sábado, 10 de fevereiro de 2018

TRINCHEIRA DO FLAVIO ANSELMO

 

CUCA MANDA RECADO AOS CARTOLAS DO GALO: NÃO MANCHEM MINHA HISTÓRIA NO CLUBE

 

0 site Superesportes informou que falou,  por telefone, com o técnico Cuca e ele se posicionou, bem irritado, da seguinte forma:

 

. "Fiquei sabendo que noticiaram que eu não aceitei proposta do Atlético, que eu a recusei. Isso não é verdade. Eu não fui procurado por ninguém do Atlético, nem por diretor, nem por presidente,  nem por ninguém".

 

Céus!!! Que tropa de mentirosos é essa que, atualmente, comanda o Galo . Fala coisa com coisa e ninguém diz a verdade, pelo menos é o que sinto acompanhando aqui do meu escritório no Despenhadeiro da Abre Campo, no Santo Antônio. Disse mais o técnico Cuca:

 

 -"Tenho carinho enorme pelo Atlético, todos sabem disso, mas não vou aceitar que falem coisas que não são verdade. Se tivessem me procurado e eu tivesse negado, falaria que neguei. É mentira, não me procuraram. Devem ter outros caminhos, o que é normal no futebol, mas não usem artifício de que eu teria negado proposta do Atlético, pois não é verdade".

 

Técnico campeão da Copa Libertadores pelo Atlético em 2013 e bicampeão mineiro em 2011 e 2012, Cuca destacou que informações falsas podem prejudicar sua imagem com o torcedor do clube.

 

- "Daqui a pouco vão dizer  que " o Cuca não quis". Vão dizer que estão me oferecendo. Nada disso. Essas coisas desanimam a gente de seguir no futebol. Estou aqui apenas esclarecendo uma informação mentirosa. Tenho história no Atlético que construí com muito sacrifício, muito suor, e quero manter isso limpinho para sempre. Que não manchem minha história no clube", declarou Cuca.

 

Histórico

 

A passagem de Cuca pelo Atlético foi de agosto de 2011 a dezembro de 2013. Ele assumiu o time num momento difícil no Campeonato Brasileiro, acumulou seis derrotas em seus primeiros jogos no comando,e conseguiu evitar o rebaixamento. O Galo terminou a Série A na 15ª colocação e abalado pela derrota por 6 a 1 para o Cruzeiro na última rodada.

 

Em 2012, ele teve a oportunidade de iniciar o trabalho e remontou o elenco. Cuca conquistou o Campeonato Mineiro e foi vice-campeão brasileiro, já contando com peças importantes como Victor, Marcos Rocha, Bernard, Jô e Ronaldinho Gaúcho.

 

Em 2013, com a volta de Diego Tardelli do Catar, o time ficou ainda mais forte e conquistou a inédita Copa Libertadores, além do bi Mineiro. A grande frustração ficou por conta do Mundial de Clubes, com a eliminação nas semifinais diante do Raja Casablanca (3 a 1) e a impossibilidade de disputar o título com o poderoso Bayern de Munique de Pep Guardiola.

 

Às vésperas da semifinal, Cuca comunicou ao elenco que deixaria o Atlético para assumir o Shandong Luneng, da China, a partir de 2014.

Desde então, Cuca se tornou ídolo da torcida do Atlético. No clube, seus números são positivos. Em 153 jogos, ele conquistou 80 vitórias, 34 empates e 39 derrotas. O aproveitamento é de 59,69%.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.