sexta-feira, 28 de julho de 2017

CRUZEIRO ENFRENTOU PALMEIRAS COM REGULAMENTO DA COPA BRASIL SOB O BRAÇO E SE CLASSIFICOU.

O regulamento não prevê a classificação de duas equipes, senão o justo seria bater o martelo pra Cruzeiro e Palmeiras  sendo garantidos na semifinal da Copa do Brasil. 0 placar foi correto ao estabelecer novo empate entre eles por 1 a 1; o objetivo alcançado foi justíssimo na classificação dos mineiros azuis, pelo que jogaram na partida de ida (3 a 3), quando chegaram a fazer 2 a 0 e tomaram a virada pra 3 a 3.
No Mineirão,  na partida de volta, o Palmeiras só tinha o caminho da vitória, mesmo pela contagem mínima, e fez  1 a 0 aos  25m da etapa final com Keno, que entrara no lugar de Guerra. Nesta fase, já era pra os verdes paulistas estarem vencendo porque dominavam o jogo desde o primeiro tempo.
Os times contudo esbarravam nos bons esquemas defensivos do adversário, tanto que os goleiros Fábio e Jailson tiveram trabalho. A China Azul pediu Arrascaeta no segundo tempo e Mano Meneses a atendeu. O Uruguaio entrou no lugar de Elber, mas logo após o Palmeiras fez seu gol, num chute de longe de Keno que desviou na zaga e enganou o goleiro cruzeirense.
A técnica e a tática estavam fora do gramado e lá dentro, Palmeiras e Cruzeiro compensavam com incrível raça, enchendo a partida de emoções jamais vistas.
Aos 39m, numa jogada iniciada na intermediaria paulista com Arrascaeta, passou por Diogo Barbosa;  sem a bola, ele correu pra a área na posição de centroavante  à espera do cruzamento de Alisson:  veio na medida e encontrou Diogo livre quase na marca do pênalti. 0 lateral-esquerdo azul cabeceou no canto direito de Jailson e fez o empate final em 1 a 1,  classificando o Cruzeiro para a semifinal da Copa do Brasil.
ESTREIA FRUSTRANTE DE MICALE
Foi frustrante a estreia de Rogério Micale como técnico do Atlético: ele assistiu o seu time levar banho de bola do Botafogo, no Estádio Nilton Santos e ser eliminado na Copa do Brasil. O Galo levava vantagem de 1 a 0, na primeira partida por 1 a 0 no Horto, mas deu adeus ao almejado bicampeonato do torneio logo de início da segunda partida, perdendo a vantagem. Logo, os cariocas abriram 2 a 0,  gols de Carli e Roger.  No segundo tempo, Micale tirou Robinho e Yago e colocou Rafael Moura e Rafael Carioca. O time melhor alguma coisa ofensivamente.
Mas deixou vários buracos na defesa por onde entrou o ex-americano Gilson, aos 44m, pra fazer o placar final de 3 a 0.
DOMINGO CONTRA O COXA, LÁ.
Agora o Galo volta-se pro Campeonato Brasileiro onde faz campanha bem fraca e está em 13º lugar na beira da Zona do Rebaixamento.  Joga neste domingo contra o Coritiba, lá no Couto Pereira. Ainda bem, pois em casa, o Atlético tem decepcionado bastante a sua torcida.
BRASILEIROS MANDAM PRENDER  E SOLTAR NA COPA  SUL-AMERICANA
Corinthians , Fluminense e Ponte Preta já chegaram às oitavas de final da Copa Sul-americana, depois de vencerem seus confrontos nesta quarta-feira. Sem maiores problemas, o Timão bateu o Patriotas da Colômbia por  2 a 0. O Fluminense venceu a Universidad Católica do Equador por 2 a 1 e a Ponte Preta não tomou nem conhecimento do Sol da América, em Assunção e meteu-lhe 3 a 1.  A Macaca joga depois com o vencedor de Arsenal de Sarandi x Sport do Recife, que venceu o primeiro jogo por 2 a 0, em casa.
VOLTA FINAL DOS SOBREVIVENTES
0 lateral esquerdo Alan Rushel, um dos três sobreviventes no fatídico acidente aéreo com a delegação da Chapecoense, participou de um jogo-treino da Chape, e foi dado como apto a voltar ao gramado no Campeonato Brasileiro. Talvez faça sua reestreia contra o Atlético-GO, neste domingo, pela 17ª rodada.  Já o zagueiro Neto tem uma recuperação mais lenta.
E o goleiro Folman  teve parte da perna direita amputada e encerrou, lamentavelmente, sua carreira mais cedo.
Falando dos times paranaenses, o STJD, através de seu Pleno,  e do auditor Vanderlei Lima rejeitou os agravos da defesa do Coritiba pedindo efeito suspensivo  para a suspensão do atacante Cleber  pela agressão física e cusparada num jogo do Brasileiro e foi mantida a suspensão de 15 jogos imposta ao atacante do Coxa. Exemplo para os mal educados.
REGASTE PROVIDENCIAL
Assisti dois jogos do Brasileiro, apitados por  Ricardo Marques Ribeiro com atuação espetacular. No final de um deles, tão tolo assoprou o apito, pôs-se a comemorar como um jogador que tenha marcado o gol da vitória de seu time. Merecido. Ricardo foi menosprezado pelos cartolas mineiros por causa de fofocas, como fizeram, também, com Alicio Pena Júnior, hoje aposentado, mas na época um dos melhores do País. Sem apitar aqui na FMF,  Ricardo tem sido prestigiado na CBF e na Conmebol, por seu valor técnico profissional. Atravessa grande fase.
Eu mesmo, equivocadamente, fui um dos que o condenaram injustamente.
 NEYMAR ESTÁ DIFERENTE, RECLAMAM OS COMPANHEIROS, E BRIGA ATÉ NOS COLETIVOS DO BARÇA
Neymar se desentendeu com o companheiro de time, o português Nélson Semedo, recém-chegado como reforço contratado junto ao Benfica, durante treinamento do Barcelona nesta sexta-feira, em Miami, onde clube realiza parte da sua pré-temporada.

