quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

TITE RENOVA SELEÇÃO PARA COPA AMÉRICA

                                        Vinicius Jr na foto ainda com a camisa rubro negra é simbolo da renova que Tite pretende fazer na Seleção Brasileira

Lesão tira Fernandinho da Seleção, e veteranos como Marcelo e Paulinho perdem espaço

 

Volante do Manchester City seria convocado se não fosse lesão na coxa. Em outras posições Tite renova, mas mantém portas abertas aos veteranos


(Por Alexandre Lozetti e Raphael Zarko) 

A convocação desta quinta-feira foi a que teve, originalmente, menos remanescentes da última Copa do Mundo. Apenas 11 jogadores chamados para os amistosos de março contra Panamá e República Tcheca estiveram também na Rússia em 2018.
A redução quebra uma curva ascendente de veteranos e abre de vez o leque de oportunidades para a Copa América que será disputada a partir de 14 de junho.

 

Remanescentes da Copa do Mundo

Setembro/2018: 13 (dois foram cortados)
Outubro/2018: 14 (um foi cortado)
Novembro/2018: 16 (dois foram cortados)
Março/2019: 11
Dos mais experientes, excluídos dessa lista de Tite (foto), o caso de Fernandinho é o mais emblemático. O volante só não foi chamado por causa da lesão no músculo adutor da coxa esquerda.
Logo depois da Copa do Mundo, Fernandinho, autor do gol contra que abriu a vitória da Bélgica por 2 a 1 nas quartas de final, sofreu ofensas raciais nas redes sociais. Sua família também foi atingida. Tite preferiu preservá-lo das duas primeiras datas FIFA.
Na terceira, o técnico o convocaria, mas foi a vez de Fernandinho pedir para não ser incluído e poder resolver problemas pessoais. O volante, àquela altura, não sabia se gostaria de voltar a ser convocado. Depois de conversas com Tite, ele decidiu se abrir novamente à Seleção.
– Não posso ser cego, surdo e mudo para o que ele está jogando no City – disse o técnico ao deixar claro que Fernandinho poderá, sim, aparecer na Copa América.

As outras figurinhas carimbadas da Seleção, entretanto, ficaram fora por opção de Tite.
– Não está fechado. Tenho minhas tendências, manias, mas uma comissão técnica que faz contrapontos. A única coisa que peço são argumentos profundos. Vai ser no momento final a decisão (de convocar para a Copa América).
Não descarto nem um jovem como Vinicius Junior nem um veterano. Não é da boca para fora. Sei o que Willian, Fernandinho, Renato, Douglas, Paulinho, Marcelo me dão. A construção é que determina por um fio de cabelo – completou.

 

Marcelo
Reserva de Reguilón nos jogos mais importantes do Real Madrid na temporada, o lateral-esquerdo sofreu com problemas de peso no clube espanhol e também na Seleção. Cortado das convocações de outubro e novembro do ano passado, ambas por lesão, o jogador de 30 anos terá de se recuperar física e tecnicamente para retornar.
Paulinho
As más atuações na Copa do Mundo e a transferência do Barcelona para o Guangzhou Evergrande fizeram o volante, um dos recordistas de jogos da Seleção de Tite (24), voltar casas na corrida por uma vaga. Além disso, o Campeonato Chinês terá seu pontapé inicial nesta sexta. Paulinho, de 30 anos, não joga desde 18 de novembro, na vitória do Brasil por 1 a 0 sobre Camarões.
Renato Augusto
Um dos líderes do grupo de Tite também voltou recentemente às atividades. O meia de 31 anos disputou apenas um jogo em 2019 pelo Beijing Guoan. Por executar uma função rara na Seleção e por sua ascendência sobre os mais jovens, tem chances de retornar.
Willian
Não vive o melhor momento no Chelsea e tem ganhado a concorrência de jovens como Everton, convocado dessa vez por Tite. O técnico quer observar alternativas para o setor, já que Willian completou 30 anos e a função exige vigor físico e velocidade.
Douglas Costa
Está machucado, de acordo com a explicação do preparador físico Fábio Mahseredjian, mas não é só a lesão que o tirou da Seleção. Em fase irregular na Juventus, chegou a ficar fora até do banco de reservas em alguns jogos. Jovem ainda, aos 28 anos, é outro que terá de voltar à boa forma para disputar a Copa América.

