrer à presidência no fim do ano.

O superintendente de futebol Sérgio Santos Rodrigues apresentou posição diferente e elaborou manifesto contrário às chances de alteração na redação das normas do clube. Para sustentar a tese, Rodrigues – conselheiro nato pelo terceiro mandato – contou com o apoio de vários juristas que também fazem parte do conselho deliberativo, entre eles o presidente João Carlos Gontijo de Amorim.

O manifesto defende a imposição de vários requisitos para a candidatura à presidência e a necessidade de uma instituição ser regida de maneira “sólida e não suscetível a mudanças casuísticas”. O documento ainda cita o “Princípio da anualidade eleitoral”, criado em 1993 para garantir segurança jurídica nas eleições no Brasil. Segundo o artigo 16 da Constituição Federal, “a lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência”. Embora no estatuto do Cruzeiro não exista nada que obrigue o cumprimento dessa regra, Sérgio Santos Rodrigues acredita que eventuais modificações às vésperas da eleição seriam negativas para a imagem do clube.

“Não é em razão de A ou B, mas como o estatuto já foi alterado em 2011 de forma debatida e aprovada por todos, sou contra uma nova mudança às vésperas da eleição atual. Esse estatuto, à época, foi mudado pelo doutor Gilvan, pelo doutor José Francisco Lemos, pelo Bruno Vicintin – todos eles votaram e aprovaram. Causa insegurança se alterar novamente o estatuto duas eleições depois. Para se ter uma ideia, na última mudança, em 2011, o Zezé Perrella (ex-presidente) não queria mudar o estatuto, não queria torná-lo mais rígido. Ele foi contra".

-" Mas a maioria aprovou, incluindo as pessoas que hoje estão na diretoria e se mostram favoráveis a alterá-lo novamente”, diz o dirigente à reportagem do Superesportes. Ele também dá a entender que o Cruzeiro segue os moldes da legislação eleitoral brasileira. “Pelo princípio da anualidade eleitoral, mesmo que o estatuto seja alterado, pela lei ele só entrará em vigor um ano depois das próximas eleições. Não adiantaria mudar agora. Por isso, caso seja mudado, que não se mude o estatuto em cima da hora”.

Como o estatuto do Cruzeiro só permite que conselheiros beneméritos (ex-presidentes do clube e do conselho deliberativo) e natos se candidatem à presidência, Bruno Vicintin – que é associado conselheiro – não tem direito a disputar o pleito. E o processo para mudança estatutária, segundo Sérgio Santos Rodrigues, passa por decisão coletiva:

Quem muda estatuto não é presidente e sim a assembleia geral. O poder para convocar a assembleia geral é do presidente do conselho. Quem aprova as mudanças é a assembleia geral, e não o presidente do clube. Por isso é distorcida a ideia de que o presidente modifica o estatuto se quiser. Hoje, para se mudar o estatuto, primeiro tem que saber quem é o conselheiro que pediu a alteração e que a submeterá à assembleia geral”.

APOIO A ZEZÉ PERRELLA

Por meio do perfil no Twitter, o senador da República Zezé Perrella, presidente do Cruzeiro entre 1995 e 2002 e de 2009 a 2011, anunciou que tentará o retorno ao comando do clube para o triênio 2018/2019/2020 – mesmo com o mandato no senado em vigência até dezembro do ano que vem. Sérgio Santos Rodrigues, integrante da diretoria de Gilvan de Pinho Tavares, declara que apoiará Perrella, de quem é advogado e amigo.

”Dentro do clube, o meu posicionamento é esse, todos sabem. Inclusive o doutor Gilvan. Nunca escondi que eu apoiaria o Perrella. Foi ele que me levou ao Cruzeiro, temos uma amizade de família, sou advogado do Zezé, e eu o considero ideal para comandar o Cruzeiro novamente. O meu apoio ao Zezé decorre de acreditar em coisas que nós conversamos, de projetos que ele tem e eu aprovo totalmente, como programar política de metas, fazer planejamento estratégico, modernizar a gestão e adotar métodos empresariais dentro do Cruzeiro”, ressalta.

“Desde o começo, o Gilvan sabe que, se o Perrella fosse candidato, ele teria o meu apoio. Nunca escondi isso de ninguém. E isso não impede que eu seja amigo do Gilvan. Sou grato a ele por me levar para a superintendência de futebol. O fato de eu apoiar o Zezé e entender que ele é a melhor alternativa, não impede que eu goste e tenha carinho pelo doutor Gilvan”.

