terça-feira, 18 de julho de 2017

MENINADA CELESTE APARECE ENTRE OS PROFISSIONAIS E ENTUSIASMA 0 TREINADOR MANO MENESES.

  

O volante Nonoca, de 19 anos, passou a ser opção do técnico Mano Menezes nas últimas partidas do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro. Ele entrou na vaga de Lucas Silva nos jogos contra Atlético-PR e Flamengo, sempre com personalidade. Apesar disso, o jovem da base ainda é desconhecido para muitos cruzeirenses. 

Em coletiva de imprensa na manhã desta segunda-feira na Toca da Raposa II, o mineiro de Leopoldina se apresentou, explicou o apelido (Nonoca), disse ser fã do astro Cristiano Ronaldo e comemorou a chance de jogar.  

"Fico feliz de ser lembrando pelo Mano. É uma felicidade. Mano tem dado bastante oportunidade para quem subiu, eu, o Murilo, o Raniel. Fico feliz. É continuar trabalhando e ganhar o espaço devagarzinho ", comentou Nonoca, ainda tímido diante dos microfones.

Mas por que Nonoca? Lucas de Souza Ventura, nome do jogador, não lembra em nada o apelido. O volante explica:

"Nonoca é apelido do meu pai. Cidade pequena tem muito disso do filho pegar o apelido do pai.  E comigo não foi diferente. Tenho esse apelido de Nonoca, que peguei na base e mantive no profissional; eu prefiro Nonoca pra homenagear o meu pai", afirmou.

O pai de Nonoca, que também foi jogador, morreu quando o volante do Cruzeiro ainda era criança. "Meu pai faleceu muito novo e não lembro muito dele, bem pouco. Espero que ele esteja feliz lá em cima", disse.

Antes dessa sequência no Brasileiro, Nonoca já tinha jogado contra o Democrata, pela 11ª rodada do Campeonato Mineiro. Mas foi nos últimos dias que ele chamou a atenção do torcedor. Contra o Furacão, participou do segundo gol ao iniciar a jogada, que terminou com a conclusão de Rafael Marques. Diante do Flamengo, demonstrou firmeza na marcação. Ele comentou suas características em campo.

"Pegada não falta, né!" - disse - "Sou marcação e quando der também apareço na frente, como fiz contra o Atlético-PR, mas meu principal é a marcação". Observou o jogador, que disse ter a confiança dos mais experientes.

"Nosso grupo tem bastante qualidade. Jogar ao lado de Ariel (Cabral), Henrique, Thiago (Neves), Sobis, grandes jogadores, é mais fácil. Eles passam tranquilidade para a gente".

E não falta festa da família e dos amigos pelo momento do garoto. "Me mandam bastante mensagem, todo mundo feliz. Minha mãe, inclusive, quando tem jogo fica gritando demais lá, os vizinhos ficam doidos com ela. Estou bastante feliz. Vim de uma cidade pequena e estou jogando em grande clube como o Cruzeiro", celebrou.

FÃ DE CR-7


Engana-se quem pensa que Nonoca se inspira em Pirlo, Pogba, Kross, Vidal, ou algum outro volante. O garoto é fã do astro português Cristiano Ronaldo. "Bom, no futebol, gosto bastante do Cristiano Ronaldo, mas não tem nada a ver (com meu futebol). Eu me inspiro bastante no meu pai também. Ele jogou futebol e me inspiro nele".

CÁSSIO ARREGUY

TRINCHEIRA: A família Etienne Arreguy orgulha todos que são seus conterrâneos, que conviveram, ou não com a parte de não deixou a Santa Terrinha de São João do Caratinga.  Convivi com boa parte dela, fazendo amigos e me educando.

Cássio é o ramo desta família que vim conhecer aqui. Moço inteligente e bom de serviço. Jornalista linha de frente como vários de seus primos e primas. Vou usar este pitaco dele, sobre certa entrevista de Alexandre Kalil, para o jornal argentino "El País", que causou muita polêmica e que desconheço, pois não a li."

KALIL E SUAS POLÊMICAS

-"Sobre a entrevista do Alexandre Kalil para El Pais, que tanta polêmica tem gerado, creio que há de se ter menos reações antipáticas e demagógicas por parte de alguns, notadamente na imprensa, quando opta pela opinião sem informação.

-" Infelizmente o futebol hoje no Brasil é extremamente caro. Elencos, estádios, custos tão elevados que não há mais condições de se praticar preços mais módicos, salvo um jogo ou outro. Não se trata de opção, capricho ou falta de sensibilidade. ".

-"É fácil demais criticar quando não se tem noção de como as coisas funcionam. A discussão e o debate são necessários, pois há muitas questões para se resolver. É óbvio que se fosse fácil e possível, os ingressos não teriam preços altos. Mas demagogia barata, maniqueísmo e desconhecimento não podem se sobrepor ao pragmatismo e à sobriedade".

 

PARADA GAY

 

O evento fez enorme sucesso em Beagá, tanto que o prefeito Alexandre Kalil prometeu repetí-lo com mais ênfase ano que vem. Cidade preconceituosa e conservadora, Beagá apresentou alguma contestação sobre as declarações de Kalil.