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

CAÇA ÁS BRUXAS TIRA O PODER DA JUSTIÇA


ACHEM AS BRUXAS; MATEM-NAS ENTRE  AS LENHAS DA FOGUEIRA ETERNA;
CORTEM-LHES  AS CABEÇAS E AS ESPETEM NUM PAU DE SEBO PÚBLICO.
OU PIQUE-AS EM MIL PEDAÇOS.
jOGUEM SEUS RESTOS E CINZAS NAS LAMAS AMARELAS DAS BARRAGENS ROMPIDAS

SÓ ASSIM ELA, QUE AGORA SÃO CAÇADAS, PAGARÃO PELOS MALES CONTRA A NATUREZA E A HUMANIDADE.

Esta Trincheira é favorável a punições severas aos responsáveis pelo rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho, e àqueles que de qualquer forma contribuíram para o incêndio no Ninho do Urubu do Flamengo e que matou os 10 atletas das divisões de base do clube, só crianças entre 14 e 16 anos.
Porém não estou à caça deles.

Isso é função Judicial, com base nas provas levantadas pela Polícia Técnica. O que se vê é linchamento público, especificamente no caso do Flamengo, porque o clube transformou o estacionamento licenciado em dormitório construído na base de containers, sem qualquer alvará ou licença da Prefeitura.
Isso evitaria tragédias como o incêndio da Gávea?

O que houve foi tragédia. Não havia porta fechada, o fogo começou no curto circuito do sistema de refrigeração. O Flamengo não tem culpa alguma, até porque manteve o Ninho do Urubu e revelou vários garotos por muitos anos.

Além disso, estava cuidando de construir outros alojamentos, mais seguros e confortáveis, para aonde pretendia levar os meninos.

Nos casos de Mariana e Brumadinho, a Justiça vai denunciar os responsáveis, mas antes quer indenizar os sobreviventes e os familiares das vítimas fatais.

Na mina do Feijão, contudo, surgiram acusações pesadas contra alguns fiscais da própria Vale que esconderam as iminentes que rondavam a barragem. Puni-los? Se assim acha a Justiça, que faça.
Não gosto é do linchamento público, exibido diariamente nas redes sociais e na Imprensa sem que apareça o nome de algum provável pecador.

E a gente não vê nomes importantes, como do Presidente da Vale, com poderes para antecipar tudo e fechar a mineração. Nem de político importante, com os mesmos poderes, mas nas folhas de pagamento da empresa e que se omitem escandalosamente.
Esses sim, merecem forca, fogueira e decapitação.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

SOTERRADO NA LAMA DA VALE EM BRUMADINHO


lama E caldo de manga ubá
(FLÁVIO Anselmo - FEVEREIRO 2019)

O local desabitado e tosco,
só tem uma casinha branca
e enorme mangueira ao lado.
A sombra da imensa árvore
cobre uma área saudável,
esconde o sol e o calor.
Os galhos carregados de frutos maduros
são despensa natural da casa.
Basta que alguém estenda o braço
e terá na mão quantas mangas Ubás,
deliciosas e maduras: um regaço.
Vi, não, ao alcance dos meus sonhos
o mundo de sossego, paz e calmaria
que procurava pela sesmaria.
"Vou curtir então - pensei".
Tirei o casaco, joguei os sapatos de lado
e dependurei o chapéu no galho mais perto.
Recostei-me no banco de madeira de cedro,
fechei os olhos e suavemente dormi;
Ouvi o estrondo, e despertei.
-"O que é que isso?" questionei.
Fez-se, então, sepulcral silêncio.
Quebrado pelo bando de guaxos
assustado, já em voo de fuga.
Cresce o barulho de água morro abaixo
Calcei-me de novo, vesti o casaco, pus o chapéu.
Olhei na direção do barulho de alto decibel.
O rio de lama descia arrastando tudo
que tinha à frente, vindo pelo leito
do humilde córrego do Feijão.
Na passagem matava animais doméstico e selvagem.
Derrubava árvores, arrastava casas.
Homens, mulheres e crianças então
 gritavam por socorro enquanto eram engolidos
pela mortal lama amarela.
Algo me cutucou e alertou: "vem na sua direção".
Subi ao primeiro galho forte da mangueira,
pulei para outro mais alto
e como lagartixa galguei até o cimo.
A lama balançou a imensa árvore,
derrubou frutos maduros,
mas ela resistiu em pé, forte.
Surpreso, lá do alto acompanhei a lama
fazendo vítimas, numa forma de água suja
destruindo o verde vale de alta grama.
"É o fim do mundo - especulei - de onde vem
este lamaçal do inferno?"
Então me lembrei da barragem da Vale
cheia de dejetos de minério de ferro.
Tão presente nas conversas de botequim
em Brumadinho, nas quais não faltavam alertas
do funcionário graúdo da Vale entre as cervejas.
-"O pessoal aqui deve tomar cuidado
a barragem do Feijão está condenada"
"Não passou na última revisão ano atrasado,
e corre risco iminente de rompimento".
Nem a Vale se cuidou, tirando seu escritório
do local. Nem o restaurante do pessoal,
ambos bem debaixo da barragem.
Do alto da carregada mangueira sentenciei:
"Acidente? Não assassinato em massa"!
Sem poder descer, cercado pela morte,
deitei no grosso tronco, onde me sentara,
peguei umas mangas maduras e doces.
Chupei-as devagarzinho. Pressa pra quê?
Para saber o número exato de mortos e desaparecidos?
Esta contabilidade ficará a cargo de Deus.
Nem a Vale haverá de querer rapidamente trazer tais
números de mortes e feridos para sua história.
Entre os seus o número já era alto: o prédio da administração
abaixo da barragem estava lotado de funcionários.

