sábado, 4 de março de 2017

Aécio pediu R$ 15 milhões, diz Odebrecht

 Estadão Conteúdo

( Aceito previamente a crítica de que esta Trincheira é latifúndio do esportes e especificamente do futebol. Ex-Colegas torcedores de um clube e amigo dos criticados já até cortaram relações comigo. Não ligo. Sempre fui assim. Pra quem se lembra aqui sempre foi a Trincheira de combate aos candidatos do PSDB, em resposta aos ataques sujos e golpistas contra o PT, sem que eu seja petista.

Após cobrar uma imparcialidade do tal paranaense Moro, olhando para todos os lados, vejo agora que pegaram Aécio Neves, senador da República e eterno candidato do PSDB. Então resolvi abri espaço para a informação do Estadão de São Paulo, já que o falido Estadinho de MG não fala nada. Vamos lá, ávidos leitores)

DEPOIMENTO DO EX-PRESIDENTE DA ODEBRECHT

Em seu depoimento de quatro horas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) dia 1º, o delator e ex-presidente da Odebrecht Marcelo Odebrecht relatou que o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, teria lhe pedido R$ 15 milhões no final do primeiro turno da campanha eleitoral de 2014.

O delator depôs na Ação de Investigação Judicial Eleitoral aberta a pedido do PSDB contra a chapa Dilma/Temer. Ele disse que, inicialmente, negou o pedido do tucano afirmando que o valor era muito alto, mas que o senador teria sugerido como “alternativa” que os pagamentos fossem feitos aos seus aliados políticos.

Após ser preso na Lava Jato, contudo, Odebrecht disse ter sido informado que o aporte financeiro acabou não se concretizando. Ainda assim, segundo ele, teria ficado definido no encontro com Aécio que o repasse seria discutido entre Sérgio Neves, que era superintendente da empresa em Minas, e o empresário Oswaldo Borges da Costa, apontado como tesoureiro informal do tucano. Em seu relato, Odebrecht disse que só se recorda de doações oficiais ao Aécio.

O valor bate com a planilha e a troca de mensagens de Odebrecht apreendidos pela Lava Jato e que mostram o repasse de R$ 15 milhões do departamento de propina da empreiteira ao apelido “Mineirinho” que, segundo o delator Claudio Melo Filho, era uma referência a Aécio.
 ‘Mineirinho’

A versão de Marcelo Odebrecht coincide com documentação encontrada pela Lava Jato em Curitiba. No pedido de busca e apreensão da Polícia Federal na 26.ª fase da operação, a Xepa, “Mineirinho” é apontado como destinatário de R$ 15 milhões entre 7 de outubro e 23 de dezembro de 2014. As entregas, registradas nas planilhas da secretária Maria Lúcia Tavares, do Setor de Operações Estruturadas – conhecido como o “departamento de propina” da Odebrecht – teriam sido feitas em Belo Horizonte, capital de Minas.

A quantia foi solicitada em 30 de setembro de 2014, na véspera do primeiro turno, por Sérgio Neves, a Maria Lúcia, que fez delação e admitiu operar a “contabilidade paralela” da empresa a mando de seus superiores. O pedido foi intermediado por Fernando Migliaccio, ex-executivo da empreiteira que fazia o contato com Maria Lúcia e que foi preso na Suíça.

FLA X FLU DA FINAL SERÁ NO ENGENHÃO COM DUAS TORCIDAS PRESENTES

A final da Taça Guanabara, entre Flamengo e Fluminense, domingo, às 16h, Nilton Santos terá torcedores de ambas as equipes. Na tarde desta sexta-feira, o desembargador do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Gilberto Clovis Farias Matos, acatou o recurso dos clubes e suspendeu a liminar que obrigava torcida única em clássicos na cidade. A dupla Fla-Flu entrou com recurso em conjunto, e a Ferj com outro. 

Agora, os rivais agilizam os trâmites para que se inicie o mais rápido possível a venda de ingressos para a decisão.
O Flamengo ficou bastante satisfeito com a decisão e agora sua torcida poderá comparecer - disse Nereo Matos, advogado contratado pelo Flamengo no caso.

Já Gustavo Tenório, advogado do Fluminense, destacou que os clubes enfrentaram dificuldades para conseguir torcida mista no clássico.
- Foi um esforço conjunto. Fluminense lutou bastante por isso (torcida mista). Ele abordou que era decisão difícil de se cumprir, várias questões que não vou conseguir resumir. Importante é que vai ter uma final com duas torcidas.

