sábado, 8 de dezembro de 2018

ÁVIDOS BEIJOS PERCORREM-LHE TODO CORPO

TER MEDO, NÃO RESOLVE : SEM MAIS OU MENOS, O AMOR ACONTECE.

(Flávio Anselmo - 2018)

 

Não espere.

Não planeje.

Deixa acontecer.

Talvez nem seja

em dia de Céu claro,

de muito Sol!

Num parque arborizado,

florido e de boa calmaria.

Ou na praia em dia de chuva,

Mas pode vir sob bela lua cheia

ou naquela viagem imprevista,

para o sítio da pessoa alheia.

 

Ele não marca hora,

nem local ou dia.

Apenas se disponha em tê-lo,

embora repita exaustivamente

que após 20 anos de casada

ama a liberdade da separação.

Lembre-se: a vida fica pesada,

na falta de alguém de opção

para preencher o solitário coração.

 

Ele pode vir no café da manhã

do Hotel Tejuco, em Diamantina,

sem que houvesse qualquer intenção

de buscá-lo, apenas de gerar amizade.

Aconteceu, como amor de verdade,

Porque você foi destemida.

Quis mais da vida.

Pulou obstáculos, fez-se disposta.

O Amor aconteceu, nada mais importa.

 

Quem tem medo do novo Amor,

que veio ficar no lugar do anterior?

Este escravagista, machista, fez

de sua partner arredia.

 

Sem amor de manhã, sem carinhos de dia,

Sem nenhum clímax à noite.

Amor Mentiroso, acabou por ir embora

deixou para atrás uma pessoa vazia.

Traumatizada, assustada, sem esperança

e vontade de entregar-se a novo amor.

Não esperava, não acreditava,

que sua Alma abnegada

Voltasse a amar e ser amada.

 

Aconteceu! Sem esperar, planejar,

sentiu o amor acontecer, e bem melhor!

 

Sinos repicam ao ser beijada;

pássaros gorjeiam em coro,

nas manhãs, nas tardes e nas noites

de Amor total: as mãos amadas

percorrem-lhe o corpo.

Ávidos beijos amaciam-lhe a pele

sedosa e brilhante transpirando amor.

 

0 suor amado escorre-lhe corpo afora,

entra-lhe no Aquário já emudecido;

penetrado na divina sessão de ato

do amor verdade.

Nunca foi tão bom, depois de tanto tempo

o odiado, renegado e esquecido trato.

(FIM) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Escolha a melhor forma de se identificar em Comentar como: Depois pitaque à vontade.