Sumiu entre a lama, bem como o restaurante da empresa
na hora do almoço. Ninguém se salvou.
Bombeiros, militares e voluntários ainda procuram corpos
soterrados na lama, porém não olham para as copas das árvores.
Por fim, me acharam todo enlameado e quiseram saber como saí da lama e subi na mangueira.
Respondi: "não saí da lama, nem cheguei perto. Estou brenhado de caldo de manga Ubá doce e madura".
-"Enquanto vocês procuravam corpos na lama, chupei 100 mangas, mas não tive água, nem sabão para lavar as mãos". (fim)


NA TERRA DE DRUMMOND EXISTE O TREM QUE ENCHE DE FUMAÇA OS OLHOS DO ATRASO


O TREM Itabirano, fumaça ardente nos olhos do atraso.
Adoro ler no meu computador o jornal independente de Itabira  de conteúdo democrítico,como gosta de afirmar o seu editor Marcos Caldeira Mendonça. Com linguagem áspera e ao mesmo tempo bem-humorada, O TREM Itabirano circula mensalmente desde 2005. sou privilegiado como meus amigos Lucas Mendes - ex-colega de internato no Ginásio São Francisco, em Pará de Minas, e Chico Maia, menino do seu Vicente para o qual abri as portas das rádios da Capital e da Televisão no meu Minas Esportes da Band-MG, pois recebo o Trem Itabirano sem ter feito assinatura.
Separei e publico abaixo uma matéria sensacional de Marcos no Trem Itabirano. Leia e caia na gargalhada como eu fiz:
AQUELA MULHER PELADA LÁ NO CENTRO CULTURAL DE ITABIRA ME LEMBROU UMA HISTORINHA DE 1996

(A rádio Pontal me esfolou por eu publicar  poema erótico de Drummond)

Se o Musée D'Orsay, de Paris, pode exibir “A Origem do Mundo”, de Gustave Courbet, por que o Centro Cultural de Itabira não pode ter uma réplica da mulher pelada de Carlos Leão que ilustrou “Amor, Amores”, livro de Carlos Drummond de Andrade lançado em 1975?

Fui conferir mal ajambrada exposição de reproduções de fotos e textos de Drummond em cartaz no aquário do Centro Cultural. Aquário é aquele cercado de vidro feito há uns 10 anos no pilotis – sim, pilotis fechado, Itabira rima com Sucupira. Foi criado para ser aberto à circulação, com a proposta de integrar as pessoas ao edifício da cultura.

 “Povo de Itabira, essa história de arte ser só para elite é conversa fiada. Venha ao Centro Cultural, a casa é sua, entre, fique à vontade, estamos de pernas abertas para você”, gritava o pilotis. “Isso pode dar certo, o povo acabará entendendo que o Centro Cultural é dele".
Precisamos dificultar -  pensou alguém - e então providenciou-se o fechamento do pilotis, truncando a passagem, arredando o povo, ocultando a Biblioteca Municipal e estropiando o projeto original, do arquiteto Zenon Lago.

Nome do responsável pelo desserviço: João Izael, prefeito à época.
Ainda está para surgir aquele que livrará o Centro Cultural daquela asfixia no pilotis, como apareceu Marconi Drummond, em 2013, e eliminou do jardim umas pavorosas caixas pretas feitas com antigas placas dos Caminhos Drummondianos, similares a essas de inauguração de obras públicas, que exibem data e nome de prefeito.

Foram substituídas por novos e belos suportes patrocinados pela empresa Vale, mas alguém teve a infeliz ideia de pegar a velharia, criar cubos e fixá-los no gramado do Centro Cultural.

 Assim que assumiu a Fundação Cultural Carlos Drummond de Andrade, Marconi Drummond, acertadamente, capinou aquela feiura. Erros podem ser corrigidos, diria o Conselheiro Acácio.