Sérgio Rodrigues ainda rechaça o rótulo de “opositor” a Gilvan de Pinho Tavares com o argumento de que o mandatário foi eleito no Cruzeiro graças ao apoio de Perrella. “Acho estranho falarem que sou oposição dentro do Cruzeiro. Se eu sou, então todos lá são, porque a maioria absoluta da diretoria do presidente Gilvan é a mesma diretoria levada ao clube pelo Zezé.

 Basta citar Marcone Barbosa no marketing, Guilherme Mendes na comunicação, Benecy Queiroz, supervisor, e o próprio Gilvan se tornou presidente apoiado pelo Zezé. Se falam que sou oposição por apoiar o Zezé, então que falem de todos. Isso me causa estranheza. As exceções são Bruno Vicintin (vice de futebol), Toninho (Antônio Assunção, diretor da base), Tinga (gerente de futebol) e o Klauss Câmara (diretor de futebol). Noventa e oito por cento (98%) da diretoria executiva é a mesma da época do Zezé”.

Além de Sérgio Santos Rodrigues, o manifesto contrário à mudança do Estatuto é assinado pelos conselheiros Antônio de Pádua Oliveira, Antônio Sérvulo dos Santos, Décio Freire,  Édson Potsch Magalhães Neto, Giovanni José Pereira, Igor Campos de Oliveira Pires, João Carlos Gontijo Amorim, Joaquim Herculano Rodrigues, José Eustáquio Lucas Pereira, Luciano Santos Lopes, Luiz Audebert Delage Filho, Mauro Soares de Freitas, Nelson Missias de Morais, Osmando Almeida, Sérgio Murilo Braga e Wanderley Salgado de Paiva.

MANIFESTO CONTRA MUDANÇA DE ESTATUTO DO CRUZEIRO


Cientes de movimentações para modificar o estatuto do nosso Cruzeiro Esporte Clube, nós, Conselheiros de formação jurídica do clube fazemos este manifesto em forma de carta aberta para reflexão de nossos pares.

É sabido que o país passa para uma mudança de mentalidade, esperada há anos, rumo não só à moralidade plena, mas também à credibilidade maior das instituições.

Uma das coisas mais valorosas para garantir a perenidade de uma instituição é uma norma que a rege sólida e não suscetível a mudanças casuísticas.

Após muita reflexão, a norma maior do nosso Cruzeiro, que é seu estatuto, recebeu recente modificação que visou impor mais requisitos para que qualquer pessoa se candidate à Presidência do Clube, com objetivo de preservá-lo em relação àqueles que não tenham um tempo mínimo de ligação com o clube.

Todavia, agora, de forma repentina e faltando poucos meses para o pleito presidencial, fala-se em voltar atrás na decisão tomada anteriormente, flexibilizando os requisitos para candidatura a Presidente do Cruzeiro Esporte Clube.

Não se pretende aqui discutir o mérito de tal modificação - se boa ou ruim - mas, fato é que qualquer mudança feita no ano da eleição não pode ser aceita.

Não custa lembrar que prevalece na legislação brasileira o chamado Princípio da Anualidade Eleitoral, criado em 1993 com a aprovação da Emenda Constitucional no. 4, que deu nova redação ao artigo 16 da Constituição Federal com o único objetivo de garantir a segurança jurídica dos processos eleitorais.

Com a nova redação, o referido artigo da Constituição passou a determinar que “a lei que alterar o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à que ocorra até um ano da data de sua vigência”.

Ora, se Lei Maior brasileira reconhece a importância de “não se mudar a regra do jogo no meio do jogo”, certamente não seria plausível que uma instituição de respeito como o Cruzeiro Esporte Clube o fizesse”.

Assim, firmes no bom senso dos nossos estimados colegas Conselheiros fazemos um apelo para que, caso haja qualquer tentativa de deflagrar uma mudança claramente inconstitucional, que a mesma seja afastada de plano.
Assim, como o Brasil, nós, Cruzeirenses, também temos que buscar a preservação da segurança jurídica para manter a credibilidade de nossa honra instituição.
É o nosso desejo e pedido, com protestos da mais alta estima por todos nossos pares
.