Depois de ser agarrado pelo pescoço em uma jogada, o atacante partiu para cima do lateral português e teve de ser contido pelos demais atletas. Após o entrevero, o astro brasileiro jogou o colete de treino no chão e abandonou a atividade.

Em vídeo divulgado pela emissora Sky Sports é possível ver os dois jogadores trocando empurrões. Segundo relatos da imprensa internacional, a discussão começou depois de Neymar marcar um gol e ser atingido por uma cotovelada.
Envolvido na maior "novela" desta janela de transferências internacionais, por conta da possibilidade de se ser negociado com o Paris Saint-Germain em uma transação que poderá se tornar a maior da história do futebol, Neymar já marcou três gols nas partidas amistosas realizadas pelo Barcelona nos Estados Unidos na preparação para mais uma temporada europeia.
NEPOMUCENO, ENFIM, RESOLVE RESPONDER AS CRÍTICAS DOS TORCEDORES E GARANTE ANDRÉ FIGUEIREDO COMO DIRETOR
Fortemente criticado pela torcida por causa da má fase do futebol do Atlético, o presidente Daniel Nepomuceno reuniu a imprensa e concedeu uma coletiva nesta sexta-feira. O dirigente abordou vários temas, de cobranças aos erros na montagem do plantel. "Foi colocado por todos que era o melhor elenco, de forma errada", disse. 
Nepomuceno ainda afirmou que André Figueiredo continuará à frente do futebol do clube, além de descartar que seu trabalho na secretaria de Desenvolvimento da prefeitura de Belo Horizonte esteja prejudicando a administração do clube.
Reforços podem chegar. O dirigente entende que o time precisa de um velocista. "Falta ao Atlético um jogador de velocidade, um ponta. A gente vê que isso falta em nosso elenco. Não temos tantas opções, como temos em outras posições", afirmou.

BRIGA POLÍTICA NO CRUZEIRO ESQUENTA BASTIDORES

Durante a entrevista coletiva em que homenageou Ariel Cabral por 100 jogos e comentou situações de mercado, o vice-presidente de futebol do Cruzeiro, Bruno Vicintin, analisou o momento político turbulento pelo qual atravessa o clube. Dirigente estatutário, responsável por lidar com esse tipo de pressão interna, ele garantiu que tem conseguido blindar o grupo no ano em que os conselheiros celestes terão que definir o sucessor do presidente Gilvan de Pinho Tavares para o próximo triênio.

Contudo, lamentou a postura de adversários políticos que, segundo Vicintin, chegaram até a comemorar o gol do Palmeiras no duelo pela Copa do Brasil, nessa quarta-feira. A Raposa acabou empatando e se classificou às semifinais da competição de mata-mata.

No início das articulações para o processo eleitoral, Bruno Vicintin era tratado como potencial candidato. O estatuto do Cruzeiro, porém, impediu a candidatura do atual vice-presidente de futebol. Perguntado durante a entrevista, ele comentou como tem participado de todo esse processo.
"Estou participando. Não tem nada definido. Tem duas chapas, uma da situação e uma da oposição. Tem muita gente falando em terceira via. Eu sou homem de um lado só, eu estou na diretoria e estou apoiando a chapa da situação", disse. 

"O Wagner (Pires de Sá, candidato da situação) me procurou, me falou que tinha todo interesse que eu ficasse, caso ele fosse eleito. Sinceramente, não conversei mais com ele sobre isso. Hoje minha atividade política é blindar a Toca II. Como conselheiro do clube, vou apoiar e votar no grupo político que faço parte", complementou Vicintin.

Conforme disse o vice-presidente de futebol do Cruzeiro, já são três candidatos à presidência do clube. Sérgio Santos Rodrigues, advogado, apoiado pelo ex-presidente Zezé Perrella; Wagner Pires de Sá, lançado por Gilvan de Pinho Tavares e José Francisco Lemos; e César Masci, mandatário do clube entre 1991 e 1994. Márcio Rodrigues havia anunciado sua pré-candidatura, mas desistiu no início do mês para apoiar Pires de Sá. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.