domingo, 2 de setembro de 2018

funcionou a mudança que Larghi fez no meio-campo

JOGO FOI RUIM, TRAVADO, MAS MEIO-CAMPO DO GALO MOSTROU-SE MAIS FORTE, DAÍ SEGURAR O EMPATE SEM GOLS.
O  retorno de Adilson dá ao Atlético-MG aquela que é considerada pela torcida a melhor opção defensiva do time. Depois de mais de dois meses fora, em virtude de uma lesão na panturrilha esquerda, o volante  voltou à equipe na partida deste sábado, contra o Corinthians, às 21h (de Brasília), na Arena Corinthians, formando dupla com José Welison. A primeira vez que os dois jogaram na marcação do meio-campo do Galo.
Nos treinamentos desta semana, o técnico Thiago Larghi montou o Atlético com dois volantes, diferentemente da maioria dos jogos, nos quais vinha utilizando um homem fixo na marcação e os demais jogadores do setor eram meias, como o próprio treinador costuma dizer. Com Adilson e José Welison, Larghi monta uma equipe mais forte defensivamente.
Contra o Corinthians, Adilson trabalhou mais do lado esquerdo, dando assistência para Fábio Santos e Chará. Já José Welison ficará do lado direito, com Emerson e Luan. O posicionamento defensivo de toda a equipe foi uma das situações mais trabalhadas por Thiago Larghi.
Bastante questionada, a defesa do Galo está longe de ser uma das melhores do Brasileiro, mas tem conseguindo  mais segurança. Nos últimos cinco jogos disputados, levou apenas dois gols. Em São Paulo, além de retorno de Adilson, Leonardo Silva também voltou, após cumprir suspensão na derrota para o Vitória.
A última partida de Adilson pelo Galo foi antes da pausa da Copa do Mundo, contra o Ceará, quando acabou lesionando a panturrilha. Neste período, José Welison foi contratado e assumiu a posição de titular, fazendo a mesma função de Adilson e dando conta do recado. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.