Sandro Trindade, procurador da Ferj, entende que a suspensão da liminar foi a melhor decisão, já que torcedores de um dos clubes poderiam comprar ingressos da torcida adversária e causar problemas. 
- Foi a mais acertada na medida, porque a liminar, como foi lançada, Com isso possibilitava que a torcida do Flamengo viesse comprar ingressos e pudesse trazer problema de segurança. Queremos colocar em prática as medidas que foram adotadas na semifinal. Vamos sentar com clubes para que tudo possa ser feito, para que nova campanha em prol da paz nos estádios seja lançada - falou.

Representantes do Fluminense, Flamengo e Ferj compareceram ao Fórum do Tribunal de Justiça logo no início da manhã para definir o jogo. Antes, nesta madrugada, tentaram derrubar a liminar, mas não encontraram o desembargador que deveria estar de plantão para caso de urgência. A decisão foi adiada para esta manhã. 
Enquanto a liminar não era cassada, Fluminense e Flamengo foram ao TJD e pediram para que a decisão fosse disputada com portões fechadas. O pedido foi aceito, mas será revertido com a cassação da liminar que determinava torcida única.

Inicialmente, quem atendeu clubes e Ferj no início desta manhã foi o desembargador André Emilio Ribeiro. Ele se declarou impedido de julgar o processo por ser sócio-torcedor do Flamengo. Com isso, o processo foi encaminhado para uma câmara cível, composta por três desembargadores, sendo um relator. Este, Gilberto Clovis, analisou com urgência o pedido de liminar para o domingo e tomou a decisão de cassar a liminar e abrir os portões para as duas torcidas cariocas.

FIM DA TORCIDA ÚNICA?

O mérito do recurso que pede a extinção da liminar - ou seja, todo o seu teor - também precisa ser analisado. Ou seja, a liminar não será definitivamente derrubada nesta sexta. O que o relator pode fazer, por enquanto, é dar uma liminar suspendendo provisoriamente a decisão de torcida única nos clássicos cariocas até que seja julgado o mérito do recurso por esse colegiado de desembargadores.

ENTENDA O CASO:

No dia 17 de fevereiro, o juiz Guilherme Schiling, do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos do Rio, determinou que os clássicos realizados no estado seriam com torcida única. Clubes e Federação, após audiência, conseguiram a suspensão da liminar para a semifinal entre Flamengo e Vasco, no sábado.

 Para a decisão, contudo, as discussões voltaram à tona. O Fluminense, sorteado como mandante do jogo, ganhou o direito, após audiência na tarde desta sexta, de jogar apenas para sua torcida. Eduardo Bandeira de Mello e Pedro Abad afirmaram ser contra a decisão e recorreram. 


Um comentário:

  1. quero que o Aecio se lasque.... que apodreça ate virar pó ( se bem que aí ele ia gostar ) numa cela, se assim for e se ele tiver culpa comprovada e juramentada - acredito que tenha, que ele esteja mais sujo que pau de galinheiro pós caganeira geral.... mas provas, ali, assim, na bucha, ainda não teve ( se fuçar mais um pouco, acham )....
    Agora.... os do outro lado... esses que escolheram a cor do capeta só pra enganar os trouxas e até o proprio capeta e que ja foram pegos com calça, cueca suja de batom e tudo na mão e que ainda tem o disparate de rir na nossa cara.. pra esses eu não quero pena tb..... enfia tudo num container e joga no mar...la na fossa das Marianas.... e acende uma vela pra nunca mais voltarem...
    Mas o pior, o que ma assusta, são pessoas inteligentes, jornalistas de longa data, macacos velhos que ainda mantem o habito de ter safado, ladrão e mentiroso como politico de estimação. Imagino que um cara assim, que ainda sabe tecer boas criticas esportivas tenha mais que dois neuronios e seja capaz de cair na real e ver que essa corja que ele ve com bons olhos, levou esse país pra pior crise, situação, pra uma m... sem fim... e ainda acredita que essa mesma turminha, patota, gang, seja capaz de apagar essas mesmas m... feitas tão bem propagadas por eles proprios.....
    Acorda !!!!
    Ah sim.... e que o Temer e essa turma de gangsters do PMDB, todos, sem exceçao, também podem ir pro 16º dos infernos... ( mas no primeiro onibus - de BH - após a turma do PT )

    ResponderExcluir

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.