 

Pura bobagem. Kalil é grande administrador e sabe o que é melhor para a cidade que comanda.

 

Beagá nunca teve carnaval à altura, e com desfile de escolas de samba e blocos caricatos, festa popular na Praça da Estação, tudo bem mixuruca.

 

TRINCHEIRA: Espero que o Urso Bravo que não é de se assustar com críticas e tamanho dos eventos e homem de cumprir o que promete, repita a Parada Gay, o desfile e o esplendor da festa, como se fosse o Carnaval de Belo Horizonte. Saravá, minha gente!!!!!

 

Trincheira: QUE SE repitam os figurinos luxuosos e as maquiagens exuberantes, grandes destaques deste ano.

 

SASSA VIRA ATRAÇÃO

 

O que é isso, minha gente! Bastou um jogo e um gol, marcado com categoria, para o jovem Sassa, 20 anos, começar a subir os degraus da glória e a escrever sua história na bela história do Cruzeiro.

E quem chegou antes dele, mas não soube aproveitar a chance do cavalo que passou arriado, vai esperar. Até gente famosa, como Sóbis, mais esperado que Sassa, pode perder a vaga. Até o argentino Ábila.

 

GALO E BAHIA NO HORTO

 

Com 20 pontos ganhos em 14 rodadas, o Galo tem a chance de dar bom pulo na classificação geral caso vença o EC Bahia nesta quarta-feira, no Estádio Independência, às nove e quarenta e cinco da noite. Motivado pela vitória sobre o Atlético-GO no domingo, em  Goiânia, no curralzinho do estádio Pedro Ludovico, o técnico Roger Machado acredita que o time espantará esta noite o fantasma dos maus resultados em casa, onde sempre entrou como vencedor.

 

ÁBILA DEIXA CRUZEIRO E VAI JOGAR NO BOCA

 

Cruzeiro liberou Ramón Ábila pro Boca. Jogador fez 26 gols em 61 partidas pela Raposa.Para abrir mão de Ábila, o Cruzeiro receberá por empréstimo o meia Alexis Messidoro, de 20 anos – terá os direitos econômicos fixados ao término do contrato de um ano (até julho de 2018) –, e ficará livre da dívida de US$ 1,5 milhão com o Huracán.

 

Apesar de ser xodó da torcida cruzeirense, Ábila não tinha tanto prestígio com o técnico Mano Menezes, que até elogiava seu potencial como referência dentro da área, porém chamava a atenção para a falta de mobilidade. Em diversas coletivas, o treinador ressaltou que o atleta só renderia o esperado se os meias fizessem a bola chegar aos seus pés. Nos últimos compromissos do Cruzeiro no Campeonato Brasileiro, o argentino foi terceira opção, atrás do titular Rafael Sobis e do reserva imediato Sassá.

Ábila disputou 61 partidas pelo Cruzeiro e marcou 26 gols, sendo o sétimo maior artilheiro estrangeiro da história do clube. A pouca habilidade para participar de lances plásticos, como dribles e condução de bola, foi compensada com muito esforço e dedicação.

 

REFORÇO JOVEM

 

Contrapeso na saída de Ábila, Alexis Messidoro fez apenas cinco jogos pelo time principal do Boca Juniors, todos na temporada 2016, e balançou a rede uma vez. Considerado um atleta de potencial, o jovem foi emprestado ao Sport Boys Warnes, da Bolívia. Na Copa Libertadores, Messidoro marcou dois gols em seis jogos – um no empate por 3 a 3 com o Libertad, em casa, e outro na derrota por 5 a 2 para o Atlético, no Independência.

 

CRUZEIRO BUSCA NOVO ZAGUEIRO NA ARÁBIA

O Cruzeiro tá bem próximo de oficializar a contratação do zagueiro Digão, ex-Fluminense. O jogador de 29 anos conseguiu a liberação do Al Sharjah, dos Emirados Árabes Unidos, e viajou ao Brasil pra concretizar a transferência.

 

A tendência é que o atleta firme um vínculo mais longo com o clube celeste, a exemplo de Thiago Neves, que também atuava nos Emirados (Al Jazira) e assinou acordo de três anos. Ambos os atletas são agenciados pelo empresário Leandro Lima.

 

Digão embarcou para o Rio de Janeiro em voo da companhia aérea Emirates por volta da meia-noite. O destino posterior é Belo Horizonte, onde o jogador chegará nesta quarta-feira para realizar exames médicos.

 

A comissão técnica entendeu que era necessário contratar mais uma peça para o setor defensivo, já que Dedé e Manoel estão fora há algum tempo em virtude de lesões e o equatoriano Caicedo não atravessa boa fase.

 

O novo reforço pra zaga cruzeirense passou apenas uma temporada no Al Sharjah, onde  disputou 26 partidas – todas como titular – e marcou um gol. Antes disso, destacou-se a serviço do Al Hilal, da Arábia Saudita, onde foi companheiro de Thiago Neves. Os dois ainda fizeram parceria no Fluminense, e ganharam juntos o Campeonato Carioca e o Campeonato Brasileiro em 2012.

 

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.