segunda-feira, 21 de maio de 2018

CRUZEIRO PRETENDE AZULAR A NOITE DE TERÇA NO MINEIRÃO

OLHO NA LIDERANÇA DO GRUPO 5, CRUZEIRO, DE FORÇA MÁXIMA CONTRA RACING NESTA TERÇA NO MINEIRÃO, TEM APOIO MACIÇO DA CHINA AZUL.

 


O técnico Mano Menezes  quer o Cruzeiro com a sua força máxima contra o Racing, nesta terça-feira à noite, no último compromisso da fase de grupos da Copa Libertadores. Se vencer o time argentino,  terminará na liderança da chave 5 e terá a vantagem de decidir em casa nas oitavas de final.

 

Além disso, se avançar no primeiro posto, poderá sair do caminho dos  demais times brasileiros, como planeja Mano.


Em entrevista coletiva na Toca da Raposa II, Mano Menezes disse preferir que o Cruzeiro enfrente time estrangeiro nas oitavas de final da Copa Libertadores a duelar com equipe nacional. Para isso, ele quer avançar como primeiro da chave.
 

"Julgamos que sim (que a primeira posição do Cruzeiro é fundamental). Se olharmos para os grupos, as colocações, a pontuação na tabela, nós podemos vislumbrar aquilo que será as oitavas de final da Copa Libertadores. Só um time brasileiro  não passou (Vasco), todos os outros confirmaram e a maioria está em primeiro lugar dos grupos."

 

-" Se a gente não quer cruzar com brasileiro nas oitavas, que sempre é ruim, por mais difícil que seja jogar com grandes equipes sul-americanos, mas cruzamento no país é sempre pior. Usar a força máxima nesta terça-feira para consolidar o primeiro lugar do grupo, é importante.", afirmou Mano Menezes.

A vitória simples garante ao Cruzeiro a liderança do Grupo 5. A Raposa tem 8 pontos, ao passo que o Racing lidera com 11. O triunfo celeste igualará em pontos os dois times. A Raposa ficará à frente pelo saldo de gols, que já é maior (9 x 7).

Contudo, mesmo se ficar na ponta, o Cruzeiro pode enfrentar  time brasileiro. Dos times do país, apenas o Vasco ficará fora das oitavas de final, já que a Raposa está virtualmente classificada, podendo ser eliminada apenas se for goleada pelo Racing e se a Universidad de Chile também golear o Vasco.

Quatro brasileiros lideram as suas respectivas chaves: Palmeiras, Santos, Corinthians e Grêmio. O 'Porco' é o único já garantindo na primeira posição. Na última rodada, os outros três times devem confirmar a liderança da chave:

 

o Tricolor Gaúcho enfrenta o já eliminado Defensor em Porto Alegre; o Santos  recebe o lanterna Real Garcilaso e o Corinthians duela com o Milionários, em São Paulo.

 

O outro brasileiro é o Flamengo, que já está classificado e enfrenta o River Plate na última rodada, em Buenos Aires. A vitória garante os cariocas na primeira colocação. Empate e vitória do River deixam o time argentino no primeiro lugar.

 

FLAMENGO CONTESTA ARBITRAGEM DE MINEIRO NO CLÁSSICO CONTRA VASCO E O ACUSA DE AJUDAR O GALO A CHEGAR NA LIDERANÇA.

 

O Atlético enfrenta o Flamengo na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, sábado, às 21h, no Independência. As duas equipes estão na parte de cima da tabela, na disputa das primeiras colocações. E, antes mesmo de a bola rolar, a ida já existe polêmica perigosa, com declarações fortes de dirigentes dos dois lados.

 

No sábado passado, o Flamengo empatou com o Vasco por 1 a 1, no Maracanã. A arbitragem teve muitas reclamações dos dois times. O apitador foi do mineiro Ricardo Marques Ribeiro.

Ao final do jogo, Ricardo Lomba, vice-presidente de futebol do Flamengo, em entrevista, detonou o árbitro. "Acho triste, após este clássico entre Flamengo e Vasco, a gente ter que falar da arbitragem. Tenho certeza que o adversário também não está contente com o aconteceu.. Não acredito em má intenção, pois acho que o árbitro é apenas ruim, que não é talhado para exercer esse tipo de atividade. Mas enquanto o escalarem para os jogos importantes  a gente tem que aceitar".

 

O dirigente também questionou o fato de o time carioca enfrentar o Galo na próxima rodada, e um árbitro de Minas Gerais ter apitado o clássico: "Curiosamente, árbitro mineiro, e a gente disputando a liderança do Brasileiro com o Atlético, o próximo jogo lá em Minas. Acho que faltou habilidade na escolha. Mas é triste, acho que devíamos evoluir para uma discussão maior nível,  pouco mais densa, que é porque não termos o árbitro de vídeo em ação", criticou.

 

GALO CONTRA-ATACA

 

A resposta veio neste domingo. O vice-presidente do Atlético, Lásaro Cândido da Cunha, se manifestou em seu Twitter. "A insinuação irresponsável parte de um repórter e chega ao dirigente que a repete como papagaio...o time deles é aquele mesmo do caso Wright, um dos maiores escândalos da arbitragem no Brasil ...".

O vice-presidente do Atlético se manifestou em seu Twitter. "A insinuação irresponsável parte de repórter, chega ao dirigente que a repete feito papagaio...o time deles é aquele mesmo do caso Wright, dos maiores escândalos da arbitragem no Brasil ...".

Lásaro Cunha referiu-se à partida de desempate entre os dois times, disputada em 1981, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, ainda pela primeira fase da Copa Libertadores, quando cinco atleticanos foram expulsos pelo árbitro José Roberto Wright: Reinaldo, Éder Aleixo, Chicão, Palhinha e João Leite. Até hoje a torcida atleticana não esquece o fato.

OTERO SE DESPEDE?

Otero completou 100 jogos com a camisa do Atlético e reservou bom lugar no coração da Massa. O clássico contra o Cruzeiro foi visto, também, pelos empresários Giba Brasil e o português João Camacho que querem intermediar uma venda do jogador para os Emirados Árabes, na janela do meio do ano.

Os dois empresários têm corrido o País para olhar jogadores que se destacam. Já estiveram em São Paulo, Bahia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e agora Minas. Outro no qual prestaram muita atenção é o zagueiro Brenner.

Otero fez 27 partidas nesta temporada, sendo 23 como titular. Já tem 21 gols marcados com a camisa alvinegra e nesta temporada marcou quatro vezes e deu nove assistências. Sua saída divide a torcida ao meio; bem contrário de Brenner que não divide nada: a torcida é 100% favorável à sua continuação na Cidade do Galo.

 

 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.