sexta-feira, 15 de novembro de 2019

SERIE B PERTO DO FIM E VEJA OS TIMES QUE PODEM SUBIR, AMÉRICA NA BOCA




A 36ª rodada da Série B começou nesta sexta-feira, com três jogos: América x Vitória, Bragantino x Criciúma e Atlético-GO x Paraná. No sábado, serão quatro partidas: Guarani x Operário-PR, Coritiba x Oeste, CRB x Ponte Preta e Londrina x Botafogo-SP. E, no domingo, outras três: São Bento x Brasil de Pelotas, Sport x Vila Nova e Figueirense x Cuiabá.
Faltam três rodadas, e cada partida ganha ainda mais importância nessa reta final. O Sport, por exemplo, recebe o Vila Nova apenas no domingo, mas a equipe de Guto Ferreira pode garantir o acesso nesta sexta-feira: basta que o América perder e o Paraná não vencer.Se depender da primeira opção, que se dane o Sport do Recife.
O Tricolor paranaense, inclusive, faz  jogo que promete muitas emoções contra o Atlético-GO. É o único confronto direto na briga pelo acesso, e quem vencer dará importante passo rumo à elite. Confira, a seguir, a pontuação, as chances e o que cada time precisa para subir:

2º - SPORT DO RECIFE

Os comandados de Guto Ferreira precisam de uma vitória para garantir o acesso sem depender de outros resultados. Como o Bragantino já pegou uma vaga, a segunda pode ser do Sport . E, nas próximas duas rodadas, o Sport recebe o Vila Nova ameaçado e a Ponte Preta cumprindo tabela. A equipe joga só no domingo, mas já pode subir nesta sexta, desde que o América perca e o Paraná não vença.
Últimos jogos do Sport: Vila Nova (C), Ponte Preta (C) e Atlético-GO (F).


O Coritiba precisa de três vitórias para subir sem depender de outros jogos. O time de Jorginho pode até conquistar o acesso com duas vitórias, por exemplo, mas dependerá de tropeços de América-MG e Paraná. O time recebe o Oeste e o Bragantino (que poderá já ser o campeão) e visita o Vitória.

O Atlético-GO também terá que vencer os três jogos para garantir o acesso sem precisar secar concorrentes diretos. Se perder para o Paraná nesta sexta, por exemplo, o time goiano pode cair até para o sexto lugar. Nesse caso, já não dependeria das próprias forças. O duelo com o Paraná, portanto, será decisivo.
Últimos jogos do Atlético-GO: Paraná (C), Brasil-RS (F) e Sport (C).

O América pega o Vitória e o Guarani, que estão quase garantidos na Série B de 2020, e o São Bento, que deverá ser rebaixado até lá. A equipe de Felipe Conceição precisa tirar dois pontos para o Atlético-GO e, claro, manter a vantagem para os times que vêm logo atrás. 

Uma vitória sobre o Atlético-GO é fundamental. Se vencer, o Paraná já passa a equipe goiana na tabela. Além disso, o Tricolor terá que torcer por pelo tropeço do América na reta final. Uma derrota para o Dragão poderia deixar o time de Matheus Costa a seis pontos do G-4, tornando o sonho muito distante. 


Os comandados de Marcelo Cabo precisam de milagre para subir. O time terá que vencer os três jogos restantes e torcer para que Coritiba e Atlético-GO façam no máximo três pontos, o América no máximo cinco e o Paraná no máximo seis. Qualquer tropeço já acabaria com resquício de chance de acesso da equipe alagoana.


Se a missão do CRB já é complicadíssima, imagine o tamanho do desafio do Cuiabá... A equipe mato-grossense precisa vencer todas e torcer por uma combinação improvável. Vitórias de Coritiba e Atlético-GO, por exemplo, já acabariam com as chances de acesso. Para aumentar (ainda mais) o desafio, o Cuiabá encara uma dobradinha fora de casa.
Últimos jogos do Cuiabá: Figueirense (F), Botafogo-SP (F) e Vila Nova (C).


