terça-feira, 18 de setembro de 2018

CRUZEIRO VAI AZULAR AQUELE CORTIÇO DE LA BOMBONERA

AI QUE SAUDADE EU TENHO DE IR A BUENOS AIRES TRANSMITIR JOGOS DE NOSSOS TIMES. SAUDADE  SEM LIMITE DOS 40 DIAS QUE FIQUEI NA BELA CAPITAL  ARGENTINA DURANTE A COPA DE 1978, MESMO QUE A FESTA FINAL TENHA SIDO DELES, NO TAPETÃO.

O cortiço de Lá Bombonera faz medo até para gente que não está no gramado. Subir aquelas escadarias, que nem sei se existem ainda,  com as malas de equipamentos no ombro era terrível. Escadas estreitas e escuras. Na subida, a gente fazia os planos da descida se vencesse o jogo, os riscos que teríamos de enfrentar ameaçados pelos "Los bosteros', apelido do Boca Júniors, que também é apelidado de "Los Xeneizes".
Devido ao grande número de imigrantes italianos, provenientes da cidade de Gênova, morando no bairro de La Boca, na época, os próprios torcedores do Boca começaram a se auto-intitular "Los Xeneizes". A expressão é derivada da palavra zeneïze, que no dialeto falado na Ligúria, região italiana cuja capital é Gênova, significa genovês.
Os boquenses também foram apelidados de "Los Bosteros" (Os Bosteiros), devido a fábrica de tijolos que funcionava nas proximidades do clube. Para a fabricação dos tijolos, era utilizado excremento animal como matéria-prima, o que deixava mau cheiro para quem passasse por ali. Os rivais então criaram o apelido, que nos dias de hoje já é aceito pelos torcedores do Boca, que não se importam com o cunho pejorativo.
CRUZEIRO CHEGA DE MADRUGADA A BUENOS AIRES E É RECEBIDO COM MUITA FESTA NO EZEIZA
Quase no início da madrugada desta terça-feira, o Cruzeiro desembarcou no aeroporto internacional de Ezeiza, em Buenos Aires, capital da Argentina, local da partida contra o Boca Juniors, nesta quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), na Bombonera, pelas quartas de final da Libertadores. Mas o horário não afastou os torcedores cruzeirenses que desembarcaram mais cedo e fizeram questão de acompanhar a chegada da delegação. Muita festa para os jogadores, que receberam demonstrações de carinho e idolatria.
Um dos mais comemorados foi o goleiro Fábio, um dos mais antigos no elenco cruzeirense. O cruzeirense Amadeu Lopes, de Pará de Minas, interior de Minas Gerais, chegou um pouco antes da delegação e tinha o goleiro como principal objetivo. E ele demonstrou todo carinho que tem pelo goleiro quando o encontro, beijando até as mãos do experiente jogador da Raposa.
- Nunca tinha conseguido ficar tão perto dele e a oportunidade de estar assim. Ele é muito ídolo – comemorou o torcedor cruzeirense.
Não só Fábio recebeu carinho. Mano Menezes, Barcos, Dedé, Romero, Raniel, entre outros foram recebidos com muita festa, fotos e vídeos com os torcedores cruzeirenses. Mas não só tinha gente vestido de azul e branco. Também na Argentina, por causa do jogo contra o Atlético Tucumán, nesta terça, pela Libertadores, os gremistas espiaram a chegada do time cruzeirense.
Muitos vão dormir no aeroporto de Ezeiza esta madrugada para pegar um voo cedo para a cidade que fica ao norte de Buenos Aires, a cerca de 1000 quilômetros. O gremista Matheus Tchukamira será um dos que irá esperar passar a madrugada e aproveitou também para fazer fotos com ex-gremistas, como Barcos e Edilson.

