terça-feira, 30 de outubro de 2018

VIOLÊNCIA NO BRASIL NÃO TERÁ FIM

MORTE DE DANIEL EM CURITIBA É CRIME PASSIONAL.

 

Por meio de uma mensagem que me foi enviada pelo meu primo Mauro Molinari, empresário vitorioso e pessoa interessada nas informações diárias do País, do Bairro Buritis, onde mora aqui na Capital, fiquei informado que a

morte do moço Daniel, atualmente estava no São Bento de

Sorocaba, emprestado pelo São Paulo, é crime passional e que a Polícia Civil de Curitiba sabe quem é o assassino.

O criminoso só não foi preso por causa da lei eleitoral que proíbe a prisão de qualquer pessoa nas 48 horas antes e depois das eleições.

O interessante, meu caro Mauro, é que a ministra presidente do TSE, Rosa Weber , ao final das apurações participou de rede nacional de tevê informando os acontecimentos no dia das eleições. E falou sobre prisões feitas a eleitores que faziam boca de urna. Se a lei permite prisões tão banais, claro que o crime de morte tão hediondo não passaria desapercebido.

Os amigos e ex-colegas de Foro, em BH, podem me informar. Desembargadores e advogados ilustres, meus conhecidos e amigos, por favor me ajudem a esclarecer o assunto. Grato.

 

O corpo do jogador Daniel, do São Paulo, foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) de São José dos Pinhais, no Paraná. Segundo a assessoria de imprensa do jogador, ele deve ser encaminhado até a manhã desta terça-feira para a cidade de Conselheiro Lafaiete, em Minas Gerais, onde mora a família do jogador.

 

 Daniel foi encontrado em meio a matagal na cidade paranaense, na região metropolitana de Curitiba.

A Polícia Civil do Paraná afirmou que a investigação sobre a morte está avançada. Ela também confirmou que, em apuração preliminar do IMLque a morte foi causada foi por uma arma branca.

 

Ainda conforme a polícia, o órgão genital do jogador foi cortado. A apuração é do G1/PR. A Polícia Civil informou que o inquérito policial foi instaurado na delegacia do município para apurar os fatos. Porém, não repassou nenhum detalhe sobre a investigação para não atrapalhar as investigações.

 

Daniel Corrêa Freitas nasceu em Juiz de Fora (MG) e tinha 24 anos. Revelado pelo Cruzeiro, o meia passou ainda por Botafogo, Ponte Preta, Coritiba e estava emprestado pelo São Paulo ao São Bento, time que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro.

 

Jogadores que estiveram com Daniel, nos times que passou,lamentaram sua morte. Os clubes relacionados com o jogador também enviaram mensagens de pesar, entre eles, o São Bento, que se pronunciou em nota oficial:.

 

"O Esporte Clube São Bento lamenta a morte do meia Daniel, confirmada pela assessoria de imprensa do atleta na noite deste domingo (28). O jogador foi contratado por empréstimo do São Paulo para reforçar o elenco do São Bento na Série B. A causa da morte ainda não foi informada. A diretoria do clube lamenta o fato ocorrido e se solidariza com a família e amigos do jogador nesse momento de profunda tristeza."

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.