sábado, 5 de maio de 2018

SOMOS VIA DE MÃO DUPLA: O QUE VEM, NORMALMENTE VAI

ENTRE BEIJOS E AMASSOS
Flavio Anselmo - maio/2018
Bom Dia, Meu Anjo.
Somos via de mão dupla.
O que vem é igual ao que vai,
Foi-nos permitido o poder
da multiplicação
para ficarmos numa união
e não distantes, permanecer.
Viajamos pela mão dupla
um desgarrado do outro
Mas a cada km nos encontramos:
estou indo e você vindo,
ficamos de mãos dadas
embananando o tráfego
em longas filas de pretendentes
a um amor igual ao nosso:
que enverga, mas não quebra.
É longo, invisível e imortal,
habitante d'alma, domina corações
com linha direta e especial às emoções
das histórias inéditas e especiais.
Amanheço com você em meus lábios
entre beijos de amor e lascivos;
nos meus braços, entre amassos
há afastamento da saudade diária.
 Te amo, querida, como a andorinha
 ama a Natureza que lhe é pródiga.
(FIM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.