TRINCHEIRA-: Sabem o que me assusta neste imbróglio político do Cruzeiro? É que surgem caciques demais e poucos índios. Lembra-me a época politiqueira do Atlético e não se fazia um time competitivo. Aí vieram os Kalil, pai e filho, acabaram com a guerra interna e o Galo tomou conta do seu terreiro.

sexta-feira, 17 de março de 2017

PRÓXIMO RIVAL DO CRUZEIRO NA QUARTA FASE DA COPA DO BRASIL, EM JOGOS DE IDA E VOLTA, É O INDIGESTO SÃO PAULO

Thiago Neves


O Cruzeiro conheceu na tarde desta sexta-feira o rival da quarta fase da Copa do Brasil:  é o São Paulo, em jogos de ida e volta. O duelo decisivo será no Mineirão. O sorteio na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também definiu os outros quatro confrontos da etapa que antecede as oitavas de final do torneio mata-mata.

A quarta fase terá Sport x Joinville, Vitória x Paraná/ASA- AL, Goiás x Fluminense e      Internacional x Corinthians. As equipes que aparecem à direita dos duelos decidirão em casa. 

O vencedor do duelo entre ASA-AL e Paraná, ainda pela terceira fase, será definido no dia 6 de abril, no Durival de Britto. A partida de ida terminou empatada em 0 a 0. A tabela detalhada da quarta fase ainda não foi divulgada pela CBF, mas os jogos serão realizados nas semanas dos dias 5, 12 e 19 de abril.

Cruzeiro e São Paulo se enfrentarão nas duas últimas semanas, uma vez que o clube mineiro tem confronto contra o Nacional-PAR, pela Copa Sul-Americana, em 4 de abril.

As equipes que avançarem nesta fase se juntarão a outros 11 times nas oitavas de final. São eles: Atlético, Atlético-PR, Botafogo, Chapecoense, Flamengo, Grêmio, Palmeiras e Santos (times brasileiros na Copa Libertadores); Santa Cruz (campeão da Copa do Nordeste de 2016); Paysandu (Campeão da Copa Verde de 2016); e Atlético-GO (campeão da Série B de 2016).

O RIVAL DO CRUZEIRO

Líder isolado do Grupo B do Campeonato Paulista, o São Paulo traz no banco de reservas sua principal novidade de 2017. Um ano após a aposentadoria, o goleiro Rogério Ceni retornou ao clube em que se tornou ídolo pra assumir o comando técnico.

Campeão da Florida Cup na pré-temporada, o Tricolor tem se destacado pelo poder ofensivo – foram 21 gols em 8 jogos pelo Estadual –, principalmente após a contratação de Lucas Pratto, ex-jogador do Atlético e velho conhecido do torcedor cruzeirense. Até aqui, eliminou: Moto Club-MA, PSTC-PR e ABC-RN na Copa do Brasil.

Os confrontos*

Sport x Joinville
Vitória x Paraná/ASA-AL
Goiás x Fluminense
Internacional x Corinthians
São Paulo x Cruzeiro

*As equipes da direita decidem em casa
 CONFIRA  GRANA DE BRUNO POR MÊS NO BOA


                            Bruno numa boa com 30 mil mensais

0 goleiro Bruno, de 32 anos, firmou contrato com o Boa Esporte por duas temporadas e, a princípio, receberá o maior salário do clube de Varginha, que disputa o Módulo II do Campeonato Mineiro e se prepara para a Série B do Brasileiro.

Segundo apurou a Revista Veja, o novo reforço do clube terá vencimentos na ordem de R$ 30 mil, sem contar premiações e bônus por objetivos cumpridos em campo.

Sem levar em conta a desvalorização da moeda brasileira desde 2010, ano em que Bruno foi condenado pela morte de sua ex-amante, Eliza Samudio, o atual salário corresponde a 15% daquele que o goleiro recebia no Flamengo: R$ 200 mil (carteira e direitos de imagem).

Antes de ir para a cadeia, Bruno chegou a ter um acordo com o Milan da Itália em que receberia mensalmente R$ 500 mil. O Zenit, da Rússia, também pretendia fazer uma proposta milionária para contratá-lo naquela época.

No período em que esteve preso, Bruno foi da “quase” independência financeira à falência. Os gastos com advogados e com o pagamento da pensão de Bruninho, filho que teve com Eliza, teriam consumido suas reservas.
Ao menos foi isso que ele afirmou à Radio Itatiaia em janeiro de 2016, na Apac de Santa Luzia, na Região Metropolitana de Belo Horizonte.

"Quando se fala em Bruno ainda tem muita gente que acha que o Bruno é um tio Patinhas da vida, que o Bruno tem uma fortuna guardada lá fora. Eu perdi tudo, cara. Financeiramente, hoje, (estou) zerado”, disse Bruno à emissora.

