segunda-feira, 26 de março de 2018

TRINCHEIRA DO FLAVIO ANSELMO

 

 ALEMANHA  X BRASIL NESTA TERÇA EM BERLIM É MERO AMISTOSO DE PREPARAÇÃO PRA COPA. NÃO TEM NADA DE VINGANÇA PELOS 7 A 1.

 

 

A  Alemanha não terá força máxima no amistoso contra o Brasil nesta terça-feira: o técnico Joachim Loew decidiu escalar a equipe mista na partida de preparação para a Copa do Mundo.

 

Será o primeiro encontro entre as duas seleções desde a goleada alemã de 7 x 1 na semifinal da Copa do Mundo de 2014. Porém,  o jogo está longe de ser visto como chance de revanche para os brasileiros.

 

As duas equipes têm desfalques importantes e fazem testes com vistas ao Mundial da Rússia, que começa em junho.

 

O Brasil, que perdeu apenas uma vez em 17 partidas sob comando do técnico Tite, está desfalcado de Neymar, que se recupera de cirurgia no pé direito, enquanto a Alemanha não terá Mesut Ozil, Thomas Mueller e Manuel Neuer.

 

O meio-campista Can também foi descartado devido lesão nas costas, enquanto Sami Khedira é dúvida por ter levado pancada contra a Espanha na sexta-feira..

 

Stegen, reserva imediato de Neuer no gol, também será poupado.

"Stegen  terá descanso porque ele tem pequena questão no joelho e talvez seja bom ter descansar por alguns dias", disse Loew.

 

O treinador disse ainda que Marvin Plattenhardt irá substituir Jonas Hector na lateral, enquanto Leroy Sane e Ilka Guendogan  serão titulares no meio e na ponta.

 

Na partida  os alemães tentarão igualar seu recorde de 23 partidas de invencibilidade de 1978 a 1980.

 

Para Loew, o jogo representa  oportunidade de fazer experimentos, e não tem relação com o 7 x 1.

 

"Para nós aquele jogo não tem tanta importância como tem para o Brasil. A frustração foi obviamente grande para eles, especialmente como país-sede", revelou.

 

"Agora o Brasil pode ter algum pensamento de revanche, mas não se pode pensar assim porque não pode trazer aquela semifinal de volta. Mas o Brasil melhorou."

 

Desde que Tite assumiu, em 2016, o Brasil perdeu apenas para a Argentina.

 

"Eles melhoraram consideravelmente", disse o treinador alemão e completou:

 

 -"Eles se reinventaram nos últimos dois ou três anos. Eles estão defendendo com todos os jogadores e o ataque deles está entre os melhores do mundo."


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.