terça-feira, 28 de agosto de 2018

TÕ COM MEDO DESTA DECISÃO CONTRA MENGÃO

 SE UMA DECISÃO ME ASSUSTA É ESTA DO CRUZEIRO NESTA QUARTA CONTRA O FLAMENGO NA LIBERTADORES

E olha que o time de Mano Menezes tem todas as vantagens a seu favor: é o segundo jogo do mata-mata das oitavas de final;  joga pelo empate e pode até perder: se por 1 a 0, avança e por 2 a 0 a decisão vai para os penais; só não pode perder o foco da partida, como fez contra o Santos, pela Copa do Brasil, apesar da decisão ser no Mineirão.

Cruzeiro e Flamengo se enfrentam pela primeira vez na Taça Libertadores das Américas. No primeiro jogo das oitavas de final, no Maracanã, os azuis venceram por 2 a 0, gols de Arrascaeta e Thiago Neves.

Na história deles, as equipes já se enfrentaram 49 vezes em Minas Gerais, com 23 vitórias do time mineiro, mais 15 empates e 11 vitórias dos cariocas. o Cruzeiro marcou 76 gols e levou 49. Os jogos foram disputados em BH (42), em Uberlândia (2) Ipatinga (2), Sete Lagoas (1), Varginha (1) e Uberaba (1).

BELO HORIZONTE:  Foram 42 confrontos. A Raposa venceu 20, empatou 13 e perdeu 9, com 68 gols marcados e 44 sofridos. No Mineirão, Cruzeiro e Flamengo se enfrentaram 33 vezes, com 15 triunfos cinco estrelas, 11 empates e 7 vitórias do Flamengo. Os azuis fizeram 44 gols e levaram 27.

PRINCIPAIS ARTILHEIROS DO CRUZEIRO CONTRA O FLAMENGO

4 gols: Tostão; 3 gols: Dirceu Lopes, Fábio Júnior, Fred, Marcelo Ramos e Zé Carlos; 2 gols: Borges, Cris, De Arrascaeta, Elmo, Everton Ribeiro, Guilherme (2007 e 2008), Heyder, Ismael, Natal, Niginho, Ninão, Palhinha (1996), Ramires, Ricardo Goulart busca virada inédita como visitante,Roberto Batata, Roni e Thiago Ribeiro.

Entre Brasileiro, Copa do Brasil, Libertadores, Supercopa, Mercosul e Sul-Americana, Rubro-Negro saiu atrás como mandante oito vezes e nunca tirou desvantagem fora. No cenário do confronto, apenas dois times conseguiram o feito na competição e cariocas foram vítimas.

 

Explica-se: por mais que tenha três Copas do Brasil, uma Mercosul, uma Libertadores e cinco de seus seis Brasileiros conquistados em formato mata-mata, o Flamengo nunca conseguiu reverter um confronto em que tenha sido derrotado em seus domínios no primeiro jogo. No 2 a 0 para o Cruzeiro, no Maracanã, foi a nona vez que isso aconteceu. Em todas, a vantagem fez a diferença no final.

DONO DOS MATA-MATAS

 

Titular absoluto na equipe de Mano Menezes, o meia tem aproveitamento de 87,5% em duelos eliminatórios com a camisa celeste. Contratado no início do ano passado, Thiago Neves já disputou 16 fases de mata-mata, com 14 classificações e duas eliminações.

 

Os resultados negativos foram em 2017, quando a Raposa perdeu a final do Mineiro para o Atlético e foi eliminada pelo  Nacional, do Paraguai, na primeira fase da Sul-Americana.

 

Experiência a serviço

 

Ao todo, Thiago disputou 28 jogos eliminatórios pelo Cruzeiro, com 14 vitórias, oito empates e seis derrotas. Em competições com esse tipo de confronto, ele ergueu os troféus da Copa do Brasil do ano passado e do Mineiro deste ano vestindo a camisa celeste. O meia diz que não faz uma preparação específica para esse tipo de partida, mas que gosta de passar a experiência para os companheiros.

 

    

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.