terça-feira, 26 de junho de 2018

treinador bom na Copa é treinador que sabe cuidar de uma pelada

PLANEJAR É CONVERSA FIADA. PARA SE FORMAR BOM TIME BASTA ESCOLHER OS MELHORES, COMO FAZEM EXPERIENTES PELADEIROS.

SEGUNDO CONSTA FOI ASSIM EM 1970, NO

MÉXICO, E O BRASIL FICOU COM O CANECO

 

Quem  leu bastante sobre a Seleção da Copa de 1970, no México, sabe que ela foi militarizada pelo Governo da Ditadura. O Brasil passou fácil pelas eliminatórias, com o técnico João Saldanha e suas feras, superando o vexame de 1966, quando só deu vexame na Inglaterra. O Ditador de Plantão, Garrastazu Médici, mandou a CBF presidida pelo Almirante Heleno Nunes pois não admitia intelectual comunista - João Saldanha -  ocupando o cargo tão popular e importante de técnico da Seleção.

João Sem Medo - como era chamado Saldanha - foi demitido apesar da excelente campanha nas eliminatórias e para seu lugar foi chamado Zagallo, o ponta-esquerda bicampeão mundial, na época aposentado como jogador e ocupando o cargo de treinador do Botafogo. Saldanha deixou o time pronto, mas Zagallo para mostrar serviço ignorou-o. Já na nova convocação deixou fora da lista Dirceu Lopes, Zé Carlos e Dadá Maravilha. Nos amistosos no México contra times locais com base no Botafogo que comandava no futebol carioca. No ataque colocou Rogério, Roberto, Pelé, Gerson e Paulo César Caju. O time de Saldanha tinha no ataque Jairzinho, Gerson, Tostão, Pelé e Rivelino.

Aconteceu de Rogério sofrer uma lesão séria e logo depois Roberto. Ninguém foi chamado para seus lugares. Diz a história que os militares impostos pelo Governo à CBF para atuarem na Comissão Técnica, entre eles sargento Carlos Alberto Parreira, capitão Cláudio Coutinho e outros, como não conseguiam dobrar Zagallo para mudar a escalação, estimularam a vaidade do Velho Lobo.

Sugeriram que no coletivo seguinte, assumisse o espírito de peladeiro e promovesse sorteio para a escolha dos times que treinariam tipo A versus B. 0 A seria time titular. Feito o par-ou-ímpar  com Claudio Coutinho, e como vencedor do joguinho, Zagallo começou a escolher seu time (o A) pelo goleiro Félix. Coutinho escolheu o seu, Ado.

Zagallo lembrou-se de seus tempos de jovem peladeiro e no momento de escolher o time, escolhia sempre os melhores. Seu próximo escolhido foi Carlos Alberto Torres. Na sequência, chamou Brito para seu lado. Na hora do outro zagueiro, alguém lhe soprou: "Chama o Piazza, é o maior tomador de bola do País e joga muito, também, de quarto zagueiro". De fora ficaram Joel e Fontana, dois autênticos quarto zagueiros.

 Em seguida, escolheu Marco Antônio, lateral esguio e cheio de pernas. O mesmo que lhe soprou antes, de novo pitacou: "Você devia ter chamado o Everaldo, do Grêmio." Zagallo, irritado, respondeu: "agora quem vai chamar no meu lugar é você." De cara, o atrevido relacionou Clodoaldo, Gerson, Rivelino, Jairzinho, Tostão e Pelé". Zagallo estranhou: "Como vou escalar este time?"

-"Fácil, Fácil, " - respondeu Cláudio Coutinho. " OLHA aí o time com Felix, Carlos Alberto, Brito, Piazza e Marco Antônio; Clodoaldo, Gerson e Rivelino; Jairzinho, Tostão e Pelé". Zagallo quis saber: "Quem será o ponta esquerda e o centroavante? "

-"O ponta será Rivelino que é canhoto e volta para ajudar o meio, como você fez nas Copas de 58 e 62" respondeu Coutinho.

"- Sobre centroavante,  Tostão, Pelé e Jairzinho,vão revezar na função , sabem fazer isso muito bem. Quando Tostão sair da área, Pelé entra. Estes dois vão abrir caminho para Jairzinho quando saírem para os lados".

-" Na linha de zagueiros, Piazza funcionará com líbero, ajudando Brito. Os laterais subirão para ajudarem Clodoaldo e Gerson na armação das jogadas. As bolas aéreas na nossa área serão de Brito que é alto e sobe muito."

-"Aí está professor. Você escolheu o melhor time da pelada. Seremos campeões. Se não funcionar assim, com Carlos Alberto, Brito, Piazza e Marco Antônio, vamos colocar Everaldo na esquerda." - "

-"Na frente da zaga, usaremos Clodoaldo e Gerson; mais à frente, na armação. No ataque, Rivelino, Tostão ou Pelé;  Jairzinho ".

-"Sempre que você tiver dúvida para escalar a Seleção, Professor, lembre-se dos seus tempos de pelada e escolha os melhores, independentemente das posições. Craque joga em qualquer lugar".

Foi assim que Zagallo fez e seu time de craques, de vez em quando lançando mão de Paulo César Caju, foi batendo os adversários mais pesados como Inglaterra, na base da genialidade dos craques até chegar ao título e encantar o Estádio Azteca, na Cidade do México, com futebol brilhante; Lenda ou não;  verdade ou  ficção, serve de conselho para Tite, atual treinador da Seleção. No próximo coletivo, distribua as camisas, bata par-ou-ímpar com o seu fiel escudeiro, Cleber Xavier e escolha os melhores para o seu lado.. Em seguida, distribua cada qual numa função. Comece a fazer isso neste jogo contra a Servia e vá até o final da Copa. Garanto que o título virá.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.