VASCO JÁ FALA EM DEMITIR CRISTOVÃO. COITADO, ESTE NÃO PARA EM LUGAR NENHUM!

A eliminação na Copa do Brasil após a derrota por 1 a 0 para o Vitória, quinta-feira, em Salvador, vai mudar os rumos do futebol do Vasco. Cristóvão Borges foi dormir após a partida sem receber contato direto da diretoria, mas ainda corre sério risco de demissão quando retornar ao Rio de Janeiro nesta sexta. Nada está descartado. A avaliação é de que a pressão em cima do treinador por parte da torcida é acima do normal. E dificilmente terá uma reviravolta.

POR ONDE ANDA ARAUJO CUJA ESTRELA APAGOU-SE  NO FUTEBOL E NÃO CHEGOU A BRILHAR NA POLÍTICA DE CARUARU ?


O atacante Araújo será o novo reforço do Las Vegas United, da Liga UPSL 2017. “Estou bastante motivado. Chego para somar e ajudar muito o clube com a minha experiência no futebol”, disse o jogador, que tem longa história no mundo da bola.

Apesar de pernambucano, Araújo surgiu no Goiás em 1997. É considerado um dos grandes ídolos e o maior artilheiro da história do clube, com 145 gols. Depois de brilhar no time goiano, fez história no Japão.

No primeiro ano, em 2004, vestiu a camisa do Shimizu S-Pulse, com grandes atuações. Acabou contratado pelo Gamba Osaka no ano seguinte. Em Osaka, foi campeão japonês. Grande destaque do time, marcou 33 gols em 33 jogos na J-League. Tal marca lhe rendeu, pela Federação Internacional de História e Estatística do Futebol (IFFHS), o prêmio de "Maior artilheiro do mundo em 2005".

Diante de tanto sucesso, recebeu várias sondagens. Um dos números que insistiam em tocar no celular do artilheiro era do então presidente do Cruzeiro Zezé Perrella, admirador do futebol do atacante. O Cruzeiro pagou cerca de US$ 800 mil à época para ficar com o matador.

Eu conversava muito com o Perrella. Ele falava que sonhava em me levar para o Cruzeiro, e eu vivia o meu melhor momento, fui campeão, maior artilheiro, recebi prêmio internacional. Acabou que o negócio deu certo porque o Perrella mostrava muita vontade de negociar, de me levar para o Cruzeiro, a proposta também era boa e estava confiante”, conta Araújo.

Mas lesão no joelho impediu Araújo de dar sequência à grande fase. Logo em 8 de fevereiro de 2006, na partida contra o Villa Nova, pelo Campeonato Mineiro, o atacante sofreu a lesão no ligamento cruzado anterior do joelho direito que o afastou dos gramados por dez meses.

No ano seguinte, Araújo foi artilheiro do Campeonato Mineiro com 11 gols. Jogou pouco no Brasileiro, competição na qual marcou cinco vezes. O Cruzeiro tinha Guilherme e Roni no ataque, viabilizando a negociação de Araújo com o Al-Gharafa do Catar.

Uma pena a lesão. Estava no meu melhor momento, estava bem, com esperança de voltar bem ao Brasil, sonhando com Seleção, mas acabou que pouco joguei no Cruzeiro. Depois voltei, tive uma boa sequência, fui artilheiro do Mineiro, mas sai quando o time começou a se ajeitar”, afirma Araújo, que passou por Al-Gharafa, Fluminense e Náutico antes de acertar com o Atlético, em 2013.

Logo na estreia com a camisa alvinegra, marcou  gol na reinauguração do Mineirão. O Galo acabou perdendo o clássico para o Cruzeiro por 2 a 1, mas Araújo entrou para a história do estádio. “Foi um gol importante. O estádio estava sendo reinaugurado, estádio lotado, com as duas torcidas, jogo importante. Inesquecível pra mim”.

Araújo, contudo, foi pouco utilizado na sequência da temporada. Fez parte do elenco campeão da Copa Libertadores. Mas, sem espaço, acabou emprestado ao Goiás. “Foi  passagem curta, que me honrou jogar com o Ronaldinho Gaúcho,  craque de quem sou fã. Outros grandes jogadores também estavam no elenco, como Jô, Bernard, Tardelli, Victor. Elenco fantástico”, relembrou.


