quinta-feira, 18 de outubro de 2018

AZULOU, AZULOU, CAFÉ COM LEITE AZULOU

CRUZEIRO É O MAIOR GANHADOR DA COPA DO BRASIL: SEIS VEZES CAMPEÃO

 Nenhum clube brasileiro tem tantos títulos da Copa do Brasil como o Cruzeiro: seis taças. O mais próximo é o Grêmio com cinco. O Azul Cinco Estrelas tem outra marca: é o único bicampeão seguido da competição. A vitória por 2 a 1 sobre o Corinthians, quarta-feira, na Arena do Timão, em São Paulo, ratificou a competência estrelada nas disputas de mata-mata. Venceu os paulistas aqui em BH por 1 a 0 e lá no campo deles fez 2 a 1, na técnica, na raça e na tática.

Para escolher o maior herói desta noite histórica na Arena Corinthians seria preciso uma análise profunda da atuação individual de cada um. O começo da análise seria com o goleiro Fábio, numa fase incrível, espetacular nas duas partidas; depois se chegaria em Dedé, outro monstro aqui e em São Paulo. No jogo de volta quase definiu o resultado com uma cabeçada potente que chocou-se com a trave da meta de Cássio, já vencido no lance. No meio-campo, a história pára em Thiago Neves, o Senhor Decisão; lutador, criativo, temido e decisivo.Porém, no jogo da decisão o herói sem dúvida é Arrascaeta, autor da vitória.

Arrascaeta jogou 45m pela Seleção do Uruguai no dia anterior num amistoso no Japão, onde foi derrotado por 4 a 3. Viajou 25horas de avião, no setor especial, cheio de mordomias pelas quais o Cruzeiro pagou R$ 25 mil. Chegou à tarde em São Paulo, descansou no hotel da concentração e ficou no banco durante a partida. Até os 25m do segundo tempo e então Mano Meneses santiu que era o momento de colocá-lo em campo para decidir o jogo. E aconteceu.

Aos 36m, o Cruzeiro saiu em contra-ataque de seu próprio campo. Raniel foi lançado e disparou pelo meio. Pela esquerda corria Arrascaeta. O substituto de Barcos viu a entrada do companheiro e fez o passe entre dois zagueiros. Arrascaeta pegou livre, entrou pela área e na saída do goleiro Cássio, deu um toque de classe por cima dele e saiu para o abraço. Golaço!! Cruzeiro 2 a 1 e campeão da Copa do Brasil 2018. Outros heróis além de Fábio, Dedé, Thiago Neves e Arrascaeta: Edilson, Léo, Lucas Romero, Henrique, Ariel Cabral, Lucas Silva, Robinho, Rafinha e Raniel.

Claro que é preciso destacar, também, o comandante deste time de heróis, Mano Meneses, mestre em compactar o sistema defensivo, em armar contra-ataques e saber o momento certo de fazer as alterações para definir o jogo. Não é àtoa que tem dois títulos seguidos com o Cruzeiro na Copa do Brasil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.