quarta-feira, 11 de abril de 2018

VERDADEIRO DIRETOR DE FUTEBOL DO CRUZEIRO VALORIZA O DEPARTAMENTO

 Brasil 1966
Djian revela propostas por Digão e sinaliza que lateral-esquerdo deixará o Cruzeiro
Diretor de futebol da Raposa comentou situações de mercado do time

Que noticia boa de se ler: pelo que eu soube antes, o diretor de futebol do Cruzeiro, convidado pelo Presidente, seria o desastrado Itair Machado. Porém, vejo agora que Marcelo Djian (foto), ex-zagueiro titular do time azul, com ótima passagem pela Toca da Raposa, concedeu entrevista coletiva ao apresentar o lateral-esquerdo Patrick Brey.contratado junto ao Tupi de Juiz de Fora.

Encheu-me de alegria por saber que um ex-jogador de qualidade com experiência internacional, liderança indiscutível, cuida do departamento de futebol. Gostei muito de saber, também, que o Cruzeiro contratou um jogador do Tupi de Juiz de Fora. Lembram-se que reclamei isso do clube no meu comentário ao vivo aqui no Blog?

Utilizado em apenas três oportunidades por Mano Menezes na campanha vitoriosa do Cruzeiro no Campeonato Mineiro, o zagueiro Digão recebeu algumas consultas e poderá deixar a Toca da Raposa II. A revelação foi feita pelo diretor de futebol Marcelo Djian em entrevista coletiva nesta terça-feira.

O camisa 28 já recebeu ofertas do Vitória e do Sport, mas o clube celeste aguarda parecer do departamento médico – Murilo tem  trauma no ombro esquerdo – para definir se negociará o defensor. 

O Cruzeiro acertou a contratação de Digão em julho de 2017. O zagueiro assinou contrato por três temporadas e, desde então, encontra forte concorrência na disputa por posição na defesa do Cruzeiro. Além dele, Mano tem à disposição Murilo, Leo, Manoel e Dedé. Arthur e Cacá, das categorias de base. Desde que chegou à Toca, Digão disputou 15 partidas e não marcou gols.

Victor Luiz de saída

Outro que não deverá permanecer no Cruzeiro é o lateral-esquerdo Victor Luiz, revelado nas categorias de base e promovido ao elenco profissional em janeiro. Ele não chegou a receber oportunidade em 2018 e será negociado em função da chegada de Patrick Brey, contratado ao Tupi, para a mesma posição. 

"Sobre o Victor Luiz, o Mano já tinha sinalizado (a possibilidade de negociá-lo), em função de termos Egídio e Marcelo Hermes. E agora com a chegada do Patrick (Brey), devemos emprestá-lo. Para qual time não sabemos, não avançou nada concreto", afirmou Djian.

TRINCHEIRA: Victor Luiz é jogador novo, que não foi testado no  profissional. Não custou nada ao Cruzeiro. Se estourar lá fora e ser impedido de voltar, a culpa será do desinteressado Mano Meneses.

Na manhã desta terça-feira, o diário Record, de Portugal, noticiou  que o lateral do Cruzeiro despertou interesse do departamento de análise de desempenho do Sporting Braga. O Marítimo, também de Portugal, seria outro interessado em contratar o cruzeirense. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.