Voltemos à mulher pelada do Centro Cultural.
Ao ver o desenho de Carlos Leão, lembrei-me de uma historinha de 1996. Com a responsabilidade que se pode exigir de quem tem 20 e poucos anos, eu editava o jornal oficial A Semana e me esforçava para publicar textos além da maçaroca prefeitural.
“Temos de veicular também algo que preste para o povo”, pensamento que me rendeu colisões no Paço Municipal Juscelino Kubitschek.
Consta que o número em cuja capa imprimi foto de dois alunos do Colégio Nossa Senhora das Dores se beijando – numa reportagem sobre AIDS, se bem me lembro – levou o então prefeito, Olímpio Pires Guerra (Li), a fazer picadinho de um exemplar no seu gabinete.
-"Esse jornal é para falar bem do governo, principalmente na capa", insinuavam o tempo todo assessores do Prefeito, mas eu nem sempre estava disposto a concordar com eles.

Vamos publicar um poema de “O Amor Natural”, livro erótico e póstumo do itabirano, avisei numa reunião de pauta e ouvi de prudente repórter:
 “Marcos, vai dar confusão”. Mandei buscar exemplar e o entreguei ao motorista do jornal:
Jorge, estas páginas estão cheias de Drummond falando sacanagem. Escolha um poema, bem bonito, para sair na próxima edição do A Semana. Você tem dois dias para resolver”.
Tarefa cumprida com denodo: ele foi visto lendo o livro e rindo em diferentes lugares, nas esperas de seu ofício, e dentro do prazo me devolveu o volume marcado na página 25:
Escolhi esse aí, ó”.
Era “A Bunda, que Engraçada”, impresso inteirinho no periódico oficial.

Virou escândalo na rádio Pontal, de Marcos Evangelista Alves, o Gabiroba. Doutor Marcos Evangelista Alves, aliás, como ele faz questão de ser chamado, obedecido zelosamente pelos funcionários de sua emissora. Doutor Gabiroba foi ao ar e sentou a borduna:

"----Quem esse moleque pensa que é para atentar contra a família itabirana? Logo o jornal da prefeitura, pago pelo povo, publicar essa indecência, absurdo, imoral, o bispo dom Mário precisa saber disso...

Pensei: os homens de decisão do governo virão para cima de mim como pitbulls picados por marimbondos. Nem tanto, deu rebu grau 4, maquinado por quem me detestava (detesta até hoje, suponho). Tentaram articular para o prefeito me demitir, mas Li não o fez, embora motivos não lhe faltassem, e alguns dias depois o caso estava sob o mármore.

Sabíamos todos, na redação de A Semana e no governo, que a rádio Pontal não estava preocupada com família, moral, bons costumes, nada. Aproveitou-se do caso para fazer uma politicalhazinha bem à itabirana.

Hoje, se o Centro Cultural exibir centenas de fotos de mulheres peladas, e até expor mulheres nuas mesmo, acredito que a emissora do doutor Gabiroba não dará um pio de coruja velha. É que a torneira da publicidade oficial jorra com fartura para os lados da Pontal.- Dizem sempre os filósofos: o animal satisfeito dorme.














segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

CRUZEIRENSES QUEREM AFUNDAR O CRUZEIRO EM DÍVIDAS


Parte superior do formulário
Com expectativa de aprovação, conselho do Cruzeiro vota plano de viabilidade financeira

Concentrar a dívida de R$ 400 milhões numa única fonte é a mais absurda desculpa que jamais ouvi de cartolas para justificar nova dívida, num empréstimo internacional, quase no mesmo valor. A incompetente cartolagem celeste atual, que tem até Itair Machado em destaque, diz que o empréstimo de R$ 300 milhões servirá para reequilibrar as contas do clube. Estranho né? Se antes era de R$ 400 milhões passará a ser de R$700 milhões. Cruzes!!

Os conselheiros do clube  votaram esta imbecilidade nesta segunda-feira, na sede do Barro Preto, chamado de plano de viabilidade financeira construído pela atual diretoria. Não sei ainda o resultado da votação, mas se o Conselho aprovou passa a ser avalista de tal sujeira.

A votação foi por maioria simples dos conselheiros. A ideia do empréstimo é concentrar a dívida do Cruzeiro em uma única fonte e encerrar as dívidas com clubes, jogadores e agentes. Além disso, a diretoria relatou aos conselheiros, que o déficit mensal do clube chega a R$ 7 milhões. Por que não vende logo  a sede social do Barro Preto, em vez de fazer nova dívida?

O pagamento do empréstimo só ocorreria depois de 18 meses do acordo feito, parcelados em valores a serem pagos por semestre. O valor foi buscado fora do país, por causa das condições melhores de juros, segundo o que se informou aos conselheiros.

