segunda-feira, 16 de abril de 2018

CRUZEIRO DORMIU E GRÊMIO, ACORDADO, CASTIGOU

CRUZEIRO DE MANO JOGOU NADA, PREGUIÇOSO, E FOI PRESA FÁCIL PARA GRÊMIO BEM ARMADO POR RENATO GAÚCHO

O Cruzeiro do professor Pardal apelidado de Mano Menezes, começou mal o Campeonato Brasileiro, diante do campeão gaúcho Grêmio, brilhantemente conduzido pelo ex-atacante celeste Renato Gaúcho, autor do nó paralisante na equipe mineiro, engolida totalmente pelos azuis gremistas.

O Cruzeiro viu o Grêmio dominar a bola, ter mais posse da bola, e vencer apenas por 1 a 0, na tarde deste sábado, no Mineirão. A Raposa jogou bem abaixo do que pode e frustrou a torcida, até porque os gremistas não deixaram que ela jogasse mais do que aquilo que foi visto.

 O único gol do jogo foi marcado por André 'Balada' ex-Atlético,  que estreou no Tricolor gaúcho. O time de Mano Menezes deixou o campo vaiado.O de Renato Gaúcho foi muito aplaudido.

O Cruzeiro agora volta o foco para a Copa Libertadores. A Raposa entra em campo nesta quinta-feira, às 21h30, em Santiago do Chile. O rival será a Universidad de Chile. Último do Grupo 5, com 1 ponto, o Cruzeiro  precisa da vitória para não complicar ainda mais sua situação.

UM POUCO DA HISTÓRIA DE CRUZEIRO 0 X  1 GRÊMIO

Na etapa inicial, o time gaúcho conseguiu controlar o jogo, com a posse da bola. O Grêmio chegou a ter quase 70% de posse de bola. Mas lhe faltou objetividade, e não conseguiu entrar na defesa celeste. O destaque foi o Dedé, bem na jogada aérea e certeiro nos desarmes pelo chão.

O Cruzeiro não foi nem de longe o time ligado da finalíssima do Mineiro. Em muitos momentos, os jogadores pareciam desligados e sem inspiração. Thiago Neves, Robinho e Arrascaeta erraram muito. Já o atacante Sobis correu, se doou, mas também nada produziu. O goleiro gremista Marcelo Grohe pouco trabalhou nos primeiros 45 minutos.

As melhores jogadas do Cruzeiro saíram da bola parada. Aos 21 minutos, Thiago Neves cobrou escanteio e Henrique desviou na rede pelo lado de fora. O Grêmio teve apenas duas finalizações, nenhuma com grande perigo.

André 'Balada' dá vitória ao Grêmio

Diante da falta de agressividade ofensiva do Cruzeiro, o técnico Mano Menezes promoveu a entrada de Sassá no segundo tempo na vaga de Rafael Sobis. A mudança não surtiu o efeito esperado. O Grêmio seguiu tocando bola e fazendo seu jogo. E o gol dos tricolores não demorou a sair.

Aos 9 minutos, Ramiro foi lançado no flanco direito de ataque, driblou Egídio com facilidade e cruzou. Cícero desviou de cabeça na primeira trave, e a bola sobrou para André empurrar para as redes: 0 a 1.

O Cruzeiro teve a chance de empatar logo no lance seguinte. Thiago Neves recebeu a bola em boas condições dentro da área e chutou em cima de Grohe. O Cruzeiro partiu para cima e deixou mais espaço para o time do Sul, que quase ampliou com Everton aos 15 minutos. Fábio fez grande defesa.

O jogo poderia ter mudado de figura aos 27 minutos. Arrascaeta foi lançado e sairia com boas condições de empatar, mas  Kahneman deu carrinho fortíssimo no cruzeirense. O zagueiro argentino foi expulso. Mesmo com um atleta a mais, a Raposa só conseguiu pressionar o rival nos minutos finais de jogo.

A renda do clássico brasileiro, entre dois times campeões estaduais e de grande prestígio continental foi pequena. O público não compareceu como era esperado e como aconteceu nas partidas anteriores;

Apenas 15.446 pagantes e o público presente foi de 19.285 com renda de R$ 418.305,00 o que não dá nem pra pagar o salário de Rafael Sóbis, outro apagado no jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.