domingo, 19 de agosto de 2018

TU, SEMPRE, A MAIS BELA DOS ANJOS



VENHO AQUI TE PROPOR
AMOR ETERNO, SUELY!
(Flávio Anselmo - agosto/2018)

Por fim, apareceste, adorável Suely!
A nuvem escura que te escondia
dissolveu-se em chuva forte,
uma orquestra de sabiás e pintassilgos
entoou a canção, tua e minha, meu Bem
pra agasalhar teu enorme coração, também.

O ambiente abriu-se à paz reinante.
Tu, sempre, a mais bela dos anjos, Suely,
Desceste pela encosta deslizante
do alto pico atrás do qual saiu a nuvem.
Deslizavas com olhar difuso à minha procura
Antes de chegar ao chão, vês a porta aberta
Ouves a voz de lá que sai e manda
"Vá Amada Suely, não estás mais escondida
-Vá que o amor eterno te espera soberano".
"Voe  aos braços dele e será correspondida".

Ouça a Rainha que comanda:
"Este amor não é mais profano!".

Será teu, só teu, assuma-o, Suely
Case com ele, sejam felizes
Assim cantou o Beija Flor fiel,
do bico pingava gotas de mel,
Enquanto lá no alto, perto do Céu
Suave como tu, a Alma age
Empurra a porta semiaberta
e entra para esta vida alerta

Que te proponho tê-la a dois,
depois que, depois, depois
que nada, é agora, já agora.
Vida que o Amor revigora
Para termos muitos anos
resistentes, combatentes, amantes
Mas acima de tudo, contentes.
(FIM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.