Com o dinheiro emprestado, o Cruzeiro iria começar a negociar as dívidas que têm com clubes, jogadores, agentes, entre outros personagens do mundo do futebol, e diminuir bastante o seu passivo. Aos conselheiros, também será apresentado planejamento financeiro para os próximos anos, tudo dentro desse plano de viabilidade financeira.

A diretoria já realizava reuniões com grupos pequenos de conselheiros, em que era explicado o plano de viabilidade financeira e as condições para tal. Na semana passada, a diretoria cruzeirense passou aos conselheiros que seria colocado como garantia recursos ganhos pela Raposa, como cota de patrocínio e de televisão, além de outras receitas. Nada de imóveis do clube envolvidos.

A reunião no conselho cruzeirense terá a presença de conselheiros beneméritos, natos e associados. A discussão vem tomando os bastidores do Cruzeiro, com expoentes no conselho já se posicionando contra ou a favor sobre o assunto. Seja contra, Conselheiro verdadeiramente cruzeirense.

GALO X DANÚBIO HOJE NO HORTO É DE VIDA OU MORTE


LEVIR ESQUECE REGULAMENTO E GARANTE GALO NA FRENTE ATRÁS DE VITÓRIA CONTRA DANÚBIO NESTA TERÇA NO HORTO: "-VOU USAR CONCEITO DO ATLETICO: NADA DE JOGAR SÓ NA DEFESA," AFIRMA TREINADOR.

Você vai ver o Atlético partindo para cima do Danúbio nesta terça, a partir das 19h15m, no Independência, em busca de vitória. Quem garante é o técnico Levir Culpi, apesar de saber que empates em 0 a 0 e 1 a 1 dariam a classificação para a próxima fase da Copa Libertadores da América ao seu time, por causa do empate em 2 a 2 que conseguiu no jogo de ida, em Montevidéu.
Levir se baseia na história do Galo. -"Não conheço nenhuma história sobre o Galo na defesa, jogando pela Libertadores, no Independência. É questão de conceito e isso está acima de qualquer regulamento".
-"Não vou armar nenhum esquema defensivo especial e deixar o torcedor ansioso à espera de gols. Vamos para cima do Danúbio, sem nos descuidar dos seus perigosos contra-ataques que nos surpreenderam em Montevidéu".
-" Aqui a história é diferente, com o apoio da Massa." justifica Levir Culpi.
Neste aspecto, a torcida tem preferência por Guga na lateral direita. Porém, Levir deve seguir no pensamento de escalar Patric, conforme já esclareceu em outras oportunidades.
Sua dúvida está no meio de campo quanto ao aproveitamento de Adilson, que tem atuado muito fixo. Eu tenho a mesma opinião de Levir: Adilson atravessa fase ruim, mal na marcação , nas coberturas e não vai ao ataque. Melhor seria Jair, dentro do conceito de mais ofensivo. Eu escalaria Elias, Jair, Luan e Casares, com Luan entrando mais pela direita.
Outra alteração que este filho de Dona Geralda faria:
entraria com Bolt no lugar de Chará para se ter jogo mais coletivo e mais, ainda, ofensivo. Bolt tem temperamento para formar excelente dupla com Ricardo Oliveira no ataque.
Levir levou na gozação a informação de que o argentino Patrício Loustau, escalado para apitar a partida desta noite, no Horto, esteve em três jogos do Galo em outras Libertadores e é tremendo pé-frio. -"Vamos mandar pares de meias de lã de presente para ele e com pé-frio ou não pretendemos arregaçar com os uruguaios do Danúbio no Horto.", finalizou o treinador atleticano.
O argentino Patrício Loustau é considerado pé frio pelos atleticanos


domingo, 10 de fevereiro de 2019

O LINCHAMENTO PÚBLICO QUER VER CULPADOS DE CABEÇAS CORTADAS


ACHEM AS BRUXAS; MATEM-NAS ENTRE  AS LENHAS DA FOGUEIRA ETERNA; CORTEM-LHES  AS CABEÇAS E AS ESPETEM NUM PAU DE SEBO PÚBLICO OU PIQUE-AS EM MIL PEDAÇOS,
SÓ ASSIM PAGARÃO OS MALES COMETIDOS CONTRA A NATUREZA E A HUMANIDADE.