Vida política

Nas últimas eleições municipais, em 2016, o atacante deixou a bola de lado e tentou a sorte nas urnas. Araújo se candidatou a vereador em Caruaru,  das maiores cidades do Agreste Pernambucano, com cerca de 300 mil habitantes.

O atacante se filiou à Rede Sustentabilidade. Mas, segundo ele, percorreu pouco a cidade por causa de uma briga judicial partidária. A Rede teve as candidaturas dos vereadores indeferidas pela Justiça. Araújo recebeu apenas 549 votos. O vereador mais votado da cidade, Edmilson do Salgado, recebeu 4.809.

Fiz pouca campanha porque tivemos problemas judiciais no partido. Mesmo se tivesse voto, não me elegeria. Foi uma experiência interessante, gostei do tempo que fiquei no meio político, mas meu foco agora é voltar a jogar”, disse.





quinta-feira, 16 de março de 2017

MANO ANALISA  CRUZEIRO DIANTE DO MURICI E JOGO SEM GOL DE MEIA.
Mano Menezes analisou mais uma vitória do Cruzeiro na temporada, desta vez diante do Murici-AL
Mano Menezes só tem o que comemorar. Depois do triunfo por 3 a 0 sobre o Murici-AL, pela Copa do Brasil - décima segunda vitória em jogos oficiais - o comandante analisou a demora do Cruzeiro para abrir o marcador e minimizou o problema. O treinador destacou o cuidado defensivo da equipe alagoana, que já havia sido derrotada dentro de casa na última semana.

 “O adversário veio com muito mais cuidado defensivo, fez linha de cinco, abaixou bem, prendeu os volantes. Jogaram em zona muito mais baixa. O espaço entre as linhas era menor. Rodamos a bola, começamos a mexer muito. Quando assentamos um pouco mais, abrimos o campo de jogo e encontramos o caminho para fazer. Poderíamos ter feito mais”, avaliou.

Nesta quarta-feira, Thiago Neves passou em branco mais uma vez, embora tenha tido a chance de marcar em cobrança de pênalti desperdiçada na reta final da partida. Mesmo ainda sem conseguir marcar pelo Cruzeiro, o meia-atacante tem total confiança de Mano, que minimizou a noite sem gols do camisa 30 e projetou o primeiro tento de seu principal articulador para os próximos compromissos.  

“Não falta nada ao Thiago. Ele está jogando bem, fazendo a função, apenas ainda não fez gol. Essas coisas, até prum jogador experiente, atrapalham. Hoje forcei a situação (pedindo para Thiago cobrar o pênalti), porque a penalidade aconteceu, sofrida por ele, mas são os ensinamentos do futebol. Tudo tem sua hora, vai acontecer naturalmente
”, destacou. 

TRINCHEIRA - Thiago Neves esteve bem longe de seu verdadeiro futebol. Aliás, todo time. O adversário fraco tinha caixa de goleada. O Cruzeiro contou com dois gols contra e teve dois pênaltis a favor. Sóbis converteu um e Thiago perdeu o outro. O jogo foi bem abaixo do esperado.  Pelada pura.

Depois de avançar na Copa do Brasil, o Cruzeiro aguarda a definição de seu adversário. Os confrontos desta etapa serão definidos na sexta-feira, às 14h30, em sorteio na Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Antes de pensar no próximo rival pela competição nacional, porém, o compromisso é pelo Campeonato Mineiro. No próximo domingo, dia 19, o duelo é contra o Tombense, às 16h, no Mineirão. A partida valerá pela 8ª rodada do Estadual.

CASOS E HISTÓRIAS DO SÍLVIO'S BAR

-"Bom Dia Flávio Anselmo!!!

Inicialmente gostaríamos de parabenizá-lo pelos posicionamentos, não somente esportivos, mas, principalmente políticos. Pessoas de coragem como você é que são imprescindíveis, como citou Bertold Brecht.

Meu nome é César Claudier, sou historiador e em parceria com o amigo e companheiro de profissão, Rildo César, temos pesquisado há alguns anos, as histórias, trajetórias, curiosidades e tradições de alguns bares de Belo Horizonte.

No ano de 2015, lançamos o nosso primeiro livro, intitulado “Entre Caixotes e Balcões: Boteco do Seu Jorge”, onde é demonstrada a trajetória e a saga do Bar do Jorge, no bairro São Geraldo, que há quase 50 anos embalada as noites desta comunidade, sempre com bom humor, ótimo papo, boa comida e um sensacional ambiente, sob a tutela do sócio fundador, o lendário Jorge.