Recepção amiga

Apesar de adversário, o Boca Juniors mandou funcionário do seu departamento de relações públicas para receber a delegação cruzeirense, que chegou com 23 jogadores e muita festa a Buenos Aires, animada com a partida com o Boca Juniors. Ele recepcionou a delegação e deu a boas vindas aos dirigentes.
O Cruzeiro finalizou a preparação para o jogo contra o Boca Juniors nesta terça-feira. No estádio do San Lorenzo, às 16h, a equipe fez treino fechado. Duas horas depois, o reconhecimento do gramado da Bombonera.
Confira a lista dos jogadores relacionados para o jogo na Argentina:
Goleiros:
 Fábio, Rafael e Vitor Eudes
Laterais: Edilson, Egídio, Ezequiel e Marcelo Hermes
Zagueiros: Léo, Dedé, Manoel e Murilo
Volantes: Henrique, Lucas Silva, Romero, Cabral e Bruno Silva
Meias: Thiago Neves, Robinho, Rafinha
Atacantes: Barcos, Raniel, David e Rafael Sobis

Após nove jogos e quase dois meses de invencibilidade, o Inter não só voltou a ser derrotado, como perdeu a liderança do Brasileirão. O Colorado saiu na frente, mas sofreu a virada por 2 a 1 para a Chapecoense, nesta segunda-feira, na Arena Condá, pela 25ª rodada do Brasileirão. E Leandro Damião assume sua parcela de culpa pelo resultado, depois de ter perdido um pênalti já nos acréscimos da segunda etapa.
Em entrevista após a partida, o centroavante admitiu que poderia ter "caprichado mais" na cobrança. Ressaltou, porém, que não errou de "sacanagem" e ainda ressaltou os méritos de Jandrei.
– Criamos muitas chances. O meu pênalti, o Jonatan. O Jandrei foi feliz de ter pegado o pênalti. Foi no último lance, também. Tentei desviar, e ele acertou o canto. Eu acho que o pênalti eu devia ter caprichado um pouco mais. Ninguém erra de sacanagem. Tentei caprichar. Eu consegui voltar bem, estava com dores nas costas – afirma o centroavante.
Perdeu! Leandro Damião bate pênalti com força, mas Jandrei rebate aos 49 do 2º tempo
O camisa 9 foi além e ainda afirmou que o Inter criou chances e conseguiu ter uma boa atuação mesmo no campo rápido da Chapecoense. O atleta ressaltou também a postura da Chape em campo.
– Nós tentamos jogar, o campo rápido. A Chape jogou em cima. A gente criou. O Inter teve muito mais chances que a Chape. Mas não pode tirar os méritos. Queríamos chegar também. Agora, não tem o que fazer. É começar com o pensamento no Corinthians – disse o camisa 9.
Camilo, por sua vez, elogiou o crescimento da equipe com um a menos, após a expulsão de Victor Cuesta, no lance do pênalti que deu a vitória à Chape. O meia, porém, disse que o Inter pecou na pontaria.
– A gente queria crescer e crescemos. Não soubemos aproveitar as oportunidades. O campeonato é difícil, Vamos seguir na batalha. Damião é o que bate, um dos que batem. O Jandrei está de parabéns. Fez dois milagres. Fez a defesa do jogo no último lance. Fomos melhores, não desistimos – disse.
Com a derrota nesta segunda-feira, o Inter perde a liderança do Brasileirão: é segundo colocado, com 49 pontos, um a menos que o novo líder, São Paulo. O Colorado volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta o Corinthians, às 16h, no Beira-Rio, pela 26ª rodada do Brasileirão.

GRÊMIO NÃO TOMA CONHECIMENTO E VENCE TUCUMÃ EM BUENOS AIRES, GOL DO MINEIRO ALISSO.

 Enquanto o Internacional perdia a liderança isolada do Brasileirão na derrota para a Chapecoense, o Grêmio fazia bonito na Libertadores derrotando o Tucumã por 1 a 0, gol de Álisson, em Buenos Aires. 0  Tucumán iniciou o jogo com o intuito de fazer valer o fator local. Embalado pela torcida, o time se atirou ao ataque. O Grêmio tentava se segurar, mas a defesa mostrava insegurança.

Aos poucos, os gaúchos se acalmaram e tomaram as rédeas da partida. Aos 34 minutos, Geromel cobrou falta na cabeça de Cícero, que escorou para Álisson estufar as redes de Luchetti. O Tucumán se perdeu. Aos 45 minutos, Nuñez pisou nas costas de Álisson. O árbitro tinha dado cartão amarelo, mas recorreu ao VAR e, após analisar, expulsou o argentino.

GOOOLLL DO GRÊMIO! Geromel bate falta para Cícero, que encontra 
Álisson dentro da área. O atacante chuta forte e fuzila Luchetti, que nada 
pode fazer. Aquele mesmo jovem atleta, revelado nas bases do Cruzeiro e 
que mano meses abriu mão dele.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.