Sou a favor, também, de punições severas aos responsáveis pelo rompimento das barragens de Mariana e Brumadinho, bem como àqueles que de qualquer forma contribuíram para o incêndio no Flamengo e que matou os 10 atletas das divisões de base do clube, só crianças entre 14 e 16 anos. Porém não estou à caça deles.
Isso é função Judicial, com base nas provas levantadas pela Polícia Técnica. O que se vê agora é linchamento público, especificamente no caso do Flamengo, porque o clube transformou o estacionamento licenciado em dormitório construído na base de containers, sem qualquer alvará ou licença da Prefeitura. Isso evitar tragédias como o incêndio da Gávea?
O que houve foi uma tragédia. Não havia uma porta fechada, o fogo começou no curto circuito do sistema de refrigeração. O Flamengo não tem culpa alguma, até porque manteve o Ninho do Urubu e revelou vários garotos por muitos anos. Além disso, estava cuidando de construir outros alojamentos, mais seguros e confortáveis, para aonde pretendia levar os meninos.
No caso de Mariana e Brumadinho, a Justiça vai denunciar os responsáveis, mas antes pretende indenizar os sobreviventes e os familiares das vítimas fatais.Na mina do Feijão, contudo, surgiu acusações pesadas contra alguns fiscais da própria Vale que esconderam os perigos que rondavam a barragem. Puni-los? Se assim acha a Justiça, que faça. Não gosto é do linchamento público, exibido diariamente nas redes sociais e na Imprensa sem que parece o nome de algum provável pecador.
E a gente não vê nomes importantes, como do Presidente da Vale, com poderes para antecipar tudo e fechar a mineração. Nem de político importante, com os mesmos poderes, mas nas folhas de pagamento da empresa e que se omitem escandalosamente. Esses sim, merecem forca, fogueira e decapitação.

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

DEBAIXO DE MUITA CHUVA INCÊNDIO MATA 10 FUTUROS CRAQUES DO FLA


Tragédia no Ninho do Urubu: veja lista de mortos e feridos do incêndio no CT do Flamengo

Corpo de Bombeiros informou pela manhã que o número é de 10 vítimas fatais; oito nomes de jogadores da base foram confirmados
Por GloboEsporte.com 


Santo Pai, meu Senhor Deus, quando teremos paz e esperança neste Brasil? Depois de Brumadinho, da enchente e das mortes em Venda Nova, na enxurrada de BH, vem esta tragédia do Rio de Janeiro e do Centro de Treinamento do Flamengo - Ninho do Urubu - com a morte de 10 meninos da base rubro-negra, que enchiam de esperança  os corações flamenguistas.

Segundo o Corpo de Bombeiros, até o momento, oito nomes de jogadores das categorias de base do clube foram confirmados entre os mortos. Três estão feridos.

Vítimas fatais

Arthur Vinicius - zagueiro, 14 anos

Nascido em Volta Redonda, estava no Flamengo há três anos e completaria 15 anos neste sábado, dia 9. Morava com prima, tia e a mãe no bairro Volta Grande II. A família se organizava para viajar ao Rio de Janeiro para celebrar seu aniversário. 

Átila Paixão atacante - 14 anos

Nasceu no Povoado Brasília, em Lagarto, Sergipe. O garoto foi revelado pela Escolinha Geração do Futuro, a mesma por onde passou o atacante Diego Costa, que atualmente joga pelo Atlético de Madrid. O garoto atuou na Copa Zico e chamou a atenção de clubes do Rio de Janeiro. Passou por uma avaliação de 10 dias no Ninho do Urubu e foi aprovado em abril de 2018.

Bernardo Pisetta - goleiro -15 anos

Catarinense de Indaial, atuava como goleiro e começou a jogar no futsal. Antes de migrar para o campo, o atleta defendia o time do Guarani, de Brusque, e passou pelo Atlhetico Paranaense antes de seguir para o Rio de Janeiro. Pisetta estreou no time de base do Flamengo em 25 de agosto de 2018.

Christian Esmério Goleiro -15 anos
Era uma das maiores promessas de sua geração e um dos destaques das categorias de base do Flamengo. Colecionava convocações para a seleção brasileira de sua categoria e era, inclusive, monitorado por clubes do exterior. 

Jorge Eduardo -Lateral-esquerdo -15 anos

Mineiro de Além Paraíba, completaria 16 anos no próximo dia 14. Homero Povoleri, técnico que iniciou a carreira do jovem, confirmou a morte. Jorge chegou ao Rio de Janeiro com 12 anos e morou na casa de amigos até completar a idade permitida para morar no Ninho do Urubu (14 anos). Começou aos seis anos no futsal e chamou atenção de olheiros.

Pablo Henrique - Zagueiro -14 anos

Mineiro de Oliveira, cidade a cerca de 150km de Belo Horizonte, era primo do zagueiro Werley, do Vasco, e estava no Flamengo desde agosto do ano passado. 