Iniciamos nova pesquisa, identificando agora as tradições, costumes e curiosidades de um dos mais tradicionais bares de Belo Horizonte, o Silvio’s Bar, situado no bairro Esplanada. O resultado de nossas pesquisas estão culminando no lançamento de um segundo livro, agora intitulado de “Entre umas e outras histórias do Silvio’s Bar”, ao qual faremos o lançamento dentro do próprio bar, ao final deste mês.

O nosso trabalho é totalmente independente, e para viabilizarmos a impressão dos nossos livros contamos com o apoio financeiro de comerciantes da região leste de BH, e também dos nossos amigos e familiares.

O nosso segundo livro, que trata da sensacional trajetória do Silvio’s Bar, apesar de muitas dificuldades, já está praticamente viabilizado financeiramente, e já estamos organizando o evento do lançamento do nosso trabalho. Entretanto neste período necessitamos de outros apoios acima da questão financeira.

Necessitamos fazer a divulgação do lançamento do livro na mídia. Iniciamos nossa divulgação no Facebook e wathsapp, preparamos um release e flyer ao qual temos enviado para emissoras de TV, rádio e mesmo para os jornais impressos, porém, até o momento, não estamos obtendo êxito em nossas tentativas.

Gostaríamos de convidá-lo para o evento do lançamento do nosso livro, além de pedirmos ajuda na divulgação. Caso possa divulgar em seu blog, ou mesmo nos indicar um meio para conseguirmos divulgação na mídia, seja impressa, televisiva, rádio etc.
Desta forma, estamos encaminhando em anexo, o release e flyer referentes ao lançamento do nosso livro, e ficaríamos muito agradecidos se pudesse nos ajudar, e ficaríamos ainda mais felizes com sua presença no lançamento.

TRINCHEIRA- Também sou escritor independente, com 20 livros editados. Negócio caro e que rende pouco, a não ser que tenha algum esquema no Ministério ou Secretaria de Cultura.
Eu nunca tive por esse caminho, porque os artistas da Rede Globo chegam primeiro. Grato pelos elogios e sucesso na empreitada. Grato pelo convite, pena que eu não posso sair de casa por ordem médica, principalmente à noite.
Bruno é tratado como celebridade em jogo do Boa Esporte

Varginha - Recém-contratado pelo Boa Esporte, o goleiro Bruno, de 32 anos, passou no primeiro teste. Ele foi bastante assediado pelos torcedores, nesta quarta-feira à noite, no Estádio Municipal Dilzon Melo (Melão), em Varginha, onde os companheiros do novo time venceram o Araxá por 2 a 0 pelo Módulo II do Campeonato Mineiro.

Foi a primeira vez que Bruno assistiu a um jogo oficial desde julho de 2010, quando preso por participação na morte de Eliza Samudio. Condenado a 22 anos e 3 meses de prisão, o goleiro foi posto em liberdade, em 24 de fevereiro passado, por liminar concedida pelo Supremo Tribunal.Federal (STF).

Bruno recebeu o carinho do público logo na chegada, mas não teve o nome gritado pela torcida durante a partida. Tirou selfies e deu autógrafos. Entrou no estádio com a camisa do Boa na companhia de diretores e de uma equipe da Inglaterra que faz documentário sobre ele. Chegou pelo portão principal e fez questão de apertar as mãos de funcionários.

Assistiu à partida no espaço preparado pela diretoria, na arquibancada. Ao seu lado, apenas as pessoas mais próximas. De lá, ficou de pé durante o hino nacional.

O primeiro gol saiu aos 35 minutos. Depois de uma confusão na área, o ponta-direita Daniel empurrou a bola para as redes. Bruno comemorou, erguendo as duas mãos. Dez minutos depois, viu Caio, o camisa 9, entrar como um furacão pela direita: 2 a 0. Bruno voltou a levantar os braços. Apenas 935 torcedores compareceram ao jogo.





domingo, 12 de março de 2017


Boa Esporte perde patrocínio após contratação de Bruno

Em nota emitida na noite de sábado, Nutrends Nutrition decide romper seu vínculo de contrato com o clube mineiro de Varginha

A oficialização de que Bruno recomeçará sua trajetória no futebol pelas portas do Boa Esporte após deixar a cadeia rendeu consequências para o clube.

TRINCHEIRA: Não vou me arvorar de Profeta do Acontecido, mas já havia adiantado neste latifúndio da imprensa esportiva que Bruno traria mais problemas que soluções para o time boveta (arre!). Este cara é uma indústria de coisas malfeitas desde sua época na base do Atlético.