As chances do Operário-PR não chegam nem a 1%, O time de Gerson Gusmão pode alcançar, no máximo, os 58 pontos. Coritiba e Atlético-GO já têm 57 pontos cada. Portanto, o Fantasma teria que vencer todas e secar os cinco times que estão logo acima. Quase impossível.
Últimos jogos do Operário-PR: Guarani (F), Vitória (C) e Figueirense (F).

sábado, 9 de novembro de 2019

DOUTORA VITÓRIA ASSIS ANSELMO

MINHA BELA NETINHA VITÓRIA INICIOU SUA ARRANCADA PARA OCUPAR LUGAR NA OAB AO MEU LADO.

Vitorinha passou no vestibular para Direito na Faculdade Dom Helder Câmara que nem sei onde fica em BH. Pouco importa. Importa que para alegria dos pais corujas Santelmo e Rita, Vitoria, que dia 28 passado comemorou 18 anos, com sua inteligência invulgar passou no primeiro vestibular que fez. E surpreendeu-me ao fazer Direito. Eu gostei porque abre-lhe leque importante de profissões futuras. Como Promotora, Juiza, Procuradora, Advogada Tributarista, Delegada Federal, etc. Vá em frente, querida e tomara que este seu Vovô assista sua diplomação. Beijos

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

TOMBENSE TERÁ EDINHO COMO CARTOLA


Edinho está feliz em voltar ao futebol  no Tombense


Depois de circular por cabines de vários estádios e estúdios pelo Brasil afora, Edinho volta ao dia a dia do futebol no Tombense. Confirmado como coordenador do departamento do Carcará, o profissional, que foi dos melhores zagueiros da década 80, além de treinador e comentarista do Grupo Globo, está de mudança para Tombos, na zona da mata mineira, junto com a família.
Por não ter o contrato renovado como comentarista, Edinho tomou a decisão de voltar ao gramado. Para isso, se atualizar foi necessário. O treinador fez o curso e conseguiu a licença A da CBF. Porém coordenar futebol é algo que Edinho já domina (nos anos 2000 passou por Vitória e Athletico) e, até por isso, crê que esse foi o motivo que resultou no convite do clube e da Brazil Soccer.
O flerte com o Tombense não é recente. Segundo Edinho, já houve convite para que ele assumisse o cargo de técnico em outras oportunidades, mas o momento era diferente. Amigo de Eduardo Uram, que conduz a Brazil Soccer ao lado de Lane Gaviolle, Edinho conta que pediu ao empresário para ajudá-lo na reinserção no mercado, o que, agregado ao conhecimento de Edinho na função, possibilitou o acerto.
Edinho explica que sua função não será a de contratar jogadores ou de escalar a equipe. Ele afirma que essas responsabilidades serão, respectivamente, da diretoria e do técnico Eugênio Souza. De acordo com o coordenador de futebol, porém, ele vai participar das discussões, interligando os departamentos e intervindo quando o trem ameaçar sair dos trilhos.
Ele irá trabalhar ao lado de Eugênio Souza e, embora tenha qualificação como técnico, faz questão de deixar claro que, em razão de uma questão ética, será apenas coordenador, descartando qualquer possibilidade de conflito de interesse.
Edinho, que defendeu Fluminense, Flamengo Grêmio e seleção brasileira como jogador, se diz motivado para assumir logo a função no novo clube. O profissional está de malas prontas para Tombos e não vai sozinho. Acompanhado das filhas Maria Eduarda e Luna e da esposa Karin, ele vai morar na cidade mineira e agradece ao apoio da família. Edinho conta que não houve qualquer resistência em deixar o Rio de Janeiro para viver na Zona da Mata mineira.
– Quando treinador, elas nunca foram comigo, porque é uma função de muita instabilidade. Esse cargo é mais estável, embora haja a responsabilidade do trabalho. Mas dessa vez, como a ideia é ficar por um pouco mais de tempo, estamos indo todos. Já vimos apartamento e a escola das minhas filhas. Está tudo certo. Só esperamos organizar as coisas no apartamento aqui e terminar o ano escolar delas no Rio de Janeiro para viajarmos. Estou muito feliz com esse retorno ao dia a dia no futebol.– finalizou.