Samuel Thomas Rosa - Lateral-direito -15 anos

Nascido em São João de Meriti, o lateral-direito teve a morte confirmada pelo tio, Sebastião Rodrigues. Completaria 16 anos no dia 4 de abril. Ele morava no Morro do Conceito, em São João de Meriti. Era titular do Flamengo. Foi vice-campeão da Copa Votorantim e campeão da Copa Nike.

Vitor Isaías atacante - 14 anos

Natural de Florianópolis, surgiu no Figueirense, passou pelo Athletico Paranaense e foi contratado pelo Flamengo no segundo semestre do ano passado. 

Feridos

Cauan Emanuel Gomes Nunes 14 anos

Nascido em Fortaleza, está no Rio de Janeiro há três anos. Entre os que estão internados, é o que está na melhor condição. Está lúcido.

Francisco Diogo Bento Alves - 15 anos
Está com quadro estável, mas vai ser transferido para o CTI.

Jonathan Cruz Ventura - 15 anos
É quem está em situação mais crítica. Teve 40% do corpo queimado e foi transferido para o Hospital Pedro II, referência no assunto.



quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

LUCRO DO EMPATE EM MONTEVIDÉU FICOU PARA O GALO

GALO EMPATOU, MAS TROUXE LUCRO DE MONTEVIDÉU

Apenas uma questão de lembrança: a Taça Libertadores não é uma competição de pontos corridos. Na fase atual, é competição de mata-mata, com algumas especificações. Por exemplo: o Atlético só empatou contra o Danúbio (2 a 2) e ficou no mereceu para decepção do torcedor. Teve decepção nada, porque a torcida hoje, ao contrário do que pensam os analistas de araque, que inundam nos veículos de comunicação das Gerais, não são tão imbecis quanto os "profetas do acontecido".  sabem que a vitória seria melhor, porém o empate do Galo em Montevidéu deu-lhe bom lucro.  Afinal,  classifica-se até em caso de derrota por 1 a 0, ou empate com números de gols  inferior ao primeiro jogo ou com 0 a 0.

Concordo que não foi uma grande exibição alvinegra bem aquém da esperada que viria acompanhada de tranquila vitória. Ricardo Oliveira e Casares estiveram acordados no jogo, mas Victor, Patric, Rever, Rabelo, Fábio Santos, Adilson, Elias, Luan e Chará comeram uma feijoada antes da partida e durante resolveram tirar uma soneca. O técnico Levir Culpi viu isso e tentou acordar a moçada tirando Elias e Chará, colocando Bolt e Zé Welisson. Deu errado! Também errou Levir que, também, tirou sua casquinha na feijoada antes do jogo. Não viu que Fábio Santos, Patric, Adilson, Chará e Luan seriam os escolhidos, pois dormiam de roncar.

Vocês,  caros leitores, então já descobriram que o jogo coletivo do Atlético não existiu e permitiu ao jovem time do Danúbio dominar o meio-campo e jogar pela direita do seu ataque em cima do dorminhoco Fábio Santos. Ainda assim, não fosse o aceso goleirão Cristóforo, autor  de milagrosas e excelentes defesas, o Galo teria vencido desde o primeiro tempo. Na meta do Danúbio, o goleirão aprontava, e na do Atlético, são Victor entregava.

Como afirmei antes, não é competição de pontos corridos; por isso convém esperar o jogo da volta, na próxima terça-feira, no Independência, pois caso o Galo tenha decorado bem o regulamento da competição mas decida não jogar pelo empate, mas por vitória simples, o primeiro passo de uma conquista continental foi dado em Montevidéu. É só os pitaqueiros que se dizem analistas lembrarem que foi assim, também, que se iniciou a caminhada para a conquista de2013. "Eu Acredito..."

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

GALO CHEIO DE FAVORITISMO PARA PEGAR O DANÚBIO HOJE Á NOITE.

GALO ESTREIA NA LIBERTADORES HOJE COMO FAVORITO DIANTE DO DANÚBIO NO URUGUAI

 

0 estádio Luiz Franzini, ao lado da Playa Ramirez, é pequeno e desconfortável. O clube é pobre tem problemas financeiros e o time modesto. O Atlético, favorito, foi avisado de tudo isso pelo técnico Levir Culpi que, no entanto, exigiu muita seriedade dos atletas.

 

Lembrou de Cincunegui, uruguaio ídolo do Atlético, morto em 2016, mas que estará no estádio na presença de seu filho Fernando.

Hector de Los Santos Cincunegui é cria do Danúbio e por isso seu filho Fernando diz que estará com o coração dividido esta noite. Quem viu Cincunegui com a camisa do Galo, no Mineirão, em bolas divididas com outro lateral, Pedro Paulo, do Cruzeiro, e a narração espetacular do também saudoso Fernando de Campos Sasso, da TV Itacolomi, não se esquece deste grande momento do futebol mineiro. 