Na noite desse sábado, a Nutrends Nutrition, anunciou que decidiu romper seu contrato de patrocínio após ficar a par do acerto  com o goleiro, que saiu da cadeia no fim de fevereiro.
Na nota divulgada no Facebook, a empresa de suplementos alimentares, que expunha sua marca no ombro da camisa do Boa Esporte, declarou:

"
Em reunião extraordinária, a diretoria da Nutrends Nutrition decidiu que, a partir de hoje (sábado, 11/03), a empresa não é mais patrocinadora/apoiadora do Boa Esporte Clube".

Bruno foi anunciado na sexta-feira como reforço do Boa Esporte por duas temporadas. Sua apresentação está marcada para acontecer nesta terça-feira. A expectativa do clube mineiro é de que ele volte a jogar em dois meses.

O goleiro deixou a cadeia em 24 de fevereiro, devido a um habeas corpus deferido pelo Ministro do STF, Marco Aurélio Mello, e poderá recorrer em liberdade do processo.

 

 Amigo de Bruno, Macarrão tem Habeas Corpus negado pelo STF

 

Este mesmo Ministro, primo de Fernando Collor de Mello, negou hoje o pedido da defesa de Luiz Henrique Ferreira Romão o Macarrão, amigo de Bruno. O Ministro Marco Aurélio Mello antes da desistência da defesa do colega de Bruno, condenado em segunda instância pela morte de Eliza Samudio, condenado por sequestro, morte e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samudio.


TRINCHEIRA: Marco Aurélio é o mais competente e mais antipático, grotesco e arrogante ministro deste discutível Supremo Tribunal Federal. Foi indicado na época em que seu famoso primo era presidente desta Republiqueta.




sábado, 4 de março de 2017

Aécio pediu R$ 15 milhões, diz Odebrecht

 Estadão Conteúdo

( Aceito previamente a crítica de que esta Trincheira é latifúndio do esportes e especificamente do futebol. Ex-Colegas torcedores de um clube e amigo dos criticados já até cortaram relações comigo. Não ligo. Sempre fui assim. Pra quem se lembra aqui sempre foi a Trincheira de combate aos candidatos do PSDB, em resposta aos ataques sujos e golpistas contra o PT, sem que eu seja petista.

Após cobrar uma imparcialidade do tal paranaense Moro, olhando para todos os lados, vejo agora que pegaram Aécio Neves, senador da República e eterno candidato do PSDB. Então resolvi abri espaço para a informação do Estadão de São Paulo, já que o falido Estadinho de MG não fala nada. Vamos lá, ávidos leitores)

DEPOIMENTO DO EX-PRESIDENTE DA ODEBRECHT

Em seu depoimento de quatro horas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dia 1º, o delator e ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht relatou que o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, teria lhe pedido R$ 15 milhões no final do primeiro turno da campanha eleitoral de 2014.

O delator depôs na Ação de Investigação Judicial Eleitoral aberta a pedido do PSDB contra a chapa Dilma/Temer. Ele disse que, inicialmente, negou o pedido do tucano afirmando que o valor era muito alto, mas que o senador teria sugerido como “alternativa” que os pagamentos fossem feitos aos seus aliados políticos.

Após ser preso na Lava Jato, contudo, Odebrecht disse ter sido informado que o aporte financeiro acabou não se concretizando. Ainda assim, segundo ele, teria ficado definido no encontro com Aécio que o repasse seria discutido entre Sérgio Neves, que era superintendente da empresa em Minas, e o empresário Oswaldo Borges da Costa, apontado como tesoureiro informal do tucano. Em seu relato, Odebrecht disse que só se recorda de doações oficiais ao Aécio.

O valor bate com a planilha e a troca de mensagens de Odebrecht apreendidos pela Lava Jato e que mostram o repasse de R$ 15 milhões do departamento de propina da empreiteira ao apelido “Mineirinho” que, segundo o delator Claudio Melo Filho, era uma referência a Aécio.
 ‘Mineirinho’

A versão de Marcelo Odebrecht coincide com documentação encontrada pela Lava Jato em Curitiba. No pedido de busca e apreensão da Polícia Federal na 26.ª fase da operação, a Xepa, “Mineirinho” é apontado como destinatário de R$ 15 milhões entre 7 de outubro e 23 de dezembro de 2014. As entregas, registradas nas planilhas da secretária Maria Lúcia Tavares, do Setor de Operações Estruturadas – conhecido como o “departamento de propina” da Odebrecht – teriam sido feitas em Belo Horizonte, capital de Minas.

