sexta-feira, 6 de abril de 2018

MORO JUIZ DOS RICOS

 

MST ABRE GUERRA PESADA CONTRA GOLPISTAS QUE QUEREM PRENDER LULA E FAZ SÉRIAS AMEAÇAS

 

 

A diretora do MST Miriam Muniz disse que o grupo não vai "dar descanso" para essa "corja". "Vimos essa semana que o Supremo é tão golpista quanto o Temer", disse. O MST publicou vídeo e fotos da "intervenção" no prédio da ministra. Eles picharam no chão "Cármen golpista" e jogaram tinta vermelha na fachada do prédio. 
No prédio do Ministério Público Federal o grupo pichou "Moro, juiz dos ricos".  
A ministra Cármen Lúcia deu o voto de minerva que permitiu a prisão do ex-presidente Lula, quando o julgamento do habeas corpus estava empatado em cinco a cinco. Também foi dela a decisão de não pautar duas ações declaratórias de constitucionalidade que poderiam mudar o entendimento do Supremo sobre a prisão em segunda instância. 

Ao justificar o voto, Cármen Lúcia disse que "entendimento da presunção de inocência não pode levar à impunidade" e que "não há ruptura ao princípio quando exaurida a fase de provas". 

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.