 

Parte superior do formulário

Até a própria imprensa uruguaia, mesmo sem dar cobertura decente como merece uma estreia na Taça Libertadores, garante que o favoritismo desta noite, no embate entre Danúbio e Atlético,  em Montevidéu, é todo do time mineiro.  

 

O Danúbio é  pequeno, tem pouca torcida e pouco prestígio com a imprensa (mesmo em Montevidéu). Alguns jornais de hoje nem citam o jogo desta terça-feira. A exceção é "El Observador", que publicou entrevista com o treinador Marcelo Mendez.

 

Pelo clima que se vê no Uruguai e pelo que conhece do Danúbio por aqui, está evidente que o favoritismo é do Atlético. O rival tem time jovem e inexperiente, além de ser clube modesto e com dificuldades financeiras. E ainda não jogou na temporada.

 

O treinador do Danúbio, Marcelo Mendez, na entrevista ao jornal "Observador", informou ter pedido aos jogadores que aproveitem a oportunidade. "O grupo de jogadores que vestirá a camisa do Danubio contra o Mineiro, em partida televisionada terá de aproveitar bem para aparecer".


Marcelo Mendez disse ao "Observador": "O melhor seria ficar atrás e conquistar o resultado, mas ninguém me assegura isso. É lindo entrar em campo e enfrentar. O que não queremos é chegar no dia seguinte e lamentar o que não foi feito. É uma linda partida. Temos que aproveitar"

Uma curiosidade sobre a entrevista do treinador Marcelo Mendez ao "Observador": falando sobre Terans, ele confundiu o Atlético com o Athletico-PR. "Para que tenham outra ideia, Terans, que era o goleador do Danúbio, hoje alterna (no time) do Paranaense".

Essa foi a entrevista com o técnico Marcelo Mendez, publicada pelo "El Observador". O título diz muito. "Começar com o mais difícil". O Atlético é tratado como favorito pela imprensa uruguaia.

,

FUTEBOL INGLÊS

Corpo é encontrado no fundo do Canal da Mancha junto com aeronave que transportava Sala.

 

Vídeo feito por veículo submarino identifica ao menos um cadáver no meio da fuselagem da aeronave, encontrada no domingo. Primeira imagem dos destroços também é divulgada

 

A Agência de Investigação de Acidentes Aéreos (AAIB, na sigla em inglês) anunciou na manhã desta segunda-feira que o corpo  encontrado no fundo do Canal da Mancha junto com a aeronave que transportava o jogador Emiliano Sala e o piloto David Ibbotson. Também foi divulgada a primeira imagem da fuselagem.

- Tragicamente, num vídeo feito pelo veículo submarino, um ocupante está visível em meio à carcaça. A AAIB está agora avaliando os próximos passos em consulta com os familiares do piloto, do passageiro e com a polícia - disse em

As buscas haviam sido suspensas três dias após o desaparecimento da aeronave, mas foram retomadas no dia 26 de janeiro graças à ajuda de doações que vieram de uma campanha na internet.

 

Contratação mais cara da história do Cardiff, Emiliano Sala embarcou na noite do dia 21 de Nantes rumo à cidade do novo clube, mas não chegou. O avião que transportava o jogador e o piloto perdeu contato com o tráfego aéreo quando sobrevoava o Canal da Mancha por volta de 20h (horário local; 17h no horário de Brasília) e desapareceu.

David Mearns, responsável pela embarcação que descobriu o paradeiro da aeronave no domingo, disse em entrevista que foi surpreendido ao encontrar o avião quase inteiro ao invés de destroços no fundo do mar.

"A maior surpresa para nós é que a maior parte do avião está lá. Esperávamos encontrar apenas destroços. Está bastante danificada, mas a aeronave está quase completa", disse ele.

 

- Fizemos uma série de imagens de alta resolução que puderam confirmar que se tratava do avião. Depois chamamos um barco maior, submergimos veículos com câmeras e luzes operado à distância que confirmou que era o avião. Vimos o número da matrícula e, para a surpresa de todos, a maior parte da aeronave estava ali - completou.

 

Mearns também explicou que está em contato com a família, que, segundo ele, quer que a aeronave seja retirada do mar o quanto antes.

- A família quer desesperadamente que se recupere o avião, sentem que fizeram mais do que qualquer família faria, arrecadando o dinheiro para dar sequência às buscas financiadas com fundos privados para obter um resultado rápido. Agora eles acreditam que é responsabilidade do governo dar os próximos passos - informou.