A quantia foi solicitada em 30 de setembro de 2014, na véspera do primeiro turno, por Sérgio Neves, a Maria Lúcia, que fez delação e admitiu operar a “contabilidade paralela” da empresa a mando de seus superiores. O pedido foi intermediado por Fernando Migliaccio, ex-executivo da empreiteira que fazia o contato com Maria Lúcia e que foi preso na Suíça.

FLA X FLU DA FINAL SERÁ NO ENGENHÃO COM DUAS TORCIDAS PRESENTES

A final da Taça Guanabara, entre Flamengo e Fluminense, domingo, às 16h, Nilton Santos terá torcedores de ambas as equipes. Na tarde desta sexta-feira, o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Gilberto Clovis Farias Matos, acatou o recurso dos clubes e suspendeu a liminar que obrigava torcida única em clássicos na cidade. A dupla Fla-Flu entrou com recurso em conjunto, e a Ferj com outro. 

Agora, os rivais agilizam os trâmites para que se inicie o mais rápido possível a venda de ingressos para a decisão.
O Flamengo ficou bastante satisfeito com a decisão e agora sua torcida poderá comparecer - disse Nereo Matos, advogado contratado pelo Flamengo no caso.

Já Gustavo Tenório, advogado do Fluminense, destacou que os clubes enfrentaram dificuldades para conseguir torcida mista no clássico.
- Foi um esforço conjunto. Fluminense lutou bastante por isso (torcida mista). Ele abordou que era decisão difícil de se cumprir, várias questões que não vou conseguir resumir. Importante é que vai ter uma final com duas torcidas.

Sandro Trindade, procurador da Ferj, entende que a suspensão da liminar foi a melhor decisão, já que torcedores de um dos clubes poderiam comprar ingressos da torcida adversária e causar problemas. 
- Foi a mais acertada na medida, porque a liminar, como foi lançada, Com isso possibilitava que a torcida do Flamengo viesse comprar ingressos e pudesse trazer problema de segurança. Queremos colocar em prática as medidas que foram adotadas na semifinal. Vamos sentar com clubes para que tudo possa ser feito, para que nova campanha em prol da paz nos estádios seja lançada - falou.

Representantes do Fluminense, Flamengo e Ferj compareceram ao Fórum do Tribunal de Justiça logo no início da manhã para definir o jogo. Antes, nesta madrugada, tentaram derrubar a liminar, mas não encontraram o desembargador que deveria estar de plantão para caso de urgência. A decisão foi adiada para esta manhã. 
Enquanto a liminar não era cassada, Fluminense e Flamengo foram ao TJD e pediram para que a decisão fosse disputada com portões fechadas. O pedido foi aceito, mas será revertido com a cassação da liminar que determinava torcida única.

Inicialmente, quem atendeu clubes e Ferj no início desta manhã foi o desembargador André Emilio Ribeiro. Ele se declarou impedido de julgar o processo por ser sócio-torcedor do Flamengo. Com isso, o processo foi encaminhado para uma câmara cível, composta por três desembargadores, sendo um relator. Este, Gilberto Clovis, analisou com urgência o pedido de liminar para o domingo e tomou a decisão de cassar a liminar e abrir os portões para as duas torcidas cariocas.

FIM DA TORCIDA ÚNICA?

O mérito do recurso que pede a extinção da liminar - ou seja, todo o seu teor - também precisa ser analisado. Ou seja, a liminar não será definitivamente derrubada nesta sexta. O que o relator pode fazer, por enquanto, é dar uma liminar suspendendo provisoriamente a decisão de torcida única nos clássicos cariocas até que seja julgado o mérito do recurso por esse colegiado de desembargadores.

ENTENDA O CASO:

No dia 17 de fevereiro, o juiz Guilherme Schiling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio, determinou que os clássicos realizados no estado seriam com torcida única. Clubes e Federação, após audiência, conseguiram a suspensão da liminar para a semifinal entre Flamengo e Vasco, no sábado.

 Para a decisão, contudo, as discussões voltaram à tona. O Fluminense, sorteado como mandante do jogo, ganhou o direito, após audiência na tarde desta sexta, de jogar apenas para sua torcida. Eduardo Bandeira de Mello e Pedro Abad afirmaram ser contra a decisão e recorreram.