terça-feira, 20 de março de 2018

SERÁ QUE O SMAILY NÃO ENGANARÁ OS NARRADORES

GOL ANULADO PELO PRÍNCIPE

Do lado irônico e engraçado do rádio esportivo brasileiro, no meu tempo todo de janela, conheci história inesquecível, impagável, como  a que vivi com Vilibaldo Alves e Afonso Alberto num dos jogos da Copa do Mundo de 1982, na Espanha. De cabeça não me lembro qual, apenas que havia uma Seleção árabe no meio. Fazíamos o jogo pelo off-tube,  ou seja,  ao vivo, mas não do estádio e sim do pela televisão. O Vili estava em Barcelona, enquanto Afonso e eu falávamos do centro de imprensa.

O time árabe levou gol, com o jogador contrário em impedimento. O xeique que comandava a seleção, inconformado, invadiu o gramado e exigiu a anulação do gol. E foi atendido pelo árbitro. No entanto, a televisão nesta hora da decisão mudou o foco e ficou com cenas estranhas no ar. Vilibaldo não deu pela coisa e manteve o gol narrado por ele, dando a vitória à Nigéria, parece.  Afonso e eu confirmamos na hora.

Alguns dez minutos depois, eu constatei algo na televisão e pedi ao Afonso que fosse ao escritório da Globo confirmar a anulação do gol. Vili continuava de Barcelona narrando a vitória da Nigéria. Afonso voltou e confirmou: a Globo transmitia 0 x 0, pois o gol fora anulado. Chamou Vili, contudo o grande narrador, então na Rádio Capital, havia tirado o fone do ouvido, passado para o som ambiente do quarto. Desta forma, não conseguia ouvir o Afonso.

Eu entrei na transmissão e nada consegui também. O jeito era esperar o Vilibaldo  chamar, e ele chamou para pedir minha opinião:  "Como está o jogo, Flávio Anselmo, com esta vitória da Nigéria por 1 a 0?" Sem saber o que falar, saí com esta desculpa mais esfarrapada.-

" ô Vili, o estádio é pequeno e torcida fica toda amontoada e na frente das cabines. Não se enxerga quase nada. Na hora do gol, um torcedor espanhol fumando um charutão cubano e com enorme sombreiro mexicano, danou a pular aqui na frente da cabine e não nos deixou ver que o gol fora anulado. Está 0 a 0,  Vili"

-Como é que é, Peito Aberto?

-Pois é Vilibaldo, o gol foi anulado pelo Príncipe Árabe, está 0 a 0. 

-Que isso, 0 a 0? Tinham que anular não só o gol, mas o jogo, também.

Não sei se neste mesmo ano, o colega Normandes Moreira, dono de vozeirão pra fazer inveja em qualquer locutor, narrou todo primeiro tempo de Yugoslávia x Bulgária com os times trocados. Só deu pela coisa no intervalo e na sua simplicidade, apesar de 0 a 0 no placar, Normandes assumiu de novo o microfone da emissora, pediu desculpas e justificou: "Senhores ouvintes aceitem minhas mais sinceras desculpas, pois transmiti todo primeiro tempo com os times trocados". A gafe entrou para a história do rádio tupiniquim.

QUEM É ISMAILY

 Confesso que nestes anos todos de janela, jamais ouvi falar ou li alguma coisa sobre o lateral esquerdo Ismaily convocado agora por Tite. De repente, estou narrando o jogo Brasil e Rússia, amistoso desta sexta-feira e deparo assustado comentando a atuação de Ismaily e então serei obrigado a pedir desculpas pois analiso o lateral esquerdo russo como se fosse da Seleção Brasileira.

Ismaily não teve muito tempo para celebrar sua primeira convocação para a seleção brasileira. Em um intervalo de 12 horas, ele recebeu a notícia de que foi chamado por Tite, durante o treino no Shakhtar Donetsk, na Ucrânia, preparou a mala, viajou para Moscou e se integrou ao grupo brasileiro na capital russa.

Ao se apresentar à Seleção, o sul-mato-grossense admitiu a surpresa com o momento.

– Muita surpresa. Estava treinando e recebi essa notícia maravilhosa. Infelizmente foi por uma lesão de um companheiro, mas fico feliz por essa oportunidade e poder estar aqui na Seleção é o sonho de qualquer jogador. Então estou muito feliz por isso – declarou o lateral, à CBF TV.

Aos 28 anos, Ismaily foi a quarta opção de Tite para a lateral esquerda. Marcelo é o titular. Filipe Luís foi convocado, mas fraturou a perna e foi cortado. Em Moscou, Alex Sandro teve que ser cortado devido a uma lesão muscular na coxa. O jogador do Shakhtar havia sido mencionado pelo técnico da Seleção na entrevista coletiva durante a convocação, e a simples menção de Tite já havia alegrado Ismaily.

– Sou de uma cidade muito pequena lá no Mato Grosso do Sul, então quando alguma coisa acontece, sempre chegam muitas mensagens para mim. Fiquei sabendo, sim, da entrevista do professor Tite, e fiquei feliz só pelo reconhecimento.

Ismaily está desde a temporada 2012/13 na Ucrânia. Na Europa, também atuou por Estoril, Olhanense e Braga, em Portugal. Quase não atuou no Brasil – apenas no pequeno Ivinhema, de sua cidade-natal, no Mato Grosso do Sul, Desportivo Brasil e São Bento. Ele sabe que é pouco conhecido pelos torcedores brasileiros. Por isso, fez questão de se apresentar.

– Saí muito cedo do Brasil, com 19 anos, tive experiência em Portugal, depois já fui para o Shakhtar. Sou jogador que sempre gosta de estar atacando, gosto de apoiar ao ataque.

Na Seleção, o lateral terá a ajuda de companheiros e ex-colegas de clube para se adaptar. Taison e Fred jogam com Ismaily atualmente no Shakhtar Donetsk. Fernandinho e Douglas Costa também atuaram com o jogador pela equipe ucraniana.O primeiro treino do Brasil com o novo lateral-esquerdo será na tarde desta quarta-feira, às 15h30 de Moscou, 9h30 de Brasília, no CT do Spartak de Moscou. Brasil e Rússia se enfrentam na próxima sexta-feira, às 13h (de Brasília), no estádio Luzhniki, mesmo da abertura e final do Mundial.

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.